Filmes por gênero

LÁGRIMAS AMARGAS (1952)

The star
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: A estrela (Portugal)
La star (Bélgica)
La diva (Itália)
La estrella (Espanha)
Star (Suécia)
Gwiazda (Polônia)
A sztár (Hungria)
Звезда (União Soviética)
Pais: Estados Unidos
Gênero: Drama, Romance
Direção: Stuart Heisler
Roteiro: Dale Eunson, Katherine Albert
Produção: Bert E. Friedlob
Música Original: Victor Young
Direção Musical: Victor Young
Fotografia: Ernest Laszlo
Guarda-Roupa: Sam Benson, Ann Peck, Orry-Kelly, Bill Edwards
Maquiagem: Del Armstrong
Efeitos Sonoros: John R. Carter
Efeitos Especiais: David Commons, Jack Rabin
Nota: 8.3
Filme Assistido em: 1995

Elenco

Bette Davis Margaret Elliot
Sterling Hayden Jim Johannsen
Natalie Wood Gretchen
Warner Anderson Harry Stone
June Travis Phyllis Stone
Minor Watson Joe Morrison
Barbara Woodell Peggy Morgan
David Alpert Keith Barkley, diretor
Paul Frees Richard Stanley
Fay Baker Faith
Herb Vigran Roy
Kay Riehl Sra. Adams
Barbara Lawrence Barbara Lawrence
Gil Frye George, Diretor Assistente
Dorothy Vaughan Annie
Florence Auer Amiga de Annie
James Anderson Bailey, ator
Russell Custer Oficial da Polícia
Robert Warwick R.J., ator idoso na Festa
Brick Sullivan Oficial da Polícia
Byron Foulger Farmacêutico

Indicações

Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood, EUA

Oscar de Melhor Atriz (Bette Davis)

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Na noite que seus bens estão sendo leiloados em benefício de seus credores, a decadente atriz de cinema, Margaret Elliot, reclama de seu agente, Harry Stone, por não ter lhe conseguido nenhum trabalho novo. Harry lhe diz que, infelizmente, ela não tem mais aquele frescor desejado pelos espectadores. Mesmo assim, ela lhe suplica que procure o produtor Joe Morrison, que está preparando um novo filme, “The Winter Fatal”. Insistindo de que não se trata de uma tarefa fácil, Harry a aconselha a procurar seu ex-marido, o agora milionário John Morgan. Embora se mostre relutante, a princípio, ela termina indo até a mansão dos Morgan, onde é recebida por sua dedicada filha adolescente, Gretchen, e pela segunda esposa de John, Peggy. Depois de discutir com Peggy, acusando-a de ter roubado seu marido, Margaret tranqüiliza a filha ao garantir-lhe que ainda é uma grande estrela do cinema.

Ao retornar ao apartamento onde mora, ela é procurada pela Sra. Adams, sua locadora, que lhe cobra o aluguel em atraso. Aguardando-a no apartamento, encontram-se sua parasita irmã, Faith, e seu cunhado, Roy, com quem Margaret esbanjava dinheiro nos bons tempos. Quando Roy pede-lhe seu costumeiro cheque mensal, ela grita dizendo que se acha falida e pede que ambos a deixem sozinha.

Margaret, então, agarra a estatueta de seu Oscar de Melhor Atriz e cai na farra, onde termina completamente embriagada. Presa, passa uma noite miserável na cadeia, de onde sai graças à ajuda de Jim Johannsen, proprietário de um estaleiro. Quando ela lhe pergunta as razões daquela sua ação, ele a lembra que, no passado, quando ele vivia na obscuridade, ela o escolheu para co-estrelar um de seus filmes. Em seguida, ele a acompanha até o apartamento dela, onde descobrem que o mesmo foi interditado. Compreendendo a situação em que ela se encontra, Jim a convida para passar alguns dias em sua casa. Na manhã seguinte, ao despertar, Margaret descobre a notícia de sua prisão estampada na primeira página dos jornais e, apressadamente, telefona para a filha a fim de garantir-lhe que se trata, apenas, de um golpe publicitário.

Margaret, então, confessa a Jim que se achava falida por ter investido todo o seu dinheiro em três filmes que não obtiveram sucesso. Ela amargamente responsabiliza as grandes empresas por não terem dado um lançamento decente a seus filmes. Jim, no entanto, acredita que ela é a grande responsável pela destruição de sua carreira. Ele recorda que ela, certa vez, tentou se matar ao dirigir embriagada. Por outro lado, ela insinua que ele tentou comprá-la ao pagar por sua fiança. Jim admite que esteve apaixonado por ela, na época em que filmaram juntos, mas agora a acusa de ser mais uma carreirista do que uma verdadeira mulher.

Reconhecendo seus erros, Margaret aceita os conselhos de Jim e termina sendo contratada, como vendedora, para trabalhar numa Loja de Departamentos. No entanto, ela se decepciona ao ouvir dois clientes comentarem que a loja não deveria contratar uma criminosa.

Determinada a recuperar o seu estrelato, Margaret invade o escritório de Harry e exige que ele entre em contato com Joe Morrison. O produtor compromete-se a recebê-la, mas ela se mostra decepcionada ao saber que seu papel não será o da heroína. Na noite anterior ao dia do teste, ela ensaia suas linhas com Jim, ocasião em que este a questiona por querer fugir das instruções do diretor Keith Barkley.

Sua insistência em atuar a seu modo, sem ouvir as instruções do diretor, faz com que seu teste seja um fracasso. Na esperança de acalmá-la, Harry a leva para sua casa, sem se lembrar que ele e sua mulher, Phyllis, têm um compromisso naquela noite. Entretanto, pouco antes de sair, Phyllis descobre que Margaret acabou de despertar e a convida para acompanhá-los a uma festa.

Aceitando o convite, Margaret os acompanha e, uma vez na festa, encontra o roteirista Richard Stanley. Este lhe descreve seu último trabalho e lhe diz que o papel principal parece que foi escrito sob medida para ela, já que trata de uma atriz movida pela ambição e que não aceita o fim de sua carreira. Reconhecendo sua realidade, ela foge e, depois de pegar sua filha Gretchen, retorna para Jim, que a recebe com os braços abertos e lhe dá um terno beijo.

imagem

Comentários

Embora não chegue ao nível de filmes como “A Malvada”, “Vitória Amarga”, “O Que Terá Acontecido à Baby Jane?”, entre outros, “Lágrimas Amargas” é, sem nenhuma dúvida, mais um bom filme da grande atriz Bette Davis.

Realizado pelo cineasta Stuart Heisler, sua trama gira em torno de uma famosa atriz que, com o passar dos anos, não aceita que se encontra em final de carreira.

Na direção, Heisler realiza um belo trabalho, mas é Bette Davis, no papel principal, o maior destaque do filme, com uma atuação que lhe valeu sua nona indicação ao Oscar de Melhor Atriz.

CAA