Filmes por gênero

JOVEM E BELA (2013)

Jeune & Jolie
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Giovane e bella (Itália)
Joven y bonita (Espanha, Chile)
Joven y bella (México, Argentina)
Jung & schön (Alemanha)
Ung & smuk (Dinamarca)
Isabelle: Nuori & kaunis (Finlândia)
Mloda i piekna (Polônia)
Молода и прекрасна (Rússia)
Pais: França
Gênero: Drama, Romance
Direção: François Ozon
Roteiro: François Ozon
Produção: Eric Altmayer, Nicolas Altmayer
Design Produção: Katia Wyszkop
Música Original: Philippe Rombi
Fotografia: Pascal Marti
Edição: Laure Gardette
Figurino: Pascaline Chavanne
Guarda-Roupa: Camille Champenois
Maquiagem: Gill Robillard, Liliane Rametta, Maureen Kaluszyner e outros
Efeitos Sonoros: Brigitte Taillandier, Niels Barletta, Benoit Gargonne e outros
Efeitos Visuais: Sarah Moreau, Mikael Tanguy, Frederic Moreau e outros
Nota: 8.4
Filme Assistido em: 2014

Elenco

Marine Vacth Isabelle
Géraldine Pailhas Sylvie
Frédéric Pierrot Patrick
Fantin Ravat Victor
Johan Leysen Georges Ferriere
Charlotte Rampling Alice
Nathalie Richard Véro
Djédjé Apali Peter
Lucas Prisor Felix
Laurent Delbecque Alex
Jeanne Ruff Claire
Carole Franck Policial
Olivier Desautel Policial
Serge Hefez Psiquiatra
Akéla Sari Mouna
Nathan N'Diaye Nicolas
Anne-Elina N'Diaye Lucie
Caroline Breton Filha de Georges
Iliana Zabeth Aluna do Liceu Henri IV
Mathilde Bleu Aluna do Liceu Henri IV
Coline Mortier Aluna do Liceu Henri IV
Victor Le Dauphin Aluno do Liceu Henri IV
Charlotte-Victoire Legrain Aluna do Liceu Henri IV
Jules Gruault Aluno do Liceu Henri IV
Ugo Bokhobza Aluno do Liceu Henri IV
Anaïs Clergeau Aluna do Liceu Henri IV
Pauline Legrand Aluna do Liceu Henri IV
Marie Sebillotte Aluna do Liceu Henri IV

Prêmios

Festival Internacional de San Sebastián, Espanha

Prêmio TVE Otra Mirada (François Ozon)

Indicações

Festival Internacional de Cannes, França

Prêmio Palma de Ouro (François Ozon)

Prêmios César - Academia das Artes do Cinema, França

César de Melhor Revelação Feminina (Marine Vacth)

César de Melhor Atriz Coadjuvante (Géraldine Pailhas)

Prêmios Lumière, França

Prêmio Lumière de Melhor Revelação Feminina (Marine Vacth)

Associação dos Críticos de Cinema da Argentina

Condor de Prata de Melhor Filme Estrangeiro em Língua não Espanhola (François Ozon)

Festival de Cinema de Sarasota, Flórida, Estados Unidos

Prêmio do Júri (François Ozon)

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Durante suas férias de verão, Isabelle, uma bela jovem de dezessete anos, encontra-se com sua família em uma casa de praia no sul da França. Certo dia, ela decide ter relações sexuais, pela primeira vez, com um jovem alemão, Felix, mas a experiência não lhe agradou.

Ao chegar o outono, ela decide explorar sua sexualidade amplamente, trabalhando como prostituta em hotéis de alta classe, onde se apresenta como Lea. Ela se utiliza de um website e de um telefone para se comunicar com seus clientes. Entre eles, encontra-se Georges Ferriere, um homem de 63 anos. Certo dia, ao ir para a cama com Ferriere, este sofre um ataque cardíaco e, apesar dela tentar salvar sua vida pelo processo de respiração boca a boca, ele vem a falecer.

Quando os detetives da polícia investigam a morte de seu cliente, eles rastreiam Isabelle e chegam à Sylvie, sua mãe, a quem revelam que ela está levando uma vida dupla, como Isabelle e Lea. Ao saber que sua filha é uma prostituta, Sylvie, enfurecida, parte para cima dela e lhe dá uma boa surra, deixando-a prostrada em um sofá. No dia seguinte, constrangida, ela leva a filha a um conceituado psiquiatra.

Após conseguir abandonar a prostituição, Isabelle volta a ter uma vida de adolescente normal. Certo dia, ao participar de uma festa, ela conhece o jovem Alex, com quem inicia um namoro. Como ocorreu com o jovem alemão, ao ir para a cama com Alex, ela volta a se sentir fria, terminando o relacionamento. Seu impulso sexual a leva de volta à prostituição.

Enquanto isso, Alice, viúva de Georges, consegue o telefone de Isabelle no livro de endereços de seu falecido marido, e descobre que ela se achava com ele quando de sua morte. Desejando conhecê-la pessoalmente, ela marca um encontro no saguão do hotel em que seu marido morrera, passando-se por um cliente. Ao se encontrarem, Alice revela quem ela realmente é, e comenta que gostaria de conhecer o quarto em que seu marido morrera, por acreditar que morrer enquanto se faz amor deve ser uma bela morte. Em seguida, as duas vão até o referido quarto, onde Alice coloca o valor do encontro sobre uma pequena mesa e, em seguida, pede para Isabelle deitar-se ao seu lado. Ao acariciar o rosto da jovem, esta adormece e, ao acordar, percebe que Alice não mais se encontra ali.

imagem

Comentários

Escrito e dirigido pelo cineasta François Ozon, “Jovem e Bela” é um filme francês realizado em 2013. Sua trama retrata o despertar da sexualidade de uma bela jovem de dezessete anos, que termina enveredando pelo caminho da prostituição.

Como de costume, Ozon realiza um belo trabalho na direção, o que lhe rendeu um prêmio e diversas outras indicações. Por outro lado, embora não tenham sido indicadas a premiações, merecem elogios a fotografia a cargo de Pascal Marti e a trilha sonora, assinada por Philippe Rombi, onde se destacam músicas de Vivaldi, Mozart, Purcell e Dieval, bem como, as canções “L’amour d’un garçon”, “A quoi ça sert”, “Première rencontre” e “Je suis moi”, estas interpretadas por Françoise Hardy.

No elenco, a jovem atriz Marine Vacth brilha no papel principal, seguida pela ótima atuação de Géraldine Pailhas.

CAA