Filmes por gênero

PROPRIEDADE PRIVADA (2006)

Nue propriété
imagem imagem imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Private Property (Título Internacional)
Proprietà privata (Itália)
Propiedad privada (Argentina)
Pais: Luxemburgo, Bélgica, França
Gênero: Drama
Direção: Joachim Lafosse
Roteiro: Joachim Lafosse, François Pirot
Produção: Joseph Rouschop
Design Produção: Anna Falguères
Fotografia: Hichame Alaouie
Edição: Sophie Vercruysse
Figurino: Nathalie du Roscoat
Maquiagem: Thi-Loan Nguyen
Efeitos Sonoros: Benoît De Clerck, Ingrid Simon, Benoît Biral
Nota: 7.7
Filme Assistido em: 2008

Elenco

Isabelle Huppert Pascale
Jérémie Rénier Thierry
Yannick Renier François
Kris Cuppens Jan
Patrick Descamps Luc
Raphaëlle Lubansu Anne
Sabine Riche Gerda
Dirk Tuypens Dirk
Philippe Constant Amigo de Jan
Catherine Salée Amiga de Jan
Delphine Bibet Karine
Anton Biral Gerda, quando criança
Jean-Benoît Ugeux Amigo de Thierry

Prêmios

Festival Internacional de Veneza, Itália

Menção Honrosa (Joachim Lafosse)

Indicações

Festival Internacional de Veneza, Itália

Prêmio Leão de Ouro (Joachim Lafosse)

Sinopse

Divorciada há 15 anos, Pascale vive em uma antiga fazenda com seus dois filhos gêmeos, François e Thierry, de 28 anos de idade. Embora já sejam homens feitos, estes são inteiramente dependentes e imaturos, incapazes de seguirem a vida por conta própria.

O pai dos gêmeos e ex-marido de Pascale, é um homem de posses e está sempre a derramar dinheiro nas mãos dos filhos, contribuindo para que os mesmos não cresçam como pessoas. Já Pascale, não sendo bem remunerada em seu emprego, enfrenta sérios problemas financeiros que a obrigam a manter um rígido controle de suas despesas.

Quando não se acha no trabalho, além de realizar tarefas domésticas, como passar roupa, Pascale se mostra carinhosa com os filhos, toma banho na frente deles, mostra suas fragilidades. Estes, por sua vez, raramente retribuem todo esse carinho ajudando-a, por exemplo, a pintar as portas da casa. No entanto, de um modo geral, os gêmeos passam a vida jogando videogame, namorando e andando de moto como se ainda fossem adolescentes e têm na bela casa da mãe a certeza de uma herança futura.

Quando Pascale começa a ter um relacionamento amoroso com um vizinho, seus filhos fingem não se importar com essa nova situação, talvez pelo fato deles próprios já estarem a dar seus próprios passos na área sexual. Com relação à sua situação financeira preocupante, tendo em vista a opinião de seu novo companheiro, ela é encorajada a vender sua propriedade e, com o dinheiro, abrir uma pousada nos Alpes. François tenta entender e até se encaixar nessa nova realidade. Já Thierry, parte para o confronto. Pascale hesita, não consegue tomar decisões, não defende o namorado na frente dos filhos, tem medo da reação deles. Dessa forma, o relacionamento familiar começa a se deteriorar a ponto de, desesperada pela falta de liberdade, Pascale decidir sair de casa. Sua ausência provocará uma verdadeira guerra entre os filhos.

imagem imagem imagem

Comentários

Realizado pelo cineasta belga Joachim Lafosse, que também participa da confecção do roteiro, “Propriedade Privada” é um drama familiar digno de ser visto.

A partir de um roteiro inteligente e bem amarrado, Lafosse nos brinda com uma direção firme, sem altos e baixos, conseguindo ótimas atuações de seus principais atores. A trama procura explorar as complexidades inerentes aos relacionamentos familiares entre cônjuges, entre pais e filhos, entre irmãos.

No elenco, além do excelente trabalho apresentado por Isabelle Huppert, uma das divas do cinema francês, merece ser mencionado o ótimo desempenho do ator belga Jérémie Rénier, no papel de Thierry, um dos gêmeos.

CAA