Filmes por gênero

A SEREIA DO MISSISSIPI (1969)

La sirène du Mississipi
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: La mia droga si chiama Julie (Itália)
Mississippi Mermaid (Estados Unidos)
La sirena del Mississippi (Espanha)
Das Geheimnis der falschen Braut (Alemanha)
Syrena z Mississipi (Polônia)
Havfruen fra Mississippi (Noruega)
Den falske brud (Dinamarca)
Сирена 'Миссисипи' (União Soviética)
Pais: França, Itália
Gênero: Crime, Drama, Romance
Direção: François Truffaut
Roteiro: François Truffaut
Produção: François Truffaut, Marcel Berbert
Design Produção: Claude Pignot
Música Original: Antoine Duhamel
Fotografia: Denys Clerval
Edição: Agnès Guillemot
Guarda-Roupa: Yves Saint-Laurent
Maquiagem: Jean-Pierre Eychenne
Efeitos Sonoros: René Levert, Guy Chichignoud
Nota: 8.4
Filme Assistido em: 1970

Elenco

Catherine Deneuve Julie Roussel / Marion Vergano
Jean-Paul Belmondo Louis Mahé
Nelly Borgeaud Berthe
Martine Ferrière Senhoria
Marcel Berbert Jardine
Yves Drouhet Detetive
Michel Bouquet Comolli
Roland Thénot Richard

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Louis Mahé, um milionário proprietário de plantações de tabaco na ilha de Réunion, envolveu-se com Julie Roussel através das colunas de um jornal francês e aguarda sua chegada no navio Mississippi. Ele é cumprimentado por uma jovem que o surpreende por sua beleza e lhe explica que enviou a foto de sua irmã para garantir a sinceridade de suas intenções.

Eles se casam rapidamente, e a adoração de Louis por sua bela esposa faz com que ele desconsidere incongruências com a descrição que Julie fazia, de si mesma, em suas cartas. Um dia, para sua surpresa, ela foge depois de esvaziar suas contas bancárias. Pouco tempo depois, ele conhece a irmã de Julie, Berthe Roussel, que lhe informa que a mulher com quem se casou não era Julie. Juntos, eles contratam um detetive particular, Comolli, para rastrear a impostora e encontrar a irmã de Berthe.

Num avião, a caminho de Nice, Louis de repente adoece. Certo dia, enquanto se recupera em um sanatório, ele vê Julie na televisão, dançando em uma boate de Antibes. Ele viaja até lá e se esconde em seu quarto de hotel, com a intenção de matá-la. Ela não oferece resistência, mas, explicando que seu nome é Marion, ela lhe fala de seu passado, incluindo anos de prisão, e de sua associação com um cruel gângster, Richard.

Richard encontrava-se com ela no Mississippi quando conheceram Julie Roussel e souberam de seu futuro casamento. Na ocasião, ele elaborou um plano para matar Julie e enviá-la em seu lugar para roubá-lo. Em seguida, Richard a forçou a se envolver com o roubo.
Louis, com seu coração de ouro, rapidamente perdoa Marion e eles decidem morar juntos na França com os lucros da plantação.

Em Aix-en-Provence, sua felicidade é interrompida por Comolli, que descobriu o assassino de Julie. Depois de tentar em vão subornar o detetive para que abandonasse o caso, Louis atira nele e o enterra na adega de sua casa. Em seguida, foge com Marion para Lyon, mas ela se torna cada vez mais insatisfeita com sua existência fugitiva e deseja desfrutar de uma vida de luxo em Paris. Para obter fundos, Louis retorna brevemente à Réunion e vende sua parte na plantação, mas ao retornar, ele encontra a polícia em seu rastro.

Mais uma vez, eles são obrigados a fugir, deixando para trás o dinheiro. Sem dinheiro, eles se escondem em uma cabana, nos Alpes franceses, mas Marion se mostra inquieta e irritada. Louis fica cada vez mais doente, e um dia ele percebe que Marion vem administrando quantidades de veneno de rato em seu café. Perto de sofrer um colapso, ele tenta escapar, mas Marion o leva de volta à cabana.

Ele revela seu conhecimento de seu plano e, pedindo-lhe para encher seu copo de café, ele afirma a aceitação de seu destino, sua falta de arrependimentos e seu amor irresistível por ela. Morta de vergonha, ela promete fazer as pazes. Finalmente, quando ele recupera suas forças, os dois deixam a cabana juntos e seguem para a neve.

imagem

Comentários

Escrito e dirigido pelo grande cineasta francês, François Truffaut, “A Sereia do Mississipi” é um ótimo filme produzido pelas empresas francesas “Les Films du Carrosse” e “Les Productions Artistes Associés”, e a italiana “Produzioni Associate Delphos”, em 1969. Sua trama, baseada num livro de William Irish, em alguns momentos lembra o admirável estilo de Hitchcock.

Embora não esteja entre os melhores trabalhos de Truffaut, como “Os Incompreendidos”, “A Noite Americana”, “Jules e Jim”, “A Noiva Estava de Preto”, dentre outros, “A Sereia do Mississipi” ainda é um filme altamente recomendável.

No elenco, Jean-Paul Belmondo e Catherine Deneuve brilham em seus respectivos papéis.

CAA