Filmes por gênero

DIÁRIOS DE MOTOCICLETA (2004)

Diarios de Motocicleta
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Diários de Che Guevara (Portugal)
The Motorcycle Diaries (USA, UK)
Carnets de voyage (França, Canadá francês)
Die Reise des jungen Che (Alemanha)
I diari della motocicletta (Itália)
Motorcykeldagbog (Dinamarca)
Dzienniki motocyklowe (Polônia)
Че Гевара: Дневники мотоциклиста (Rússia)
Pais: Argentina, Estados Unidos, Reino Unido, Alemanha, México, Brasil, Chile, França
Gênero: Aventura, Drama, Biográfico
Direção: Walter Salles
Roteiro: José Rivera
Produção: Michael Nozik, Edgard Tenenbaum, Karen Tenkhoff
Design Produção: Carlos Conti
Música Original: Gustavo Santaolalla, Jorge Drexler (Canção "Al otro lado del rio")
Fotografia: Eric Gautier
Edição: Daniel Rezende
Direção de Arte: Maria Eugenia Sueiro, Coca Oderigo, Laurent Ott
Figurino: Marisa Urruti, Beatriz de Benedetto
Guarda-Roupa: Carmen Montecalvo, Fátima Macera, Gabriela Bellacomo
Maquiagem: Katerine Astete, Marisa Amenta
Efeitos Sonoros: Jean-Claude Brisson, Leandro Lima, Frank Gaeta e outros
Efeitos Especiais: Georges Demétrau
Efeitos Visuais: Merysa Nicholas
Nota: 8.6
Filme Assistido em: 2005

Elenco

Gael García Bernal Ernesto Guevara de la Serna
Rodrigo de la Serna Alberto Granado
Mercedes Morán Célia de la Serna
Jean-Pierre Noher Ernesto Guevara Lynch
Lucas Oro Roberto Guevara
Marina Glezer Celita Guevara
Sofia Bertolotto Ana María Guevara
Franco Solazzi Juan Martín
Ricardo Díaz Mourelle Tio Jorge
Valeria Echeverría Amiga de Chichina
Maida Andrenacci Amiga de Chichina
Susana Lanteri Tia Rosana
Liliana Kolinsky Mãe de Chichina
Carlos Rivkin Horacio Ferreyra
Gabriela Aguilera Piedad (Chile)
Mía Maestro Chichina
Evelyn Ibarra Freira (Chile)
César López Bombeiro (Chile)
Brandon Cruz Mineiro (Chile)
Vilma Verdejo Mulher do Mineiro (Chile)
Gustavo Bueno Dr. Hugo Pesce (Peru)
Jonathan Balbis Luis Pesce (Peru)
Matias Delgado Rizzi Tito Pesce (Peru)
Jackelyne Vásquez Luz (Peru)
Carolina Infante Irmã Margarita (Peru)
Igor Calvo Dr. Souza Lima (Peru)
Nemesio Reyes Leproso de San Pablo (Peru)
Hernan Herrera Leproso de San Pablo (Peru)

Prêmios

Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood, EUA

Oscar de Melhor Canção Original (Al otro lado del rio)

Academia Britânica de Cinema e Televisão, Inglaterra

Prêmio de Melhor Filme em Língua Estrangeira

Prêmio Anthony Asquith de Melhor Música (Gustavo Santaolalla)

Festival Internacional de Cannes, França

Prêmio do Júri Ecumênico (Walter Salles)

Prêmio François Chalais (Walter Salles)

Prêmios Goya - Academia Espanhola, Espanha

Goya de Melhor Roteiro Adaptado (José Rivera)

Associação dos Críticos de Cinema da Argentina

Condor de Prata de Melhor Ator (Rodrigo de la Serna)

Condor de Prata de Melhor Roteiro Adaptado (Jose Rivera)

Condor de Prata de Melhor Música (Gustavo Santaolalla)

Círculo de Críticos de Cinema de Londres, Inglaterra

Prêmio Filme em Língua Estrangeira do Ano

Festival Internacional de San Sebastián, Espanha

Prêmio do Público (Walter Salles)

Prêmios da Associação Catalã de Críticos de Arte - Barcelona

Prêmio de Melhor Filme em Língua Estrangeira

Círculo dos Roteiristas de Cinema, Espanha

Prêmio de Melhor Roteiro Adaptado (Jose Rivera)

Prêmios Clarín, Buenos Aires, Argentina

Prêmio Clarín de Melhor Ator (Rodrigo de la Serna)

Prêmio Clarin de Melhor Música Original (Gustavo Santaolalla)

Grêmio dos Diretores da Grã Bretanha

Prêmio por Direção Excepcional de um Filme Estrangeiro (Walter Salles)

Prêmios Independent Spirit, California, Estados Unidos

Prêmio Independent Spirit de Melhor Ator/Atriz Debutante (Rodrigo de la Serna)

Prêmio Independent Spirit de Melhor Fotografia (Eric Gautier)

Prêmios Hollywood do Cinema, Los Angeles, California, USA

Prêmio Hollywood World (Walter Salles)

Prêmios Imagem, Estados Unidos

Prêmio Imagem de Melhor Filme

Prêmio Imagem de Melhor Drama ou Comédia (Walter Salles)

Prêmio Imagem de Melhor Ator Coadjuvante (Rodrigo de la Serna)

National Board of Review, USA

Prêmio NBR de Melhor Filme Estrangeiro

Círculo dos Críticos de Cinema de Nova York, EUA

Prêmio de Melhor Filme Estrangeiro

Festival Norueguês do Cinema Internacional, Noruega

Prêmio do Público (Walter Salles)

Prêmios ACE, Nova York, Estados Unidos

Prêmio ACE de Melhor Ator (Gael García Bernal)

Prêmio ACE de Melhor Ator Coadjuvante (Rodrigo de la Serna)

Prêmio ACE de Melhor Direção (Walter Salles)

Associação dos Críticos de Cinema de St. Louis, USA

Prêmio de Melhor Filme Estrangeiro

Indicações

Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood, EUA

Oscar de Melhor Roteiro Adaptado (Jose Rivera)

Oscar de Melhor Filme em Língua Estrangeira (Brasil)

Academia Britânica de Cinema e Televisão, Inglaterra

Prêmio de Melhor Filme (Michael Nozik, Edgard Tenenbaum, Karen Tenkhoff)

Prêmio de Melhor Roteiro Adaptado (José Rivera)

Prêmio de Melhor Ator (Gael García Bernal)

Prêmio de Melhor Ator Coadjuvante (Rodrigo de la Serna)

Prêmio de Melhor Fotografia (Eric Gautier)

Associação Americana de Roteiristas, Califórnia, Estados Uni

Prêmio Discover Screenwriting de Melhor Roteiro (Jose Rivera)

Associação dos Críticos de Cinema da Argentina

Condor de Prata de Melhor Filme

Condor de Prata de Melhor Direção (Walter Salles)

Condor de Prata de Melhor Fotografia (Eric Gautier)

Condor de Prata de Melhor Edição (Daniel Rezende)

Condor de Prata de Melhor Direção de Arte (Carlos Conti)

Condor de Prata de Melhor Figurino (Beatriz De Benedetto, Marisa Urruti)

Condor de Prata de Melhor Som (Jean-Claude Brisson)

Festival Internacional do Cinema de Bangkok, Tailândia

Prêmio de Melhor Filme (Walter Salles)

Prêmios da British Independent Film, Inglaterra, Reino Unido

Prêmio de Melhor Filme Independente Internacional (Walter Salles)

Prêmios da Broadcast Film Critics Association, USA

Prêmio de Melhor Filme em Língua Estrangeira (Wlter Salles)

Festival Internacional de Cannes, França

Prêmio Palma de Ouro (Walter Salles)

Prêmios Chlotrudis - Massachusetts, USA

Prêmio Chlotrudis de Melhor Roteiro Adaptado (Jose Rivera)

Grande Prêmio Brasileiro de Cinema, Brasil

Prêmio de Melhor Filme Estrangeiro

Prêmios César - Academia das Artes do Cinema, França

César de Melhor Filme Estrangeiro (Walter Salles)

Associação dos Críticos de Cinema de Dallas-Fort Worth - USA

Prêmio de Melhor Filme em Língua Estrangeira

Prêmios Robert da Dinamarca - Copenhague

Prêmio Robert de Melhor Filme Não Americano (Walter Salles)

Prêmios do Cinema Europeu

Prêmio Internacional do Cinema (Walter Salles)

Prêmios Independent Spirit, California, Estados Unidos

Prêmio Independent Spirit de Melhor Direção (Walter Salles)

Prêmios Golden Trailer, Estados Unidos

Prêmio Golden Trailer de Melhor Filme Estrangeiro (Empire Design)

Prêmios Imagem, Estados Unidos

Prêmio Imagem de Melhor Atriz Coadjuvante (Mia Maestro)

Círculo de Críticos de Cinema de Londres, Inglaterra

Prêmio Filme do Ano

Prêmio Diretor do Ano (Walter Salles)

Associação de Críticos de Cinema de Los Angeles, EUA

Prêmio de Melhor Filme Estrangeiro (Walter Salles)

Prêmios ACE, Nova York, Estados Unidos

Prêmio ACE de Melhor Filme (Walter Salles)

Prêmios Guarani, Brasil

Prêmio Guarani de Melhor Filme Estrangeiro (Walter Salles)

Prêmios Satellite, Los Angeles

Prêmio Satellite de Melhor Filme Estrangeiro (Walter Salles)

Prêmio Golden Satellite de Melhor Ator em um Drama (Gael García Bernal)

Círculo dos Críticos de Cinema de Vancouver, Canadá

Prêmio de Melhor Filme em Língua Estrangeira (Walter Salles)

Grêmio dos Roteiristas da América

Prêmio de Melhor Roteiro Adaptado (Jose Rivera)

Sinopse

Em 1952, dois jovens argentinos, Alberto Granado, 29 anos, bioquímico, e Ernesto Guevara de la Serna, 23 anos, estudante de medicina especialista em lepra, prestes a se formar, decidem se aventurar numa viagem de 8.000 km pela complexa geografia física e humana da América do Sul.

O plano de viagem consiste em partirem de Buenos Aires, rumo à Patagônia, cruzarem a Cordilheira dos Andes para chegarem ao sul do Chile, atravessarem o país até entrarem no Peru, para depois conhecerem Cuzco e Machu Picchu, trabalharem no Leprosário de San Pablo, na Amazônia peruana, e finalmente chegarem à Venezuela.  O meio de transporte é uma velha motocicleta Norton 500, ano 1939, conhecida como 'La Poderosa'.

Após se despedirem da família e dos amigos, em janeiro de 1952, os dois rapazes deixam Buenos Aires e rumam para o sul, fazendo sua primeira parada na estância da família da namorada de Ernesto.  Depois de alguns dias, seguem até a Patagônia, onde cruzam a Cordilheira dos Andes para entrarem no Chile.  

Após terem vários problemas com a motocicleta, esta é abandonada e os dois prosseguem em sua aventura como caminhantes, carregando nas costas suas pesadas mochilas ou pedindo caronas.  Ainda no Chile, eles têm um significativo encontro com um casal de mineiros à procura de trabalho.  Testemunham ainda a exploração da mão-de-obra.

No Peru, visitam a cidade histórica de Cuzco, antiga capital do império inca, bem como, as ruínas de Macchu Picchu, onde ficam extasiados com sua enorme beleza.  De lá, passam por Lima e seguem para San Pablo, onde são aguardados para trabalharem no Leprosário local.  É aí que o jovem Ernesto começa a questionar uma série de valores.  Uma das coisas que mais o deixam impressionado é o fato das casas do corpo médico e das freiras que trabalham no local serem erguidas numa das margens do Rio Amazonas, enquanto a colônia dos leprosos fica na outra.  No dia em que completa 24 anos, após ser saudado pelos colegas de trabalho, Ernesto decide atravessar o rio a nado para comemorar seu aniversário ao lado dos leprosos.

De San Pablo, eles seguem para a Venezuela, passando pela Colômbia.  Em Caracas, onde termina a viagem da dupla, Alberto assume um trabalho dentro de sua especialidade, enquanto Ernesto volta para a Argentina, a fim de terminar seu curso de medicina.

imagem

Comentários

Baseado nos livros "Notas de Viaje", de Ernesto 'Che' Guevara, e "Con el Che por America Latina", de Alberto Granado, "Diários de Motocicleta" é um ótimo e comovente filme.  Realizado pelo cineasta brasileiro Walter Salles, o filme tem sua história corretamente contada, um bom ritmo e atuações convincentes.

Os problemas sociais das regiões visitadas são muito bem colocados, como o preconceito, a pobreza, a exploração de mão-de-obra, a lepra.  Por outro lado, sublinha a importância da amizade e da solidariedade.

Há cenas memoráveis como a travessia a nado do Rio Amazonas, o encontro com a moça doente no Leprosário de San Pablo, entre muitas outras.

A fotografia de Eric Gautier, explorando magnificamente as belas paisagens dos Andes e da Bacia Amazônica, serve de contraponto para as deploráveis condições humanas das populações visitadas.

Sem dúvida, foi através dessa impressionante viagem que 'Che Guevara' começou a desenvolver suas idéias socialistas que o levaram a se tornar um famoso e devotado revolucionário.

No elenco, os maiores destaques ficam por conta das atuações dos dois atores principais, Gael García Bernal e Rodrigo de la Serna.

CAA