Filmes por gênero

TABU (1999)

Gohatto
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Tabou (França)
Gohatto (UK)
Tabù - Gohatto (Itália)
Taboo (USA)
Ταμπού (Grécia)
Табу (Rússia, Ucrânia)
Pais: Japão, França, Reino Unido
Gênero: Drama
Direção: Nagisa Oshima
Roteiro: Nagisa Oshima
Produção: Shigehiro Nakagawa, Eiko Oshima, Kazuo Shimizu
Design Produção: Yoshinobu Nishioka
Música Original: Ryuichi Sakamoto
Direção Musical: Fernando Aponte
Fotografia: Toyomichi Kurita
Edição: Tomoyo Oshima
Direção de Arte: Yoshinobu Nishioka
Figurino: Emi Wada
Guarda-Roupa: Fumio Kida, Kazuo Matsuda
Maquiagem: Mitsuyo Takasaki, Ihoko Uchiyama, Kunio Yamazaki
Efeitos Sonoros: Kunio Ando, Takako Kawamoto, Kenji Shibazaki
Nota: 8.2
Filme Assistido em: 2001

Elenco

Takeshi Kitano Capitão Toshizo Hijikata
Ryuhei Matsuda Samurai Sozaburo Kano
Shinji Takeda Tenente Soji Okita
Tadanobu Asano Samurai Hyozo Tashiro
Yoichi Sai Comandante Isami Kondo
Koji Matoba Samurai Heibei Sugano
Masa Tommies Inspetor Jo Yamazaki
Masatô Ibu Oficial Koshitaro Ito
Uno Kanda Geisha Nishikigi-Dayû
Tomorowo Taguchi Samurai Tojiro Yuzawa
Jiro Sakagami Tenente Genzaburo Inoue
Zakoba Katsura Wachigaiya

Prêmios

Academia Japonesa de Cinema, Japão

Prêmio de Revelação Masculina (Ryuhei Matsuda)

Prêmios Blue Ribbon

Blue Ribbon de Melhor Filme (Nagisa Ôshima)

Prêmio Blue Ribbon de Melhor Ator (Ryûhei Matsuda)

Prêmio Blue Ribbon de Melhor Ator Coadjuvante (Shinji Takeda)

Blue Ribbon de Melhor Direção (Nagisa Ôshima)

Prêmio Kinema Junpo, Tóquio, Japão

Prêmio de Melhor Ator em Início de Carreira (Ryûhei Matsuda)

Mainichi Film Concours, Tóquio - Japão

Prêmio Sponichi de Novo Talento (Ryûhei Matsuda)

Festival do Cinema de Yokohama - Japão

Prêmio de Melhor Novo Talento (Ryûhei Matsuda)

Indicações

Academia Japonesa de Cinema, Japão

Prêmio de Melhor Filme

Prêmio de Melhor Iluminação

Prêmio de Melhor Edição (Tomoyo Oshima)

Prêmio de Melhores Efeitos Sonoros (Kunio Ando)

Prêmio de Melhor Fotografia (Toyomichi Kurita)

Prêmio de Melhor Ator Coadjuvante (Shinji Takeda)

Prêmio de Melhor Roteiro (Nagisa Ôshima)

Prêmio de Melhor Direção (Nagisa Oshima)

Festival Internacional de Cannes, França

Prêmio Palma de Ouro (Nagisa Oshima)

Festival Internacional de San Sebastián, Espanha

Prêmio Sebastiane de Melhor Filme (Nagisa Ôshima)

Sinopse

Em 1865, no Templo Nishi-Honganji, de Kyoto, a milícia do Shinsengumi seleciona, na presença do comandante Isami Kondo e do capitão Toshizo Hijikata, novos recrutas para integrarem a milícia de guerreiros samurais.  Os candidatos devem enfrentar o melhor samurai veterano, tenente Soji Okita.

Ao final da seleção, dois candidatos se destacam: Hyozo Tashiro, samurai de origem inferior originário do clã Kurume, e Sozaburo Kano, um jovem de família rica cuja beleza e coragem despertam um misto de fascínio e atração sexual entre os demais samurais.  Logo, Tashiro e Kano se tornam amantes.

Embora o homossexualismo fosse uma prática aceitável pelos samurais, a fascinação exercida pelo jovem Kano semeia uma confusão: a milícia, regida por regras bastante rígidas e geralmente unida face à adversidade, é de repente tomada por rumores e ciúmes.

imagem

Comentários

Depois de mais de 20 anos de ter realizado o polêmico "Império dos Sentidos", Nagisa Oshima volta a abordar um tema sexual, ao falar sobre a homossexualidade entre os bravos samurais.  Em "Tabu", os personagens não foram desenhados para ganhar a simpatia dos espectadores, mas como uma ferramenta para revelar a mais perigosa força da mente humana: o desejo.

Embora não seja ótimo, "Tabu" também não é um filme ruim.  É um bom filme, com uma história bem narrada, uma ótima fotografia e uma maravilhosa trilha sonora.  No elenco, destaco a atuação do veterano Takeshi Kitano.

CAA