Filmes por gênero

MAIS QUE VENCEDORES (2019)

Overcomer
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Vencedor (México, Peru)
Vencedores (Espanha)
Победитель (Rússia)
Direção: Alex Kendrick
Roteiro: Alex Kendrick, Stephen Kendrick
Produção: Aaron Burns, Stephen Kendrick, Justin Tolley
Música Original: Paul Mills
Direção Musical: Kevin J. Edelman
Fotografia: Bob Scott
Edição: Bill Ebel, Steve Hullfish, Alex Kendrick
Figurino: Anna Redmon
Guarda-Roupa: Troy Nicely, Emma Hembree, Beth Passburg
Maquiagem: Heather A. Hawkins, Mary Smit, Alexander McPherson
Efeitos Sonoros: David Kitchens, Jas Pennington, Sean Gray
Efeitos Visuais: Luke DeBoer, David Beal, Nicholas Burns e outros
Nota: 8.5
Filme Assistido em: 2019

Elenco

Alex Kendrick John Harrison
Ben Davies Treinador Myers
Priscilla C. Shirer Olivia Brooks
Aryn Wright-Thompson Hannah Scott
Shari Rigby Amy Harrison
Cameron Arnett Thomas Hill
Denise Armstrong Barbara Scott
Holly A. Morris Cindy Hatcher
Kendrick Cross Ken Jones
Bruce Marchiano Pastor Mark
Jared Staley Wesley Ford
Elizabeth Becka Sra. Charles
Karen Boles Treinadora Karen
Micah Lynn Hanson Enfermeira Kathryn
Elijah B. Moore Truxton
Jack Sterner Ethan Harrison
Joseph Curtis Callender Keith (Treinador de football)
Jessie Gunn Treinador/Professor
Christian Gabriel Anderson Trae
Dave Blamy Mitch
Myke Holmes Troy Finkle
Scotty Curlee Gene Andrews
Tina Witherby Enfermeira Rose

Sinopse

Na Escola Cristã de Brookshire, o time de basquete dos meninos perde por pouco o jogo disputado na final do campeonato. Após o jogo, o técnico John Harrison consola seu filho Ethan, que perdeu uma oportunidade nos últimos segundos da partida. Pouco tempo depois, Harrison e outros professores da escola tomam conhecimento, através do noticiário de uma televisão, que a fábrica, maior empregadora da cidade, está se mudando para outra cidade. Na ocasião, outro treinador explica que as famílias de seus melhores jogadores trabalham na fábrica, mas garante a Harrison que o basquete vai continuar bem, pois seus melhores jogadores deverão retornar.

Enquanto isso, num parque, quando um grupo de garotos está jogando basquete, uma jovem, Hannah, passa pelo local e vê um dos fones de ouvido num banco, e o leva consigo. Ao ver que foi vista por um dos garotos, ela corre pela floresta com todos os adolescentes a perseguindo. Ao chegarem a um complexo de apartamentos, eles a perdem de vista e assumem que ela correu para dentro. Na verdade, ela se escondeu atrás de algumas pedras e, quando os meninos desistem da perseguição, ela segue para a casa da avó. Uma vez lá, sua avó lhe pergunta de onde ela veio e, ao descobrir que ela havia roubado o fone de ouvido, pede para que ela o devolva, acrescentando que já comprou um. Depois que sua avó sai para o trabalho, Hannah coloca os fones de ouvido roubados em uma caixa escondida em seu quarto, presumivelmente cheia de outros objetos roubados.

Em seu escritório, a diretora Olivia Brooks diz ao treinador Harrison que a escola está perdendo vários professores e técnicos, e que ela precisa dele para treinar um grupo de alunos para uma corrida pelo campo, pois não deseja que a escola perca essa oportunidade. Ele protesta porque não gosta de corridas, mas não tem muitas escolhas. Assim, depois de concordar relutantemente em ser o treinador da corrida, Harrison e sua esposa, Amy, se dirigem para o local dos treinos, onde apenas Hannah aparece para participar, ocasião em que apresenta um formulário assinado por sua avó, informando que ela nasceu no dia dos namorados e que tem asma. Inconformado com a situação, Harrison protesta junto à diretora, que lhe diz que apenas uma corredora é importante para a escola. No primeiro treino, Hannah se sai razoavelmente bem, não chegando, entretanto, a  impressionar.

Ao voltar para casa, Harrison comenta com sua esposa e tenta recrutar seu filho para participar da corrida. Ethan, no entanto, diz que só participará se o pai correr com ele durante os treinamentos. Harrison, no entanto, descarta a idéia. Logo em seguida, um telefonema do Pastor lembra Amy que ela prometeu que o marido ajudaria na visita ao hospital naquela noite. Horas depois, ao chegarem ao hospital, Harrison acidentalmente entra no quarto onde se encontra Thomas Hill, um homem cego com diabete e antigo participante de corridas. Na ocasião, Hill comenta que raramente recebe visitas e o convida para voltar outras vezes. 

Com o passar dos dias, as coisas continuam a piorar para Harrison. Ele continua a perder jogadores e percebe que não conseguirá ter jogadores suficientes para o time de basquete, que seu filho não terá oportunidade de obter uma bolsa de estudos e que todos os professores estão recebendo um corte de dez por cento. Tendo em vista o desempenho inexpressivo de Hannah no primeiro encontro, Harrison volta a visitar Hill, a quem pede conselhos sobre como treiná-la. Após atender ao seu pedido, Hill desafia Harrison a considerar qual é sua verdadeira identidade. Se ele não é um treinador, um professor, um marido ou um pai, quem é ele?

Quando Harrison responde que é cristão, Hill lhe pergunta se sua fé é tão importante, já que não a citou antes. Em seguida, Hill lhe diz como perdeu a visão, como machucou tantas pessoas, como ele era egoísta. Durante a conversa, Harrison descobre que ele tinha uma namorada, que a engravidou e que abandonou sua filha quando a mãe morreu. O bebê nasceu no dia dos namorados há quinze anos e agora vive com parentes. Ao juntar as informações, Harrison percebe que sua filha é Hannah.

Como a avó de Hannah havia dito que os pais da jovem haviam morrido, Harrison procura a diretora Olivia Brooks para ouvir sua opinião sobre o caso. Esta lhe aconselha a não procurar a avó de Hannah mas, por outro lado, se não o fizer, a jovem jamais conhecerá seu pai. Em seguida, Harrison e sua esposa perguntam a Hill se ele gostaria de ver Hannah e, depois, procuram a jovem e falam sobre seu pai.  

Em sua primeira ida ao hospital, Hannah fica apenas por alguns momentos, face à emoção despertada. Algum tempo depois, ela retorna e pede ao pai que lhe conte o que aconteceu. Hill, então, conta o que realmente ocorreu e lhe diz que não a merece, mas espera que um dia ela possa perdoá-lo. Na ocasião, Hannah lhe diz que vai ser difícil. Em seguida, confusa, a jovem procura a diretora da escola para desabafar, para falar de seus sentimentos sobre o pai, sobre se sentir mal-amada, indesejada, abandonada. Procurando acalmá-la, a Sra. Brooks lhe diz que ela tem outro pai, um pai perfeito que sempre a amou e se importa com ela. Assim, as duas oram juntas, ocasião em que Hannah pede que Jesus Cristo faça parte de sua vida. Em seguida, a Sra. Brooks a desafia a ler os dois primeiros capítulos do livro de Efésios, na Bíblia, e a escrever tudo que ela diz sobre ela. Assim, Hannah escreve coisas como: "Sou abençoada. Sou escolhida. Sou perdoada. Sou redimida. Sou amada". 

Hannah declara dramaticamente todas essas palavras na frente de Harrison e da turma de teatro da escola e, em seguida, devolve todas as coisas que vinha roubando. Ao deixar a escola, ela vai ao hospital, onde encontra o quarto do pai vazio. Grata por descobrir que ele só foi transferido  para a UTI após um possível ataque cardíaco, ela informa que tem duas coisas a dizer: "Primeiro, que entregou sua vida a Cristo e, segundo, se Jesus pode perdoá-la por todas as coisas erradas que fez, então ela pode perdoá-lo", deixando-o emocionado.

Ao voltar para casa, Hannah descobre que sua avó chegou mais cedo do trabalho. Na ocasião, ela comenta que estava visitando o pai no hospital. Sentindo-se traída, sua avó vai até a casa dos Harrison e os ameaça e a escola com uma ação legal se eles voltarem a ajudar Hannah a ver o pai novamente. Logo depois, ela vai ao hospital para ameaçar Hill.  Em seguida, todos rezam. Os Harrison oram juntos por sabedoria sobre o que fazer. Hill reza para que Deus não o deixe inútil depois de recuperar sua filha. A avó de Hannah ora para que Deus a ajude a perdoar todas as mágoas de perder a filha.

Em uma reunião dos treinadores regionais de corridas, antes do campeonato estadual, é feita uma votação sobre a possibilidade ou não das corredoras usarem fones de ouvido. Inicialmente contrário, Harrison muda de ideia e pressiona os outros treinadores a votarem a favor. Assim, ao iniciar o campeonato, ele dá à Hannah um fone de ouvido, permitindo que ela ouça a voz do pai orientando-a em todas as etapas da corrida. Ele lhe diz quanto a ama, o quão orgulhoso é dela, como eles farão isso juntos. Dessa forma, Hill a orienta a encontrar  o ritmo e a ultrapassar garota após garota. Assim, com o incentivo e a orientação do pai, Hannah faz sua melhor corrida e, finalmente, cai sobre a linha de chegada, dando tudo para superar o ex-campeão estadual no último trecho. Enquanto os paramédicos trazem oxigênio para Hannah, todo mundo espera pelo resultado oficial, já que a diferença entre os dois primeiros era a mínima possível. Finalmente ela é considerada a grande vencedora da corrida. Seus colegas de classe a erguem sobre  seus ombros e todos a aplaudem. Sua avó assistiu a corrida, embora tal fato significasse que chegaria atrasada ao trabalho. Após os parabéns, Hannah diz que quer ver o pai, sua avó concorda e diz aos Harrisons que a levem para casa depois. 

Ao chegar ao hospital, Hannah coloca a medalha no pescoço do pai, deixando-o emocionado. Em seguida, Harrison diz que não é apenas uma medalha, que ela ganhou o campeonato estadual. Hannah abraça o pai, coloca a cabeça em seu peito e diz: "Eu tinha o melhor treinador".


imagem

Comentários

Realizado pelo cineasta Alex Kendrick, a partir de um roteiro escrito por ele, juntamente com seu irmão Stephen, "Mais que Vencedores" é um ótimo filme produzido pelas empresas Affirm Films e Provident Films em 2019.
 
Sua trama fala do amor de Deus, que nos restaura, bem como da necessidade de priorizarmos aquilo que realmente deveria ser a razão de nossa existência: Jesus. Ela fala ainda de abandono, questões escolares e, por outro lado, como a reconstrução acontece quando a pessoa é movida pela fé. Enfim, procura mostrar a importância da reconciliação, do perdão, do amor, da família. 
 
Na direção, Kendrick realiza um ótimo trabalho, no que é ajudado pela excelente trilha sonora assinada por Kevin Edelman. Embora às vezes se mostre previsível, o filme apresenta algumas surpresas que o tornam bastante interessante.
 
CAA