Filmes por gênero

O ESCAFANDRO E A BORBOLETA (2007)

Le scaphandre et le papillon
imagem imagem imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: La escafandra y la mariposa (Espanha, Argentina)
Lo scafandro e la farfalla (Itália)
El llanto de la mariposa (México)
The diving bell and the butterfly (USA, UK)
Schmetterling und taucherglocke (Alemanha)
Pais: França, Estados Unidos
Gênero: Drama
Direção: Julian Schnabel
Roteiro: Ronald Harwood
Produção: Kathleen Kennedy, Jon Kilik
Design Produção: Michel Eric
Música Original: Paul Cantelon
Fotografia: Janusz Kaminski
Edição: Juliette Welfling, Laurent Ott
Figurino: Olivier Bériot
Guarda-Roupa: Alexia Crisp-Jones, Camille Joste, Daniella Telle e outros
Maquiagem: Myriam Hottois, Florence Batteault, Sandrine Cirilli e outros
Efeitos Sonoros: Dominique Gaborieau, Jean-Paul Mugel, Damien Bera e outros
Efeitos Especiais: Georges Demétrau, Jérome Miel, Clive Kay e outros
Efeitos Visuais: Yann Blondel, Laurence Vidot, Luc Augereau e outros
Nota: 8.4
Filme Assistido em: 2008

Elenco

Mathieu Amalric Jean-Do
Emmanuelle Seigner Céline
Marie-Josée Croze Dra. Henriette Roi, terapeuta de fala
Anne Consigny Claude
Patrick Chesnais Dr. Lepage, neurocirurgião
Niels Arestrup Roussin
Olatz López Garmendia Marie Lopez, fisioterapeuta
Jean-Pierre Cassel Padre Lucien e o Vendedor
Marina Hands Joséphine
Max von Sydow Papinou
Gérard Watkins Dr. Cocheton
Théo Sampaio Théophile
Fiorella Campanella Céleste
Talina Boyaci Hortense
Isaach De Bankolé Laurent
Emma de Caunes Imperatriz Eugénie
Jean-Philippe Écoffey Dr. Mercier
Nicolas Le Riche Nijinski
Anne Alvaro Betty
Françoise Lebrun Madame Bauby
Zinedine Soualem Joubert
Georges Roche Fourneau
Agathe de La Fontaine Inès
Franck Victor Paul
Laure de Clermont-Tonnerre Diane
Michael Wincott Fotógrafo

Prêmios

Academia Britânica de Cinema e Televisão, Inglaterra

Prêmio de Melhor Roteiro Adaptado

Festival Internacional de Cannes, França

Prêmio de Melhor Direção (Julian Schnabel)

Grande Prêmio Técnico (Janusz Kaminski )

Prêmios César - Academia das Artes do Cinema, França

César de Melhor Ator (Mathieu Amalric)

César de Melhor Edição

Prêmios Globo de Ouro, EUA

Prêmio de Melhor Filme em Língua Estrangeira

Prêmio de Melhor Direção (Julian Schnabel)

Associação de Críticos de Cinema de Los Angeles, EUA

Prêmio de Melhor Fotografia

Festival Internacional de San Sebastián, Espanha

Prêmio do Público de Melhor Filme Europeu (Julian Schnabel)

Festival Internacional de Cinema de Estocolmo, Suécia

Prêmio de Melhor Fotografia ( Janusz Kaminski )

Indicações

Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood, EUA

Oscar de Melhor Direção (Julian Schnabel)

Oscar de Melhor Edição

Oscar de Melhor Roteiro Adaptado

Oscar de Melhor Fotografia (Janusz Kaminski )

Associação dos Críticos de Cinema da Argentina

Condor de Prata de Melhor Filme Estrangeiro em Língua não Espanhola (Julian Schnabel)

Academia Britânica de Cinema e Televisão, Inglaterra

Prêmio de Melhor Filme em Língua Estrangeira

Festival Internacional de Cannes, França

Prêmio Palma de Ouro (Julian Schnabel)

Prêmios César - Academia das Artes do Cinema, França

César de Melhor Filme Francês

César de Melhor Roteiro Adaptado

César de Melhor Som

César de Melhor Direção (Julian Schnabel)

César de Melhor Fotografia

Grande Prêmio Brasileiro de Cinema, Brasil

Prêmio de Melhor Filme Estrangeiro

Prêmios David di Donatello, Itália

David de Melhor Filme da União Européia (Julian Schnabel)

Prêmios Globo de Ouro, EUA

Prêmio de Melhor Roteiro

Círculo de Críticos de Cinema de Londres, Inglaterra

Prêmio Roteirista do Ano (Ronald Harwood)

Prêmio Filme em Língua Estrangeira do Ano

Sinopse

SINOPSE RESUMIDA A SER OPORTUNAMENTE DESENVOLVIDA
Jean-Dominique Bauby é um jornalista bem-sucedido de 43 anos, editor da revista Elle e apaixonado pela vida. Subitamente, ele sofre um acidente vascular cerebral grave. Vinte dias depois, ao sair do coma, ele se mostra com uma rara paralisia: o único movimento que lhe resta no corpo é o do olho esquerdo.

Recusando-se a aceitar passivamente seu destino, ele cria um mundo próprio, contando com aquilo que não sofreu dano: sua imaginação e sua memória, com as quais cria um alfabeto próprio utilizando apenas o piscar de seu olho esquerdo.

imagem imagem imagem imagem imagem imagem