Filmes por gênero

BACURAU, 2019

Bacurau
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Nighthawk (Estados Unidos, Reino Unido)
Козодои (Rússia)
Τα Γεράκια της Νύχτας (Grécia)
Pais: Brasil, França
Direção: Juliano Dornelles e Kleber Mendonça Filho
Roteiro: Juliano Dornelles e Kleber Mendonça Filho
Produção: Saïd Ben Saïd, Michel Merkt, Dora Amorim, Carlos Diegues, Kateryna Merkt, Tiago Melo
Design Produção: Thales Junqueira
Música Original: Mateus Alves e Tomaz Alves Souza
Fotografia: Pedro Sotero
Edição: Eduardo Serrano
Figurino: Maria Barbalho
Guarda-Roupa: Maria Barbalho
Maquiagem: Tayce Vale, Débora Saad, Mima Mizukami e outros
Efeitos Sonoros: Ricardo Cutz, Pedro Coelho, Tiago Picado e outros
Efeitos Visuais: Maria Andriani Andritsi, Nora Berecoechea e outros
Nota: 9.5
Filme Assistido em: 2019

Elenco

Bárbara Colen Teresa
Udo Kier Michael
Sônia Braga Domingas
Silvero Pereira Lunga
Thomás Aquino Pacote / Acácio
Thardelly Lima Tony Jr.
Rubens Santos Erivaldo
Wilson Rabelo Plinio
Carlos Francisco Damiano
Luciana Souza Isa
Karine Teles Forasteira
Antônio Saboia Forasteiro
Buda Lira Cláudio
Clébia Sousa Ângela
Danny Barbosa Darlene
Edilson Silva Robson
Eduarda Samara Madalena
Fabíola Líper Nelinha
Ingrid Trigueiro Daisy
Jamila Facury Sandra
Black Jr. DJ Urso
Márcio Fecher Flávio
Rodger Rogério Carranca
Suzy Lopes Luciene
Uirá dos Reis Bidê
Val Junior Maciel
Jonny Mars Terry
Alli Willow Kate
James Turpin Jake
Julia Marie Peterson Julia
Brian Townes Joshua
Charles Hodges Bob
Chris Doubek Willy
Lia de Itamaracá Carmelita

Prêmios

Festival Internacional de Cannes, França

Grande Prêmio do Júri (Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles)

Festival do Cinema Latinoamericano de Lima, Peru

Prêmio de Melhor Direção (Juliano Dornelles e Kleber Mendonça Filho)

Prêmio de Melhor Filme (Juliano Dornelles e Kleber Mendonça Filho)

Prêmio dos Críticos de Melhor Filme (Juliano Dornelles e Kleber Mendonça Filho)

Festival de Cinema de Munique

Prêmio Arri/Osram de Melhor Filme Internacional (Juliano Dornelles e Kleber Mendonça Filho)

Indicações

Festival Internacional de Bergen, Noruega

Prêmio Cinema Extraordinaire (Juliano Dornelles e Kleber Mendonça Filho)

Festival Internacional de Cannes, França

Prêmio Palma de Ouro (Juliano Dornelles e Kleber Mendonça Filho)

Prêmio Palma de Ouro

Prêmio Queer Palm (Juliano Dornelles e Kleber Mendonça Filho)

Festival de Montréal, Canadá

Prêmio Especial do Festival (Juliano Dornelles e Kleber Mendonça Filho)

Festival do Cinema Internacional de Sitges, Catalunha, ES

Prêmio de Melhor Filme (Juliano Dornelles e Kleber Mendonça Filho)

Festival de Cinema de Sydney, Austrália

Prêmio de Melhor Filme (Juliano Dornelles e Kleber Mendonça Filho)

Festival Internacional de Neuchâtel, Suiça

Prêmio Narcisse de Melhor Filme (Juliano Dornelles e Kleber Mendonça Filho)

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Ao tomar conhecimento da morte de sua querida avó, aos 94 anos, Teresa retorna à pequena vila fictícia de Bacurau, localizada na região nordestina, a fim de participar de seu funeral.

Logo ao chegar, ela observa que a vila vem passando por inúmeros problemas como a dificuldade para conseguir necessidades básicas como, por exemplo, alimentos, água potável e medicamentos. O caminhão que abastece a pequena vila de água potável, por exemplo, chega com seu reservatório crivado de balas. Com o passar dos dias, Teresa chega à conclusão de que o governo corrupto, que se instalou na região, vem abandonando a vila, a ponto de Bacurau ser completamente apagada do mapa. 

Aos poucos, ao perceberem a presença de drones sobrevoando a região, carros sendo atacados e cadáveres sendo encontrados no campo, Teresa, Domingas, Acácio, Plínio, Lunga e outros habitantes chegam à conclusão de que a pequena vila está sendo atacada por desconhecidos que precisam ser identificados e combatidos o mais rapidamente possível.

 

imagem

Comentários

Escrito e dirigido por Juliano Dornelles e Kleber Mendonça Filho, "Bacurau" é um excelente filme nacional produzido em 2019. Seu estilo lembra muito o de Glauber Rocha em "Deus e o Diabo na Terra do Sol", de 1964, ou seja, por vezes de difícil compreensão, mas com uma mensagem bastante clara.

Na área técnica, além do belo trabalho realizado por Dornelles e Mendonça Filho, merecem igualmente elogios a ótima fotografia, assinada por Pedro Sotero, bem como, sua impecável trilha sonora, onde se destaca a canção "Réquiem para Matraga", escrita e interpretada por Geraldo Vandré, além de outras escritas por Caetano Veloso, John Carpenter e Gary Keemp. 

No elenco, destacam-se as atuações de Sônia Braga e Silvero Pereira, seguidas pelas de Bárbara Colen e Udo Kier.

CAA