Filmes por gênero

SAYONARA (1957)

Sayonara
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Sayonara... farlig kærlighed (Dinamarca)
Szajonara (Hungria)
Σαγιονάρα (Grécia)
Sayonara - Elveda (Turquia)
Сайонара (União Soviética)
Pais: Estados Unidos
Gênero: Drama, Romance
Direção: Joshua Logan
Roteiro: Paul Osborn
Produção: William Goetz
Música Original: Franz Waxman, Irving Berlin
Coreografia: Kineya Jorokuaki, Osaka Geki-ji
Fotografia: Ellsworth Fredericks
Edição: Arthur P. Schmidt, Philip W. Anderson
Direção de Arte: Ted Haworth
Figurino: Norma Koch
Guarda-Roupa: Florence Albert, Leon Roberts
Maquiagem: Gordon Bau
Efeitos Sonoros: M.A. Merrick, William A. Mueller, Russell Ashley
Nota: 9.0
Filme Assistido em: 1959

Elenco

Marlon Brando Major Lloyd Gruver
Patricia Owens Eileen Webster
James Garner Capitão Mike Bailey
Martha Scott Sra. Webster
Miiko Taka Hana-Ogi
Douglass Watson Coronel Crawford
Kent Smith Tenente General Mark Webster
Miyoshi Umeki Katsumi Kelly
Red Buttons Joe Kelly
Ricardo Montalban Nakamura
Reiko Kuba Fumiko-San
Soo Yong Teruko-san
Harlan Warde Consul
Yvonne Peattie Vice-Consul
Phil Rhodes Médico
James Stacy Repórter
Michael Pierce Fotógrafo

Prêmios

Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood, EUA

Oscar de Melhor Ator Coadjuvante (Red Buttons)

Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante (Miyoshi Umeki )

Oscar de Melhor Direção de Arte - Decoração de Cenários (Ted Haworth, Robert Priestley)

Oscar de Melhor Gravação de Som (George Groves)

Prêmios Globo de Ouro, EUA

Prêmio de Melhor Ator Coadjuvante (Red Buttons)

Prêmio de Melhor Revelação Masculina (James Garner)

Prêmios David di Donatello, Itália

David de Melhor Ator Estrangeiro (Marlon Brando)

Prêmios Laurel, USA

Prêmio Laurel de Ouro de Melhor Ator Coadjuvante (Red Buttons)

Indicações

Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood, EUA

Oscar de Melhor Filme (William Goetz)

Oscar de Melhor Fotografia (Ellsworth Fredericks )

Oscar de Melhor Roteiro Adaptado (Paul Osborn)

Oscar de Melhor Direção (Joshua Logan)

Oscar de Melhor Ator (Marlon Brando)

Oscar de Melhor Edição (Arthur P. Schmidt, Philip W. Anderson)

Prêmios Globo de Ouro, EUA

Prêmio de Melhor Filme - Drama

Prêmio de Melhor Direção (Joshua Logan)

Prêmio de Melhor Ator em um Drama (Marlon Brando)

Prêmio de Melhor Atriz Coadjuvante (Miyoshi Umeki )

Academia Britânica de Cinema e Televisão, Inglaterra

Prêmio de Melhor Revelação Masculina (Red Buttons)

Grêmio dos Diretores da América

Prêmio por Direção Excepcional (Joshua Logan)

Prêmios Laurel, USA

Prêmio Laurel de Ouro de Melhor Drama

Prêmio Laurel de Ouro de Melhor Ator Coadjuvante (Ricardo Montalban)

Prêmio Laurel de Ouro de Melhor Compositor Musical (Franz Waxman)

Círculo dos Críticos de Cinema de Nova York, EUA

Prêmio de Melhor Filme

Prêmio de Melhor Ator (Marlon Brando)

Grêmio dos Roteiristas da América

Prêmio de Melhor Roteiro de um Drama Americano (Paul Osborn)

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Coréia, 1951 - Ao chegar de mais uma missão, o Major Lloyd Gruver, da Força Aérea Americana, é surpreendido com a notícia de sua transferência para Kobe, Japão, onde vai ser alocado ao Depto. de Serviços Internos.  A referida transferência foi assinada pelo Ten. Gen. Webster, muito amigo de seu pai e, juntamente com a Sra. Webster, interessado em tê-lo como marido de sua filha Eileen.

Lloyd viaja em companhia de seu amigo, Joe Kelly.  Ao saber que Kelly vai-se casar com Katsumi, uma japonesa, tenta fazer com que ele mude de idéia, já que não consegue imaginar como um americano normal pode se casar com uma oriental.  Além de não levar a sério as palavras de Lloyd, Kelly ainda o convida para ser seu padrinho.

Já em Kobe, ao sentir que Lloyd a trata com uma certa frieza, Eileen lhe diz que não quer que ele se case com ela apenas para atender às expectativas de seus pais.  Quando o Gen. Webster e sua mulher tomam conhecimento que ele foi padrinho de casamento de Kelly e Katsumi, o censuram, já que os militares americanos não devem se envolver com mulheres japonesas, nem podem aparecer em público com elas.

Convidado pelo Capt. Mike Bailey, Lloyd vai ao teatro assistir a uma apresentação da Companhia Matsubayashi.  Além do espetáculo seja belíssimo, Lloyd fica impressionado com a beleza de Hana-Ogi, a maior estrela do grupo.  Depois de tentar falar com ela, sem sucesso, Kelly consegue reunir os dois em sua casa.  Esse primeiro encontro é desanimador, já que ela diz odiar todos os americanos, pois suas bombas mataram seus pais.

Aos poucos, entretanto, ela vai se tornando mais cordial e terminam os dois se apaixonando um pelo outro.  Eles passam, então, a se encontrar com freqüência na casa de Kelly.  Um dia, Eileen vai até lá e avisa Lloyd que, por determinação do Coronel Craford, a casa de Kelly passou a ser permanentemente vigiada.  Eileen sente que perdeu Lloyd.

Kelly procura Lloyd e lhe informa que acaba de ser transferido para uma unidade nos EUA e que está proibido de levar consigo sua mulher grávida.  Lloyd intercede por ele junto ao Gen. Webster, mas não obtém êxito.  Na oportunidade, na presença do general, de sua mulher e de sua filha, Eileen, comunica sua intenção de se casar com uma japonesa.

O general manda prender Lloyd.  Em seu gabinete, Webster lhe diz que ficou acertada, com o supervisor da Matsubayashi, a ida de Hana-Ogi para uma Companhia Teatral de Tóquio e, quanto a ele, deverá ficar em prisão domiciliar até ser embarcado de volta para os EUA.

Kelly e sua mulher, Katsumi, se suicidam para não terem que se separar.

Dois dias antes de seu embarque para os EUA, Lloyd consegue ir até Tóquio, onde procura Hana-Ogi.  Embora ela dê vários motivos para não acompanhá-lo, ele consegue persuadi-la a largar tudo, casar-se no Consulado e começar uma vida nova nos EUA.

Finalmente, assediados pela imprensa na hora do embarque, ao serem perguntados se têm alguma declaração que gostariam de fazer, Lloyd responde: Sayonara!

imagem

Comentários

Adaptação de um livro de James Michener, "Sayonara" é um ótimo filme sobre o relacionamento dos soldados americanos com as mulheres japonesas, durante a fase de ocupação e reconstrução do País, após a 2ª Guerra Mundial.

Realizado pelo cineasta Joshua Logan, o filme procura mostrar as diferenças culturais entre os dois povos, alguns preconceitos, passando assim algumas mensagens.  A exemplo de "Suplício de uma Saudade", de Henry King, 1955, "Sayonara" também lida com o problema de casamentos entre raças diferentes.

Do ponto de vista técnico, tem todos os ingredientes para ser considerado um grande filme, haja visto o fato de ter recebido 10 indicações ao Oscar, das quais foi contemplado com quatro.

No elenco, os maiores destaques vão para Marlon Brando, Red Buttons, Miyoshi Umeki, James Garner e Miiko Taka.  Red Button e Miyoshi Umeki ganharam os Oscars de Melhor Ator e de Melhor Atriz Coadjuvantes.  Aliás, Miyoshi Umeki foi a primeira atriz asiática a ganhar tal premiação.  Num papel menor, Ricardo Montalban interpreta um ator do famoso Teatro Kabuki.

CAA