Filmes por gênero

HARRIET (2019)

Harriet
imagem imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Harriet: En busca de la libertad (Espanha)
Harriet - Der Weg in die Freiheit (Áustria)
Harriet: Ha'Derekh La'Khofesh (Israel)
Harriet: Özgürlük Ateşi (Turquia)
Гарріет (Ucrânia)
Гарриет (Rússia)
Pais: China, Estados Unidos
Gênero: Ação, Biográfico, Drama
Direção: Kasi Lemmons
Roteiro: Gregory Allen Howard, Kasi Lemmons
Produção: Nnamdi Asomugha, Bill Benenson, Elizabeth Koch e outros
Design Produção: Warren Alan Young
Música Original: Terence Blanchard
Direção Musical: Fabian Almazan, Greg Hayes, Nicolas Gold e outros
Fotografia: John Toll
Edição: Wyatt Smith
Direção de Arte: Kevin Hardison e Christina Eunji Kim
Figurino: Paul Tazewell
Guarda-Roupa: Lindsay Austria, Francesco Basti, Arielle Bielicki e outros
Maquiagem: Carla Brenholtz, Belinda Anderson, Gina W. Bateman e outros
Efeitos Sonoros: Blake Leyh, Micah Blaichman, William Britt e outros
Efeitos Especiais: Gary Pilkinton e Rick Reeder
Efeitos Visuais: Glenn Allen, Jessica Bascom, Dan Bornstein e outros
Nota: 8.8
Filme Assistido em: 2020

Elenco

Cynthia Erivo Harriet / Minty
Leslie Odom Jr. William Still
Joe Alwyn Gideon Brodess
Clarke Peters Ben Ross
Vanessa Bell Calloway Rit Ross
Omar J. Dorsey Bigger Long
Henry Hunter Hall Walter
Tim Guinee Thomas Garrett
Nick Basta Foxx
Joseph Lee Anderson Robert Ross
Antonio J Bell Henry Ross
CJ McBath Junyah Ross
Alexis Louder Jane
Janelle Monáe Marie Buchanon
Zackary Momoh John Tubman
Frank Riley III Joe
Daphne Reid Miz Lucy
Jenna Marie Hess Phoebe
Kathryn Tkel Tilly
Vondie Curtis-Hall Reverend Green
Jennifer Nettles Eliza Brodess
Deborah Ayorinde Rachel Ross
Kamillah Matthews Soph
Rakeem Laws Jasper Marley
Tory Kittles Frederick Douglass
Tia L. Davis Linah
Mitchell Hoog Vince
Liam Searcy Victor
Keith Tyree Sidney Howard Gay
Thomas Keegan Sherriff Ned Utley
Jaben Early John Clay
Don Hartman Gus Vern

Prêmios

Associação dos Críticos de Filmes Afro-Americanos

Prêmio Top 10 Filmes

Prêmios Hollywood do Cinema, Los Angeles, California, USA

Prêmio Hollywood de Melhor Atriz do Ano (Cynthia Erivo)

Sociedade dos Críticos de Cinema de Las Vegas

Prêmio Sierra de Melhor Canção Original (Joshuah Brian Campbell, Cynthia Erivo)

Festival de Mill Valley, Califórnia, USA

Prêmio do Público (Kasi Lemmons)

Festival Internacional do Cinema de Palm Springs, California

Prêmio Breakthrough (Cynthia Erivo)

Prêmios dos Críticos de Cinema da Philadelphia

Prêmio Elaine May

Festival do Cinema Internacional de Santa Barbara, EUA

Prêmio Virtuoso (Cynthia Erivo)

Prêmios World Soundtrack - Ghent, Bélgica

Prêmio de Melhor Canção Original (Cynthia Erivo, Joshuah Brian Campbell)

Indicações

Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood, EUA

Oscar de Melhor Atriz (Cynthia Erivo)

Oscar de Melhor Canção Original (Cynthia Erivo, Joshuah Brian Campbell)

Prêmios Globo de Ouro, EUA

Prêmio de Melhor Atriz em um Drama (Cynthia Erivo)

Prêmio de Melhor Canção Original (Joshuah Brian Campbell e Cynthia Erivo)

Screen Actors Guild Awards, Los Angeles, California, USA

Melhor Performance de uma Atriz (Cynthia Erivo)

Prêmios AARP de Filmes para Adultos

Prêmio AARP de Melhor Roteiro (Kasi Lemmons e Gregory Allen Howard)

Prêmios BET - Estados Unidos

Prêmio BET de Melhor Filme

Prêmios da Broadcast Film Critics Association, USA

Prêmio da Crítica de Melhor Atriz (Cynthia Erivo)

Prêmio de Melhor Canção (Stand Up)

Associação dos Críticos de Cinema de Chicago

Prêmio de Melhor Canção Original (Cynthia Erivo, Joshuah Brian Campbell)

Sociedade dos Críticos de Cinema de Denver, Colorado, EUA

Prêmio de Melhor Canção Original (Cynthia Erivo, Joshuah Brian Campbell)

Associação dos Críticos de Cinema da Georgia, EUA

Prêmio de Melhor Canção Original (Cynthia Erivo, Joshuah Brian Campbell)

Prêmios Gold Derby

Prêmio Gold Derby de Melhor Canção (Cynthia Erivo, Joshuah Brian Campbell)

Sociedade dos Críticos de Cinema do Hawaii

Prêmio de Melhor Canção (Cynthia Erivo, Joshuah Brian Campbell)

Sociedade dos Críticos de Cinema de Houston, EUA

Prêmio de Melhor Canção Original (Cynthia Erivo, Joshuah Brian Campbell)

Prêmios Imagem, Estados Unidos

Prêmio Imagem de Melhor Atriz (Cynthia Erivo)

Prêmio Imagem de Melhor Ator Coadjuvante (Leslie Odom Jr.)

Prêmio Imagem de Melhor Atriz Coadjuvante (Janelle Monáe)

Prêmio Imagem de Melhor Roteiro (Kasi Lemmons, Gregory Allen Howard)

Círculo de Críticos de Cinema de Londres, Inglaterra

Prêmio Atriz Britânica do Ano (Cynthia Erivo)

Prêmios MovieGuide, Los Angeles, Califórnia, USA

Prêmio Epiphany de Melhor Filme

Prêmio Grace de Atuação Mais Inspiradora (Cynthia Erivo)

Prêmio Grace de Melhor Filme para Idosos

Sociedade dos Filmes Políticos, Estados Unidos

Prêmio Exposé

Prêmios Satellite, Los Angeles

Prêmio Satellite de Melhor Atriz em um Drama (Cynthia Erivo)

Prêmio Satellite de Melhor Trilha Sonora Original (Terence Blanchard)

Associação dos Críticos de Cinema de St. Louis, USA

Prêmio de Melhor Atriz (Cynthia Erivo)

Sinopse

Minty, uma escrava em uma plantação do sul, está deitada no campo tendo flashes de imagens em sua mente, desde um ferimento na cabeça por espancamento de seus patrões. Seu marido, John Tubman, um homem livre, chega para lhe dar uma boa notícia: eles conseguiram uma carta de um advogado provando que a mãe de Harriet deveria ser libertada e, portanto, seus filhos também estão livres.

Quando eles se aproximam do Sr. Brodess, o proprietário da plantação, ele rasga a carta e nega cruelmente o pedido. Minty chora e ora a Deus para que o Sr. Brodess morra, o que ocorre logo depois. Seu filho, Gideon, que cresceu com Minty, a ouviu orar e está furioso. Ele decide vendê-la onde ela nunca mais verá sua família ou marido novamente. Ela, então, decide fugir para o norte, e John insiste em ir com ela. No entanto, sabendo que se ele for pego ajudando-a, perderá sua liberdade, Harriet sai sem ele, conseguindo apenas um adeus silencioso de sua mãe, Rit, à distância. Ela procura seu pai, Ben, que a direciona para o início da Ferrovia Subterrânea. No meio da jornada, ela é pega por Gideon e seus homens em uma ponte. Ele diz que não vai mais vendê-la, mas ela diz que prefere viver livre ou morrer, e pula da ponte no rio. Os homens acreditam que ela morreu, mas ela sobrevive e viaja sozinha para o norte em uma jornada muito perigosa.

Quando ela chega, ela se encontra com William Still, da sociedade antiescravagista da Pensilvânia, que ajuda a organizar a Ferrovia Subterrânea. Ela ajuda Minty a se estabelecer como uma mulher livre e a faz escolher um novo nome: Harriet, o nome do meio de sua mãe, e Tubman, o sobrenome do marido. Ele a apresenta à Marie Buchanon, que possui e administra um espaço residencial para os libertos. Marie começa a gostar de Harriet  e os dois se tornam amigos.

Um ano depois, Harriet manda um recado para o marido e a família, informando que se achava viva, mas não obteve resposta. Ela, então, diz a William que precisa voltar para buscar o marido, mas ele insiste que é muito perigoso. Como ela persiste, Mare e William ajudam-na a se preparar para retornar ao sul usando documentos falsos. Enquanto isso, Gideon e sua mãe Eliza encontram-se em um estado de desordem, com a plantação não conseguindo o dinheiro que deveria. Como consequência, eles se veem obrigados parte de seus bens para sobreviverem. Quando Harriet finalmente consegue ficar com John, ele diz à ela que, quando pensou que ela estava morta, ele se casou novamente e agora está esperando um filho com sua nova esposa. Harriet sente-se enojada e traída, mas John aponta que foi ela quem o deixou. Devastada, ela procura seu pai, que se mostra preocupado porque os irmãos dela estão sendo vendidos, acreditando que eles também precisam fugir para o norte. Tais colocações fazem com que Harriet perceba que voltou, não para seu marido, mas para ajudar sua família. Assim, ela decide levar seus irmãos de volta, pela estrada de ferro subterrânea. Sua mãe foi libertada e agora está morando com seu pai, que lhe diz que não vai embora enquanto algum de seus filhos ainda estiver lá.

Walter, um jovem negro, localiza Harriet e seus irmãos e relata a Gideon sobre seu paradeiro em troca de dinheiro. Ele também procura Abraham, um homem violento que, embora negro, é conhecido por capturar escravos fugitivos. Eles rastreiam Harriet e seu grupo. Na calada da noite, eles seguem em direção à ponte, mas ao avistá-los, ela consegue atravessar o rio. Ao vê-los, Walter decide mentir e não contar a Gideon. Assim, Harriet consegue levar seus irmãos  para o norte, e se torna uma das regentes mais bem-sucedidas da Underground Railroad, indo e voltando com fugitivos para o norte.

Algum tempo depois, ela recebe notícias de seu pai de que sua irmã morreu. Ela comenta com William que eles falharam. Ela conhece outros abolicionistas e faz um discurso apaixonado em que afirma que eles devem continuar lutando. Pouco tempo depois, é promulgada a Lei do Escravo Fugitivo, que permite que os sulistas venham ao norte e recapturem os escravos que já se achem em liberdade. William tenta colocar Harriet no navio com todos os escravos libertos que estão indo para o Canadá, mas Harriet volta para se despedir de Marie, apenas para encontrar Gideon e Abraham espancando-a para saber sua localização. Marie vê Harriet e pensa que ela deve sair, dizendo que seu trabalho é mais importante do que todos eles. Eles partem, mas não antes de Abraham matar Marie, devastando Harriet.

Algum tempo depois, morando no Canadá, Harret tem uma visão de seu pai em perigo. Ela decide, mais uma vez, voltar para o sul, onde encontra seu pai, a quem diz que está prestes a ser presa por ajudar escravos a se libertarem. Ele e Rit  decidem, então, acompanhá-la. Antes, Harriet decide que deve resgatar a filha de sua falecida irmã, que ainda mora na casa dos Brodess. Quando Gideon e Abraham os rastreiam, Harriet faz com que Walter continue a levá-los para a liberdade, enquanto ela fica para trás e os deixa persegui-la. Gideon exige que Harriet seja capturada com vida, mas quando Abraham tenta atirar nela com raiva, Gideon atira na cabeça dele. Harriet consegue derrubar Gideon, atirando em sua mão. Em seguida, ela o coloca de joelhos, sob a mira de uma arma,mas ao invés de matá-lo, ela diz que ele vai morrer  no campo de batalha da Guerra Civil. Em seguida, ela diz que Deus não pretendia que as pessoas  possuíssem pessoas, rouba seu cavalo e sai cavalgando.

Em 1863, dois anos após o início da Guerra Civil, Harriet lidera uma incursão que libertou 750 escravos. Em seguida, ela volta para casa no Canadá, onde vive com a maior parte de sua família que resgatou.

 

imagem

Comentários

Realizado pelo cineasta Kasi Lemmons, a partir de um roteiro por ele escrito, juntamente com Gregory Allen Howard, "Harriet" é um filme produzido em 2019 pela Martin Chase Productions, juntamente com as empresas New Balloon, Perfect World Pictures e Stay Gold Features.

Na direção, Lemmons realiza um ótimo trabalho, no que é ajudado por uma excelente fotografia, a cargo de John Toll, e por uma bela trilha sonora, onde se destaca a canção "Stand Up", interpretada por Cynthia Erivo. No elenco, com ótimas atuações, destacam-se Janelle Monáe, Leslie Odom Jr. e Cynthia Erivo.

CAA