Filmes por gênero

POSSUÍDA (1931)

Possessed
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Fascinação (Portugal)
Amor en venta (Espanha)
L'amante (Itália)
Verkaufte liebe (Austria, Alemanha)
Hans älskarinna (Suécia)
Uden vielsesattest (Dinamarca)
Uten vielsesattest (Noruega)
Одержимая (União Soviética)
Pais: Estados Unidos
Gênero: Drama
Direção: Clarence Brown
Roteiro: Lenore J. Coffee
Produção: Clarence Brown
Música Original: Charles Maxwell
Fotografia: Oliver T. Marsh
Edição: William LeVanway
Direção de Arte: Cedric Gibbons
Figurino: Adrian
Efeitos Sonoros: Anstruther MacDonald, Douglas Shearer
Nota: 8.0
Filme Assistido em: 1953

Elenco

Joan Crawford Marian Martin
Clark Gable Mark Whitney
Wallace Ford Al Manning
Richard 'Skeets' Gallagher Wally Stuart
Frank Conroy Horace Travers
Marjorie White Vernice LaVerne
John Miljan John Driscoll
Clara Blandick Mãe de Marian
Norman Ainsley Ambrose, mordomo de Wally
André Cheron Sr. Lavell
Gino Corrado Sr. Martini
Fred Malatesta Convidado da festa
Bess Flowers Convidada da festa
Jean Del Val Garçom
Alphonse Martell Garçom francês
Wilfred Noy Bertram, mordomo de Mark
Wilhelm von Brincken Barão von Bergen

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Operária de uma fábrica de caixa de papeis, Marian Martin deseja mais da vida do que um simples casamento com o namorado da pequena cidade em que vive, Al Manning. Certo dia, ao olhar através das janelas de um vagão de trem que se acha parado na estação, transportando inúmeros homens bem-sucedidos, ela encontra Wally Stuart, um nova-iorquino que lhe oferece champanhe e lhe diz para procurá-lo. Assim, quando Manning a repreende por seu comportamento, ela larga tudo e vai para Nova York.

Uma vez na “Big Apple”, Marian procura Wally, que lhe dá alguns conselhos sobre como se aproximar e manter um relacionamento com homens ricos, conselhos esses que ela usa para iniciar uma relação com seu amigo Mark Whitney, um advogado divorciado. Três anos depois, Marian se mostra uma mulher sofisticada, culta e com bastante dinheiro conseguido de Mark. Apesar de suas intenções originais, no entanto, ela o ama. Ele também a ama, mas não pretende se casar com ela com receio de ser machucado, como ocorreu com sua ex-mulher. Para encobrir sua identidade, Marian mudou seu nome para Sra. Moreland, e passou a ser conhecida como uma rica divorciada.

Quando Manning, agora dirigindo um próspero negócio na área do cimento, chega à Nova York, na esperança de conseguir um grande contrato, ele a pede em casamento, mas ela o rejeita. Por outro lado, ao ouvir Mark conversar com alguns políticos, ela percebe que ele agora planeja casar-se com ela, apesar de seu relacionamento passado poder causar um escândalo que arruinaria sua campanha para governador. Ela finge não amá-lo e lhe diz que pretende se casar com Manning. Assim, ele decide concorrer ao cargo de governador, mas quando Marian descobre que Manning só perdoará seu passado se ela ajudá-lo a conseguir o grande contrato que ele tanto espera, ela lhe dá um fora e desaparece.

À medida que a eleição se aproxima, o candidato rival tenta interromper um comício de Mark através de desordeiros que distribuem panfletos dizendo: “Quem é a Sra. Moreland?”. Quando ocorrem os primeiros burburinhos no meio da multidão, Marian surge na plateia e fala para todos que Mark sempre foi um homem honrado, que no passado pertenceu a ela, mas que agora pertence a eles. A multidão aplaude quando ela se retira, soluçando. Por outro lado, emocionado, Mark vai ao seu encontro e lhe diz que, daquela hora em diante, os dois estarão juntos, não importa a situação que tiverem que enfrentar.

imagem

Comentários

Realizado pelo cineasta Clarence Brown, a partir de um roteiro escrito por Lenore J. Coffee, “Possuida” é um bom drama norte-americano produzido pela Metro-Goldwyn-Mayer (MGM) em 1931. Sua trama, baseada numa peça de Edgar Selwyn, embora amoral, não deixa de ser interessante.

Mesmo não sendo extraordinária, a direção de Brown se mostra bastante segura. Na área técnica, merece ainda ser destacada a bela fotografia a cargo de Oliver T. Marsh. No elenco, demonstrando possuir uma boa química entre eles, destacam-se as atuações de Joan Crawford e Clark Gable.

CAA