Filmes por gênero

O QUE TERÁ ACONTECIDO À BABY JANE? (1962)

What ever happened to Baby Jane?
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Que teria acontecido à Baby Jane? (Portugal)
Qu'est-il arrivé à Baby Jane? (França)
Che fine ha fatto Baby Jane? (Itália)
¿Qué fue de Baby Jane? (Espanha)
¿Qué pasó con Baby Jane? (Argentina, México, Peru, Venezuela)
Was geschah wirklich mit Baby Jane? (Alemanha)
Wat is er toch van Baby Jane terechtgekomen? (Holanda)
Vad hände med Baby Jane? (Suécia)
Что случилось с Бэби Джейн? (União Soviética)
Pais: Estados Unidos
Gênero: Drama, Suspense, Terror
Direção: Robert Aldrich
Roteiro: Lukas Heller
Produção: Robert Aldrich
Música Original: Frank De Vol
Coreografia: Alex Romero
Fotografia: Ernest Haller
Edição: Michael Luciano
Direção de Arte: William Glasgow
Guarda-Roupa: Norma Koch
Maquiagem: Monty Westmore, Beau Wilson, Robert Schiffer, Jack Obringer
Efeitos Sonoros: Jack Solomon, Harold E. McGhan
Efeitos Especiais: Donald Steward
Nota: 9.1
Filme Assistido em: 1964

Elenco

Bette Davis Baby Jane Hudson
Joan Crawford Blanche Hudson
Victor Buono Edwin Flagg
Wesley Addy Marty Mc Donald
Julie Allred Baby Jane Hudson, em 1917
Gina Gillespie Blanche Hudson, em 1917
Anne Barton Cora Hudson
Marjorie Bennett Dehlia Flagg
Bert Freed Ben Golden
Anna Lee Sra. Bates
Maidie Norman Elvira Stitt
Dave Willock Ray Hudson
Russ Conway Policial
Robert Cornthwaite Dr. Shelby
Barbara Merrill Liza Bates
Michael St. Angel Gerente do Banco
Ernest Anderson Ernie, vendedor de sorvete na praia
Don Ross Policial
James Seay Policial
John Shay Policial
Jon Shepodd Policial
Robert Aldrich Ele próprio

Prêmios

Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood, EUA

Oscar de Melhor Figurino em Branco e Preto (Norma Koch)

Prêmios Laurel, USA

Prêmio Laurel de Ouro "Sleeper of the Year"

Indicações

Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood, EUA

Oscar de Melhor Atriz (Bette Davis)

Oscar de Melhor Ator Coadjuvante (Victor Buono)

Oscar de Melhor Fotografia em Preto e Branco (Ernest Haller)

Oscar de Melhores Efeitos Sonoros (Joseph D. Kelly)

Academia Britânica de Cinema e Televisão, Inglaterra

Prêmio de Melhor Atriz Estrangeira (Bette Davis)

Prêmio de Melhor Atriz Estrangeira (Joan Crawford)

Festival Internacional de Cannes, França

Prêmio Palma de Ouro (Robert Aldrich)

Prêmios Globo de Ouro, EUA

Prêmio de Melhor Atriz em um Drama (Bette Davis)

Prêmio de Melhor Ator Coadjuvante (Victor Buono)

Grêmio dos Diretores da América

Prêmio por Direção Excepcional (Robert Aldrich)

Prêmios Laurel, USA

Prêmio Laurel de Ouro de Melhor Atriz em um Drama (Bette Davis)

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Na década de 1920, Baby Jane Hudson, de 6 anos de idade, se torna uma estrela infantil extremamente bem-sucedida em vaudeville, enquanto sua irmã mais velha, Blanche, não tem a mesma sorte. No entanto, quando atingem a maturidade, Jane perde seu charme e seu talento, enquanto Blanche se torna uma bela e renomada atriz de cinema.

Anos depois, ao atingir o auge de sua carreira, Blanche fica paralítica ao sofrer um acidente automobilístico provocado pela então alcoólatra Jane. Em seguida, à medida que os anos passam, as duas irmãs se tornam reclusas em uma mansão antiga, onde a desleixada Jane cuida da desesperada Blanche. No entanto, ao descobrir que a irmã está pensando em vender a casa e talvez colocá-la em uma pensão, Jane planeja uma vingança diabólica. Ela passa a servir as bandejas da irmã com ratos mortos e periquitos, retira seu telefone e a mantém prisioneira em seu quarto. Ela chega a matar sua empregada negra, Elvira, com um martelo, quando esta a ameaça de ir à polícia.

Jane planeja, ainda, retornar aos palcos e contrata o pianista Edwin Flagg para acompanhá-la. No entanto, quando Edwin descobre Blanche amordaçada e amarrada à cama, ele sai correndo histericamente da casa. Ao perceber que ele está indo à polícia, Jane coloca Blanche em um carro e se dirige a uma praia próxima. Ao chegar lá, Blanche confessa que o acidente automobilístico foi planejado por ela, para se vingar dos anos de humilhação que passara à sua sombra. Finalmente, quando a polícia chega ao local, Jane, totalmente perturbada, começa a cantar e a dançar como nos tempos de criança.

imagem

Comentários

Realizado pelo cineasta Robert Aldrich, a partir de um roteiro escrito por Lukas Heller, “O Que Terá Acontecido à Baby Jane?” é um filme norte-americano produzido pela empresa  The Associates & Aldrich Company em 1962. Sua trama, baseada num romance de Henry Farrell, conta a história de duas irmãs talentosas e que se odeiam, movidas por um ciúme doentio.

Dirigido brilhantemente por Aldrich, o que lhe valeu sua indicação aos prêmios Palma de Ouro, concedido pelo Festival Internacional de Cannes, e Direção Excepcional, outorgado pelo Grêmio dos Diretores da América, o filme conta ainda com uma excelente fotografia, assinada por Ernest Haller, e um belo figurino.

No elenco, Bette Davis e Joan Crawford brilham nos papéis das duas irmãs, seguidas pela ótima atuação de Victor Buono, ao interpretar o pianista Edwin Flagg.

CAA