Filmes por gênero

CARTA DE AMOR (1953)

Koibumi
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Lettre d'amour (França)
Love Letter (Estados Unidos, Reino Unido)
Pais: Japão
Gênero: Drama, Romance
Direção: Kinuyo Tanaka
Roteiro: Keisuke Kinoshita
Produção: Ichiro Nagashima
Música Original: Ichirô Saitô
Fotografia: Hiroshi Suzuki
Edição: Toshio Gotô
Direção de Arte: Seigo Shindô
Efeitos Sonoros: Yûji Dôgen
Nota: 8.5
Filme Assistido em: 2020

Elenco

Masayuki Mori Reikichi Mayumi
Yoshiko Kuga Michiko Kubota
Jûkichi Uno Naoto Yamaji
Jûzô Dôsan Hiroshi
Chieko Seki Office lady
Shizue Natsukawa Mãe de Reikichi
Ranko Hanai Proprietária do Restaurante
Kyôko Kagawa Yasuko
Kinuyo Tanaka .
Kikuko Hanaoka .
Kyôko Anzai .
Yumi Takano .
Harumi Kajima .
Ichiro Kodama .
Ryuzo Oka .
Toshikazu Hara .
Sayoko Ôno .
Chiyoko Kuni .
Akiko Kamishiro .
Naoko Kubo .

Indicações

Festival Internacional de Cannes, França

Grand Prix do Festival (Kinuyo Tanaka)

Sinopse

Cinco anos após o fim da Segunda Guerra Mundial, Reikichi Mayumi, um ex-marinheiro, consegue um novo emprego: escrever cartas outras pessoas, sendo a maioria para namoradas de soldados norte-americanos que, depois do período de ocupação, retornaram aos Estados Unidos, na maioria dos casos para pedir dinheiro. Adicionalmente, ele e seu irmão passam a comprar os mais recentes livros e revistas americanos, para revendê-los, em seguida, por um preço bem mais alto.
 
No entanto, seus conceitos e ideias sobre o amor serão testados quando ele reencontra Michiko Kubota, sua ex-namorada, uma mulher com um passado sombrio marcado pela guerra  e pela posterior ocupação de seu país por parte das forças militares norte-americanas.

imagem

Comentários

Realizado pela cineasta Kinuyo Tanaka, a partir de um roteiro escrito por Keisuke Kinoshita, "Carta de Amor" é um filme japonês produzido em 1953 pela empresa Shintoho Film Distribution Commitee.
 
O filme marca a estreia da atriz Kinuyo Tanaka como cineasta que, por sinal, se sai muito bem na direção. Por outro lado, o roteiro, a cargo de Kinoshita, explora as feridas da guerra, os limites do amor e a força do perdão.
 
 CAA