Filmes por gênero

PERDIÇÃO POR AMOR (1952)

Carrie
imagem imagem imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Un amour désespéré (França)
Gli occhi che non sorrisero (Itália)
Destino de dos vidas (Chile)
Pais: Estados Unidos
Gênero: Melodrama
Direção: William Wyler
Roteiro: Ruth Goetz, Augustus Goetz
Produção: William Wyler
Música Original: David Raksin
Fotografia: Victor Milner
Edição: Robert Swink
Direção de Arte: Hal Pereira, Roland Anderson
Figurino: Edith Head
Maquiagem: Wally Westmore
Efeitos Sonoros: John Cope, Hugo Grenzbach, Leon Becker
Efeitos Especiais: Farciot Edouart
Nota: 8.3
Filme Assistido em: 1998

Elenco

Laurence Olivier George Hurstwood
Jennifer Jones Carrie Meeber
Eddie Albert Charlie Drouet
Miriam Hopkins Julie Hurstwood
Jacqueline deWit Minnie, irmã de Carrie
Basil Ruysdael Sr. Fitzgerald
Ray Teal Allen
Barry Kelley Slawson
Sara Berner Sra. Oransky
William Reynolds George Hurstwood, Jr.
Mary Murphy Jessica Hurstwood
Harry Hayden O'Brien
Walter Baldwin Pai de Carrie
Dorothy Adams Mãe de Carrie
Harlan Briggs Joe Brant
Don Beddoe Sr. Goodman

Indicações

Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood, EUA

Oscar de Melhor Direção de Arte

Oscar de Melhor Figurino

Academia Britânica de Cinema e Televisão, Inglaterra

Prêmio de Melhor Filme

Prêmio de Melhor Ator Britânico (Laurence Olivier)

Festival Internacional de Veneza, Itália

Prêmio Leão de Ouro (William Wyler)

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Carrie trabalha como costureira em uma fábrica de calçados. Certo dia, num esforço para agradar seu chefe exigente, ela termina com sua mão presa numa máquina de costura. Embora a lesão seja pequena, seu chefe a manda para casa e depois a substitui.

Com dificuldade para conseguir outro emprego, certo dia ela vai até o escritório de Charlie e  implora por trabalho. Em vez disso, ele lhe dá dez dólares e a convida para um jantar no Fitzgerald's, um famoso restaurante. Com relutância, ela aceita o convite, mas depois que sua irmã Minnie a repreende por ter aceitado dinheiro de um desconhecido, ela vai ao Fitzgerald's com a intenção de devolver os dez dólares e de não participar do jantar.

Ao chegar lá, George Hurstwood, o gerente, a acompanha até a mesa de Charlie. Ao vê-la, este insiste para que ela fique e, durante a refeição, George serve champanhe, fazendo com que ela relaxe e comece a se divertir. Terminada a refeição, Charlie insiste para que ela fique em seu apartamento, alegando que estará saindo em viagem de negócios naquela noite. Enquanto arruma sua mala, ele tenta seduzi-la, mas ela não corresponde.

Algum tempo depois, no entanto, ela vai morar com ele, mas fica chateada quando uma vizinha se recusa a falar com ela por não ser casada. Tal fato faz com que ela exija que Charlie se case com ela e, quando ele se recusa, ela ameaça voltar para a casa de sua irmã. Para acalmá-la, ele a presenteia com um belo cachorrinho.

Certo dia, Charlie convida George para jogar cartas. Carrie adora a idéia, já que se sente bem ao lado do erudito gerente do Fitzgerald's. Antes de sair, George oferece dois ingressos para um teatro, mas Charlie, que estará viajando, o incentiva a levar Carrie. Assim, mais tarde, George, que é casado com uma ambiciosa socialite, Julie, procura Carrie e sugere que os dois vão ao teatro juntos.

Sem saber que George é casado, ela concorda e, no dia seguinte, ela recebe uma mensagem dele, na qual pede que o procure. Apesar do retorno de Charlie, ela vai ao encontro dele, que lhe diz estar disposto a fugir com ela. Mais tarde, no entanto, ao se encontrar com Charlie no Fitzgerald's, este lhe fala sobre Julie.

Enquanto isso, George pede o divórcio à Julie, que o nega. Em seguida, ele procura Carrie e toma conhecimento que ela estará se casando com Charlie no dia seguinte. Desesperado, ele rouba um envelope do cofre do Sr. Fitzgerald, com uma enorme soma em dinheiro e, em seguida, pede à Carrie que o acompanhe até a estação ferroviária, onde a convence a viajar com ele para Nova York.

Dias depois, já casados, George e Carrie recebem a visita de Allen, um detetive particular contratado pelo Sr. Fitzgerald. Embora Allen permita que George devolva o dinheiro não gasto do Sr. Fitzgerald sem conseqüências legais, ele o avisa que sua reputação foi arruinada.

Sem confessar seu crime, George então informa a Carrie que ele foi obrigado a dar a Allen todo o seu dinheiro. Apesar do otimismo dela, ele não consegue encontrar um emprego decente, porque a notícia de seu roubo se espalhou entre os donos de restaurantes da cidade. As preocupações de George aumentam depois que Carrie revela que está grávida, o que o leva a lutar por um trabalho humilde de lavar louça. Algum tempo depois, quando Julie aparece à sua porta, precisando da assinatura de George para vender sua casa em Chicago, Carrie finalmente descobre que ele nunca se divorciou.

Apesar de Julie concordar em se divorciar de George, em troca de sua metade nos lucros da venda, Carrie sente-se arrasada. Mais tarde, ela sofre um aborto espontâneo, aumentando os sentimentos de culpa de George. Dias depois, ao se recuperar, Carrie consegue um trabalho como corista de um show da Broadway. Com o passar do tempo, sua carreira decola e, depois de se tornar uma estrela, ela recebe a visita de Charlie, que revela a verdade sobre o roubo de George.

Convicta de que ela foi a causa da ruína de George, Carrie o procura sem sucesso. Certa noite, George, que se tornou um vagabundo, vê sua foto em um cartaz de teatro e espera do lado de fora por ela. Aliviada, Carrie promete "compensá-lo" e declara que eles ficarão juntos novamente. Depois de aconselhá-la a não viver no passado, George, doente e atordoado, aceita uma ajuda dela e parte em silêncio.

imagem imagem imagem