Filmes por gênero

PLENTY - O MUNDO DE UMA MULHER (1985)

Plenty
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Plenty, Uma História de Mulher (Portugal)
Plenty (França, Itália)
Eine demanzipierte Frau (Alemanha)
Rakkauteni, kohtaloni (Finlândia)
Obfitosc (Polônia)
Bőség (Hungria)
Obilje (Sérvia)
For enhver pris (Dinamarca)
Pais: Reino Unido, Estados Unidos
Gênero: Drama
Direção: Fred Schepisi
Roteiro: David Hare
Produção: Joseph Papp, Edward R. Pressman
Design Produção: Richard Macdonald
Música Original: Bruce Smeaton
Direção Musical: Bruce Smeaton
Fotografia: Ian Baker
Edição: Peter Honess
Figurino: Ruth Myers
Guarda-Roupa: Jenny Hawkins
Maquiagem: Luk Van Cleemput
Efeitos Sonoros: John W. Mitchell, Gerry Humphreys
Efeitos Especiais: Martin Gutteridge
Nota: 7.5
Filme Assistido em: 1986

Elenco

Meryl Streep Susan Traherne
Charles Dance Raymond Brock
Tracey Ullman Alice Park
John Gielgud Sir Leonard Darwin
Sting Mick
Ian McKellen Sir Andrew Charleson
Sam Neill Lazar
Burt Kwouk Sr. Aung
André Maranne Villon
Pik Sen Lim Madame Aung
Ian Wallace Medlicoti
Tristram Jellinek Dawncey
Peter Forbes-Robertson Gerente do Hotel de Bruxelas
Hugo De Vernier Médico
James Taylor Tony
Hugh Laurie Michael
Mitch Davies Harry
Christopher Fairbank Spencer
Lindsay Ingram Linda
Richard Hope Alistair
Andrew Seear Ashley
Roger Rowland Oficial da Polícia
James Snell Vincent Tampan
Tim Seely Sir Charles Curry
Jasper Jacob Jovem diplomata
William Hoyland Padre
Joan Blackham Srta. Simpson
John Serret Fazendeiro francês

Indicações

Academia Britânica de Cinema e Televisão, Inglaterra

Prêmio de Melhor Ator Coadjuvante (John Gielgud)

Prêmio de Melhor Atriz Coadjuvante (Tracey Ullman)

Círculo dos Críticos de Cinema de Nova York, EUA

Prêmio de Melhor Ator Coadjuvante (John Gielgud)

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Em 1943, na França ocupada pelos alemães, durante a 2ª Guerra Mundial, a mensageira britânica Susan Traherne, de 18 anos, aguarda nos bosques que uma mensagem caia de paraquedas de um avião britânico. Depois de ter problemas com o avião, um colega britânico chamado Lazar salta de paraquedas e Susan lhe explica como as coisas acontecem em seu posto. Quando eles quase são capturados pelas tropas alemães, ela chora em seu ombro e, depois, o casal segue para a casa de Susan, onde fazem amor.
 
Dois anos depois, após o término da guerra em 1945, enquanto viajava pela Europa com Susan, um homem chamado Tony Radley, morre de ataque cardíaco no saguão de um hotel, em Bruxelas, na Bélgica. Raymond Brock, da embaixada britânica, chega para supervisionar o funeral de Radley e consola sua viúva, Susan. Algum tempo depois, na embaixada, Susan confessa a Raymond que ela e Radley não eram realmente casados, mas apenas o fizeram durante a guerra, e pede que ele conte à verdadeira esposa de Radley que ele morreu enquanto viajava sozinho.
 
Depois de retornar à Inglaterra pela primeira vez em dois anos, Susan e Raymond começam um relacionamento e ele viaja de seu posto na Bélgica para visitá-la na Inglaterra, todo fim de semana. Susan trabalha como balconista em uma pequena empresa de transporte marítimo no East End. A amiga e colega de trabalho de Susan, a atrevida Alice Park, de 18 anos, vai morar com ela e as duas se envolvem em um estilo de vida boêmio. Susan se mostra inquieta em sua vida pós-guerra e expressa sua frustração com seu trabalho. Durante o inverno de 1946, ela briga com Raymond e sugere que se separem.
 
Em 1953, Susan passa a trabalhar como membro do comitê de coroação da rainha Elizabeth. Ela se mudou para um apartamento maior, e Alice ainda é sua colega de quarto. Certo dia, Susan pede que um dos ex-namorados de Alice e colega da classe trabalhadora, Mick, gere seu filho. Ele relutantemente concorda em conceber uma criança com ela, mas fica chateado por ela desejar criar o bebê sem sua participação. 
 
Quando seu trabalho no comitê de coroação da rainha termina, Susan começa a trabalhar em publicidade, mas o abandona poucos meses depois. Com o passar do tempo, Mick tenta cortejá-la, mas ela se recusa a considerar ter um relacionamento real com ele. Depois de 18 meses, tentando e não conseguindo engravidar, ela termina com o envolvimento deles, o que leva a um confronto entre ela e Mick, que termina com Susan disparando uma arma acima da cabeça de Mick para fazê-lo sair. Em seguida, Alice telefona para o ex-namorado de Susan, Raymond, que ainda trabalha no corpo diplomático, para relatar que Susan sofreu um colapso nervoso. Ele chega para visitá-la no hospital e, com o tempo, Raymond e Susan se casam. 
 
Em 1956, Susan continua frustrada com sua vida, apesar de ser casada e morar em uma casa  no West End. O estado mental instável de Susan torna-se aparente para todos, incluindo Alice, quando ela insulta Raymond e seus amigos durante uma festa com Sir Leonard Darwin, que o leva a sair e anunciar a todos que ele renunciou ao cargo devido ao envolvimento da Grã Bretanha na crise de Suez.
 
Quatro anos depois, Susan e Raymond se mudam para a Jordânia, onde ele assumiu um posto diplomático. Alice os visita e fica alarmada com o comportamento moderado de Susan. Embora ela afirme ser feliz, Alice a questiona sobre seu estilo de vida tranquilo e se preocupa ao pensar como sua amiga poderia ficar na Jordânia por mais dois anos. Quando comentam a morte de um colega de Raymond, Sir Leonard Darwin, Susan sugere que eles voltem à Inglaterra para o funeral, enquanto Raymond culpa Alice por colocar a ideia na cabeça de Susan. De volta à Inglaterra, Susan insiste para que não voltem para a Jordânia. 
 
Algum tempo depois, em 1962, Susan conhece o empregador de Raymond, Sir Andrew Charleson, e o questiona sobre a carreira estagnada  do marido. O encontro logo fica feio quando ela ameaça cometer suicídio se Raymond não receber uma promoção dentro de seis dias, o que leva Charleson a retirá-la do prédio. Em seguida, ele informa Raymond sobre as ameaças  de sua esposa, o dispensa de todos os seus cargos, e o obriga a se aposentar mais cedo.
 
Quando o perturbado Raymond volta para casa, ele encontra Susan decorando a casa, aparentemente inconsciente de seu comportamento naquele dia. Em seguida, ele insiste que ela procure um profissional da área de saúde mental, mas ela se recusa a atendê-lo. Enquanto o casal discute, Susan bate com a porta em seu rosto, deixando-o inconsciente. Depois de cuidar de seu rosto ensanguentado, ela arruma suas coisas e sai. Pouco tempo depois, ela reacende seu caso com Lazar, ao encontrá-lo em um hotel à beira-mar.

imagem

Comentários

Realizado pelo cineasta Fred Schepisi, a partir de um roteiro escrito por David Hare, "Plenty, o Mundo de uma Mulher" é um filme anglo-americano produzido em 1985 pela R.K.O. Pictures, juntamente com a Pressman Productions. Sua trama narra cerca de 15 anos na vida de uma inglesa, desde sua participação na 2ª Guerra Mundial, como espiã na França ocupada pelas forças nazistas, até sua vida na Londres do pós-guerra, com um casamento infeliz e uma doença mental. 
 
Partindo de um roteiro muito bem construido, Schepisi realiza um bom trabalho na direção. O filme conta, ainda, com uma bela trilha sonora, assinada por Bruce Smeaton, e com um bom elenco, onde Meryl Streep brilha no papel principal, seguida pelas ótimas atuações de John Gielgud, Tracey Ullman e Charles Dance.
 
CAA