Filmes por gênero

JORNADA DA ALMA (2002)

Prendimi l'anima
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: L'âme en jeu (França)
The soul keeper (UK)
Historien om Sabina Spielrein (Suécia)
Te doy mi alma (Argentina)
Sabina Spielreinin tarina (Finlândia)
Lélekszakadva (Hungria)
Sabina - kjaerlighet utan grensen (Noruega)
Сабина (Rússia)
Pais: Itália, França, Reino Unido
Gênero: Biográfico, Drama, Romance, Guerra
Direção: Roberto Faenza
Roteiro: Roberto Faenza, Gianni Arduini, Elda Ferri e outros
Produção: Elda Ferri
Design Produção: Giantito Burchiellaro
Música Original: Andrea Guerra
Fotografia: Maurizio Calvesi
Edição: Massimo Fiocchi
Direção de Arte: Giantito Burchiellaro, Vladimir Trapeznikov
Figurino: Francesca Sartori, Serghei Strucioy
Guarda-Roupa: Laura Zoccali, Maria Pia Rossi e outros
Maquiagem: Olga Konovalova, Viktoria Sapojnikova e outros
Efeitos Sonoros: Danilo Moroni, Mario Dallimonti, Sergio Basili e outros
Efeitos Especiais: Sergey Vorobiev, Andrei Udaltsov, Nikolay Neyaglov
Efeitos Visuais: Rob Hodgson
Nota: 8.3
Filme Assistido em: 2005

Elenco

Emilia Fox Sabina Spielrein
Iain Glen Dr. Carl Gustav Jung
Caroline Ducey Marie Franquin
Jane Alexander Emma Jung
Craig Ferguson Richard Fraser
Daria Galluccio Renate
Joanna David Mãe de Sabina
Svetlana Israileva Professora
Boris Kogan Rabino
Michele Melega Pavel
Tatiana Sciankina Bibliotecária
Anna Chiurina Recepcionista
Giovanni Lombardo Radice Zorin

Prêmios

Festival do Cinema Italiano de Bastia, França

Prêmio do Público (Roberto Faenza)

Prêmios Internacionais Flaiano - Pescara, Itália

Prêmio do Público de Melhor Filme (Roberto Faenza)

Prêmio de Melhor Atriz (Emilia Fox)

Prêmio de Melhor Fotografia (Maurizio Calvesi)

Indicações

Prêmios David di Donatello, Itália

David de Melhor Produção (Elda Ferri)

David de Melhor Fotografia (Maurizio Calvesi)

David de Melhor Design de Produção (Giantito Burchiellaro)

David de Melhor Figurino (Francesca Sartori)

Prêmios Golden Globes, Itália

Prêmio Golden Globe de Melhor Filme (Roberto Faenza)

Prêmio Golden Globe de Melhor Direção (Roberto Faenza)

Sindicato dos Jornalistas Críticos de Cinema, Itália

Prêmio Fita de Prata de Melhor Roteiro (Roberto Faenza)

Prêmio Fita de Prata de Melhor Design de Produção (Giantito Burchiellaro)

Prêmio Fita de Prata de Melhor Figurino (Francesca Sartori)

Sinopse

Dois pesquisadores, a estudante francesa Marie, e o historiador escocês Fraser, começam a investigar os fatos relatados no diário de Sabina Spielrein, descoberto em 1977.  À medida em que trechos do diário são lidos, o filme, através de flashback, volta no tempo a 1904.

Em agosto de 1904, Sabina, uma jovem russa de 18 anos, é internada  no Hospital Psiquiátrico Burhölzli de Zurique, Suiça.  Ela sofre de uma severa histeria, sendo assistida pelo jovem médico, Carl Gustav Jung, que aproveita o caso para aplicar pela primeira vez as teorias de seu mestre, Sigmund Freud: a psicanálise.

Pouco a pouco, ao longo do tratamento, Sabina desenvolve uma paixão por seu médico que, embora casado, também vai-se afeiçoando a ela, nascendo assim um amor proibido entre os dois jovens.  Em junho de 1905, ela aluga um apartamento mas continua a se encontrar com o Dr. Jung.  Com a saúde melhor, inicia seus estudos de medicina.

Alguns anos depois, com a mulher grávida e usando de uma racionalidade enriquecida pelos princípios psicanalíticos, Jung decide abdicar desse amor em nome de uma posição acadêmica e intelectual.  A paixão de Sabina por Jung é tamanha que ela chega a declarar ser amante do médico diante de Emma, sua mulher, e de seus colegas psicanalistas.

Formada em medicina, Sabina retorna à Rússia pós-revolucionária, onde se torna psicanalista e funda a famosa Escola Branca, uma organização que utiliza noções de psicanálise para crianças.  Embora menos conhecida que Freud e Jung, Sabina Spielrein torna-se uma das mais importantes psicanalistas da história.

Sabina é morta por nazistas em 1942, em Rostov, Rússia, juntamente com outros judeus.

Voltando ao presente, Marie e Fraser continuam suas investigações e terminam encontrando o último aluno da Escola Branca que continua vivo, com mais de 80 anos, e que se lembra dela com muito carinho.

imagem

Comentários

Baseado em anotações do diário de  Sabina Spielrein e de correspondências por ela trocadas com os Drs. Sigmund Freud e Carl Jung, "Jornada da Alma" retrata um pouco da vida dessa brilhante e fascinante mulher e psicanalista.

Escrito e dirigido pelo cineasta italiano Roberto Faenza, o filme apresenta bons momentos, especialmente quando Jung, no início de carreira, conhece Sabine, sua primeira cliente, ou quando decide utilizar métodos modernos comparados com os de seus colegas de hospital.

Faenza realiza um bom trabalho, tanto na estruturação do roteiro quanto na direção.  A fotografia de Maurizio Calvesi é um dos pontos altos do filme.  No elenco, o grande destaque fica por conta da magnífica atuação de Emilia Fox, seguida pelas de  Iain Glen e Jane Alexander.

CAA