Filmes por gênero

CREPÚSCULO VERMELHO (1959)

The journey
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Le voyage (França, Bélgica)
Il viaggio (Itália)
Rojo atardecer (Espanha)
Die Reise (Austria, Alemanha)
Resan (Suécia)
Podróz (Polônia)
De geheimzinnige passagier (Holanda)
Rejsen (Dinamarca)
Путешествие (União Soviética)
Pais: Estados Unidos
Gênero: Drama, Romance
Direção: Anatole Litvak
Roteiro: George Tabori
Produção: Anatole Litvak
Música Original: Georges Auric
Fotografia: Jack Hildyard
Edição: Dorothy Spencer
Direção de Arte: Isabella Schlichting, Werner Schlichting
Guarda-Roupa: René Hubert
Maquiagem: David Aylott, Eric Allwright
Efeitos Sonoros: John Cox, Kurt Schwarz
Nota: 8.5
Filme Assistido em: 1961

Elenco

Deborah Kerr Diana Ashmore
Yul Brynner Major Surov
Jason Robards Paul Kedes
Robert Morley Hugh Deverill
E. G. Marshall Harold Rhinelander
Anne Jackson Margie Rhinelander
Ron Howard Billy Rhinelander
Flip Mark Flip Rhinelander
Kurt Kasznar Csepege
Anouk Aimée Eva
Senta Berger Empregada
David Kossoff Simon Avron
Gérard Oury Teklel Hafouli
Marie Daëms Françoise Hafouli
Barbara von Nady Borbala
Maurice Sarfati Jacques Fabbry
Siegfried Schürenberg Von Rachlitz
Maria Urban Gisela von Rachlitz
Jerry Fujikawa Mitsu
Erica Vaal Donatella Calucci
Dimitry Fedotoff Ten. Tulpin
Leonid Pylajew Capt. Dembinski
Wolf Neuber Patko
Charles Régnier Capt. Ornikidze
Ernst Konstantin Major Ilyashev
Iván Petrovich Szabó Bácsi

Indicações

Festival de Cinema de Mar del Plata, Argentina

Prêmio de Melhor Filme - Competição Internacional (Anatole Litvak)

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Durante o jantar, Surov nota a ausência de Paul e a chegada atrasada de Diana à mesa.  Na hora de se deitarem, Simon e Teklel preocupam-se ao verificarem que delirando, Paul está falando uma língua estranha.  Os dois procuram Hugh para falarem de sua preocupação.  Ouvindo a conversa deles, Diana procura em seguida Hugh para lhe dizer que Paul é um biólogo húngaro, por quem se apaixonou anos antes em Londres.  Ao terminarem seu relacionamento, Paul voltou para a Hungria e continuou a se corresponder com a Inglaterra, levantando suspeitas, junto ao governo, de que se tratava de um espião.  Preso e torturado, passou cinco anos encarcerado, sendo agora solto.

Ainda apaixonada por ele e se sentindo culpada por todos esses anos de sofrimento, Diana acha-se determinada a tirá-lo do país.  Na manhã seguinte, ao chegar com formulários a serem preenchidos pelos viajantes, Surov nota que Paul continua ausente.  Diana se coloca à disposição para levar o formulário até ele, para que o assine.  Surov a segue e, num momento a sós com Paul, o major encontra e confisca sua arma.  Ao descobrir que sua arma foi levada por Surov, Paul declara que todos devem partir imediatamente.

Com ajuda de Csepege, Diana consegue contatar alguém que pode ajudá-los a atravessarem a fronteira naquela mesma noite.  Entretanto, quando tudo para estar certo, ela é apanhada por Surov, que a leva até uma cervejaria deserta, onde lhe mostra a arma de Paul e lhe pergunta a razão dela estar mentindo para ele.  Diana fica atônita quando ele admite que, embora possa prender Paul, a presença dela faz com que ele fique hesitante.

À noite, durante o jantar, Surov assegura aos passageiros que a continuação da viagem deles será liberada na manhã seguinte.  Csepege avisa Diana que o plano de fuga está confirmado.  Quando ela vai ao encontro de Paul, Surov a detém para se desculpar por seu comportamento e devolver a arma do biólogo, como um presente de despedida.

Momentos depois, já num pequeno barco com um guia, Diana e Paul são apanhados por ele.  Ao colocar Paul na prisão, o major fica impressionado com sua coragem e humanidade, a despeito de todas as amargas experiências pelas quais passou.  Enquanto isso, no hotel, os passageiros liderados pela americana Margie Rhinelander, culpam Diana pelas dificuldades por que têm passado.  Declarando que todos notam a atração que Surov sente por ela, pergunta-lhe por que ela não tira vantagem desse fato para ajudar a todos.

Ao se dirigir ao hotel, Surov tem seu cavalo morto por Eva, escondida atrás de uma árvore, o que faz com que ele retorne ao seu Quartel General.  Diana chega logo em seguida, ocasião em que o major critica seu idealismo naïf e admite que sua influência o arruinou.  Diana confessa-lhe que o procurou a pedido dos demais passageiros.  Surov insiste que ela sente algo por ele, mas depois de um beijo apaixonado, ela se retira.

Na manhã seguinte, com exceção de Paul, o grupo retoma a viagem.  Alguns quilômetros depois, quando os passageiros liberados desembarcam para atravessarem uma pequena ponte que os deixará na Áustria, Surov chega com Paul.  Diana corre para agradecer-lhe, mas ele lhe assegura que seu ato foi movido por sua consciência.  Momentos depois, Diana e Paul são recepcionados na Áustria por guardas de fronteira enquanto, no lado húngaro, Surov é morto por Eva.

imagem

Comentários

"Crepúsculo Vermelho" é um ótimo e inteligente drama sobre um grupo de estrangeiros que se vê virtualmente prisioneiro na Hungria, quando da ocupação do país por tropas soviéticas em 1956.

Partindo de um roteiro muito bem estruturado por George Tabori, onde este mistura revolução e romance, o cineasta Anatole Litvak brinda-nos com uma direção basicamente perfeita.

No elenco, Deborah Kerr e Yul Brynner repetem o sucesso obtido três anos antes, ao atuarem juntos em "O Rei e Eu", mostrando mais uma vez a magnífica química que têm diante das câmeras.  Depois de treze anos como ator de televisão, Jason Robards Jr. faz sua estréia na telona como o biólogo húngaro.  A bela atriz francesa, Anouk Aimée, faz uma pequena apresentação como a guerrilheira Eva.

CAA