Filmes por gênero

DEIXE-ME VIVER (2002)

White oleander
imagem imagem imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Weißer oleander (Alemanha)
Laurier blanc (França)
La flor del mal (Espanha)
A flor do mal (Portugal)
Déjame vivir (Argentina)
Pais: Estados Unidos, Alemanha
Gênero: Drama
Direção: Peter Kosminsky
Roteiro: Mary Agnes Donoghue
Produção: Hunt Lowry, John Wells
Design Produção: Donald Graham Burt
Música Original: Thomas Newman
Fotografia: Elliot Davis
Edição: Chris Ridsdale
Direção de Arte: Anthony R. Stabley
Figurino: Susie DeSanto
Guarda-Roupa: Lynda Foote, Susan Kistler, Jennifer Morrison Holyfield
Efeitos Sonoros: Adam Johnston, Darren Wright, Rick Hromadka e outros
Efeitos Especiais: Jeff Denes
Efeitos Visuais: Thad Beier, Jay Mark Johnson, Rebecca Marie e outros
Nota: 7.4
Filme Assistido em: 2004

Elenco

Robin Wright Penn Starr Thomas
Michelle Pfeiffer Ingrid Magnussen
Alison Lohman Astrid Magnussen
Renée Zellweger Claire Richards
Billy Connolly Barry Kolker
Svetlana Efremova Rena
Patrick Fugit Paul Trout
Cole Hauser Ray
Noah Wyle Mark Richards
Marc Donato Davey Thomas
Liz Stauber Carolee
Stephen Root Michael
James Lashly Reverendo Daniels
Sam Catlin Professor
Leila Kenzle Ann Greenway
Drinda La Lumia Patty
Myra Lamar Detetive
Brian Mulligan Oficial de Justiça
Allison Munn Hannah
Samantha Shelton Yvonne
Mark Soper Patrick
Debra Christofferson Marlena
Biff Yeager Juiz
Carl Sundstrom Oficial de Polícia

Prêmios

Prêmios para Jovens Artistas, EUA

Prêmio de Melhor Ator Jovem (Marc Donato)

Videoclipes

70 anos de cinema 70 anos de cinema

Sinopse

Ingrid Magnussen é uma bela artista plástica, de espírito rebelde e independente, loucamente apaixonada por Barry Kolker.  Quando descobre que seu namorado está saindo contra outra mulher, ela decide matá-lo com o veneno da flor 'oleandra branca', sua favorita.

Ela acaba sendo descoberta e, uma vez julgada, é condenada à prisão perpétua.  Ao ser enviada para uma prisão de segurança máxima, sua filha de quinze anos, Astrid, que assistira à prisão da superpossessiva mãe, se vê obrigada a morar em várias instituições e lares adotivos, num jogo de atração e, ao mesmo tempo, repulsa pela imagem da mãe que, mesmo presa, não desiste de influenciar o destino da filha e, mais do que isso, os seus valores de vida.

Em cada casa, a garota se depara com uma nova 'mãe adotiva' diferente.  São mulheres com histórias que marcam sua passagem da juventude para a idade adulta, aprendendo os valores da independência e coragem, do ódio e perdão, do amor e sobrevivência, que a ajudarão a se libertar do seu passado.

imagem imagem imagem

Comentários

"Deixe-me Viver" é um filme emocionante e intrigante que tem no elenco quatro ótimas atrizes.  Michelle Pfeiffer está lindíssima e brilha no papel de Ingrid Magnussen.  Alison Lohman, como a garota que percorre os vários lares adotivos, está perfeita e é a figura principal do filme.  Renée Zellweger e Robin Wright Penn, embora apareceçam menos que as duas primeiras, também estão muito bem.

O filme apresenta, ainda, um bom ritmo, uma bela trilha sonora e um ótimo roteiro.  Finalmente, embora não seja excelente, "Deixe-me Viver" é um bom filme.

CAA