Filmes por gênero

MINHAS TARDES COM MARGUERITTE (2010)

La tête en friche
imagem imagem imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Mis tardes con Margueritte (Espanha, Argentina)
Das labyrinth der wörter (Alemanha)
My afternoons with Margueritte (USA, UK)
Pais: França
Gênero: Comédia
Direção: Jean Becker
Roteiro: Jean Becker, Jean-Loup Dabadie
Produção: Louis Becker
Música Original: Laurent Voulzy
Fotografia: Arthur Cloquet
Edição: Jacques Witta
Maquiagem: Olivier Afonso, Nicolas Herlin, Frédéric Lainé
Efeitos Sonoros: Joseph de Laage, Carl Goetgheluck, François Groult
Efeitos Especiais: Olivier Afonso
Efeitos Visuais: Olivier Veau
Nota: 8.2
Filme Assistido em: 2011

Elenco

Gérard Depardieu Germain Chazes
Gisèle Casadesus Margueritte
Claire Maurier A mãe, Jacqueline
Sophie Guillemin Annette
Maurane Francine, a dona do Bar
Patrick Bouchitey Landremont
Jean-François Stévenin Jojo
François-Xavier Demaison Gardini
Mélanie Bernier Stéphanie
Matthieu Dahan Julien
Jérôme Deschamps O prefeito
Gilles Détroit Dévallée
Régis Laspalès Sr. Bayle
Jean-Luc Porraz O notário
Bruno Ricci Marco
Lyes Salem Youssef
Sylvia Chiflet-Allegre Cliente no supermercado
Bernard Bolzinger Homem do mercado
Hélène Coulon Bibliotecária
Guillaume Ferrand Militar

Sinopse

Germain, um homem de cinquenta anos, quase analfabeto, leva uma vida tranquila entre seus amigos e sua namorada Annette. Nunca conheceu seu pai. Sua mãe ficou grávida dele sem o desejar. Na escola primária, teve muitos problemas com um mau professor e  com alguns de seus colegas de classe.

Seus amigos gostam bastante dele, mas muitas vezes zombam do seu jeitão. Mas Germain, longe de ser um imbecil, é um filósofo por natureza, um diamante bruto que precisa ser lapidado.

Certo dia, ele conhece casualmente Margueritte em um parque e os dois se tornam amigos. Ela é uma senhora de 95 anos, erudita, cientista que fez parte da missão médica da Organização Mundial da Saúde no Congo, nos anos 60. Ela se apega a ele e, ávida por literatura, decide ler em voz alta trechos de diversos romances, começando por “La Peste”, de Camus. Tal atitude faz despertar o grande potencial de Germain, principalmente no que diz respeito à sua imaginação visual e à sua memória auditiva. A generosidade de Margueritte vence, portanto, a resistência de Germain criada pelos problemas de um mau professor e pela indiferença de sua mãe.

É assim que Germain descobre a magia dos livros, fato impensável para ele até então. Através de Margueritte, ele faz uma imersão nos mundos literários de Albert Camus, Luis Sepúlveda, Jules Supervielle, A. J. Cronin, entre outros.

O tempo passa até que um dia Margueritte lhe diz que não vai poder continuar a ler para ele por muito tempo. É que ela sofre de uma degeneração macular, com manchas no centro dos olhos que crescem com o tempo e que a levarão à cegueira. 

Ao comentar tal fato com Annette, sua namorada, esta, com sua sensibilidade, lhe diz que chegou a hora dele se preparar para assumir o papel até então de Margueritte: passar a ler em voz alta para a velha amiga de 95 anos, agora com sérios problemas de visão. Assim, a bela Annette de apenas 34 anos passa a orientá-lo para que ele consiga ler em voz alta, com o volume e o ritmo adequados, bem como, a comentar com ele as leituras feitas por ambos.

imagem imagem imagem

Comentários

Realizado pelo cineasta Jean Becker, que também co-assina o roteiro, “Minhas Tardes com Margueritte” é um belo filme, cheio de poesia e ternura, truculento às vezes, mas emocionante em outras, repleto de cenas magníficas e inesquecíveis. Trata-se de uma história que fala de gente simples e verdadeira, cheia de esperança, que prova que sempre é possível aprender, progredir e que nunca é tarde para ser feliz.

Além da precisa direção de Becker, a bela fotografia de Arthur Cloquet merece ser mencionada. No elenco, Gérard Depardieu é o maior destaque, ao brindar o espectador com um dos melhores papéis de sua carreira. Gisèle Casadesus, aos 96 anos de idade, está perfeita no papel da doce Margueritte. Finalmente, apesar de aparecer pouco na história, Sophie Guillemin nos brinda com uma ótima atuação no papel de Annette, a namorada de Germain.

CAA