Filmes por gênero

A PRINCESA E O PIRATA (1944)

The princess and the pirate
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: La princesse et le pirate (França)
Il pirata e la principessa (Itália)
La princesa y el pirata (Espanha)
El cofre del pirata (Argentina)
Das Korsarenschiff (Alemanha)
Prinsessan och piraten (Suécia)
Ksiezniczka i pirat (Polônia)
Принцесса и пират (União Soviética)
Pais: Estados Unidos
Gênero: Comédia, Aventura, Romance
Direção: David Butler
Roteiro: Everett Freeman, Don Hartman, Melville Shavelson
Produção: Samuel Goldwyn, Don Hartman
Música Original: David Rose
Fotografia: Victor Milner, William E. Snyder
Edição: Daniel Mandell
Direção de Arte: Ernst Fegté
Figurino: Mary Grant
Maquiagem: Robert Stephanoff
Efeitos Sonoros: Fred Lau
Efeitos Especiais: Harry Redmond Sr., Harry Redmond Jr., Ray Binger, Clarence Slifer
Nota: 7.8
Filme Assistido em: 1970

Elenco

Virginia Mayo Princesa Margaret
Bob Hope Sylvester, o Grande
Walter Brennan Cabeça-Oca
Walter Slezak La Roche
Victor McLaglen Capitão Barrett / O Gancho
Marc Lawrence Pedro
Adia Kuznetzoff Don José Ramon Sebastian Rurales
Brandon Hurst Sr. Pelly
Tom Kennedy Alonzo
Stanley Andrews Capitão do 'Mary Ann'
Robert Warwick O Rei
Al Bridge Pirata
Al Hill Pirata
Mike Mazurki Pirata
Pat McKee Pirata
Dick Rich Pirata
Betty Alexander Garota Goldwyn
Ruth Caldwell Garota Goldwyn
Loretta Daye Garota Goldwyn
Lillian Molieri Garota Goldwyn
Kay Morley Garota Goldwyn
Betty Thurston Garota Goldwyn
Tom Tyler Tenente
Crane Whitley Soldado

Indicações

Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood, EUA

Oscar de Melhor Direção de Arte - Decoração de Interiores (Ernst Fegté, Howard Bristol)

Oscar de Melhor Trilha Sonora de uma Comédia ou Drama (David Rose)

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

A princesa Margaret está viajando disfarçada para encontrar-se com seu verdadeiro amor, ao invés de se casar com o homem para quem seu pai a havia prometido. Durante a viagem, ela conhece Sylvester, o Grande, um comediante abobalhado que se torna seu amigo. Em alto mar, seu navio é atacado por piratas, comandados pelo Capitão Barrett, mais conhecido como Gancho, que pretende mantê-la em cativeiro para pedir um resgate ao seu pai, o Rei.

Quando, vestido de mulher, Sylvester é ameaçado pelo Capitão Gancho, um dos tripulantes, de nome Cabeça-Oca, implora ao capitão que a deixe sob seus cuidados. Logo em seguida, ao descobrir que se trata de um homem, ele afirma que preparou um bote, com comida para dez dias no mar e, se seguir o curso por ele traçado, vai chegar à ilha de Casarouge.

Continuando, Cabeça-Oca afirma que, ao chegar lá, Sylvestrer deverá procurar seu primo, Pierre Lamonte, a quem deverá entregar o mapa de um tesouro de 15 milhões de coroas, que ele roubara de Gancho. Uma vez em Casarouge, Sylvester, acompanhado de Margaret, descobre que Lamonte se encontra em viagem, de onde retornará em quinze dias.

Em um Bar da pequena ilha, ele e Margaret conseguem se apresentar, ele como comediante e ela como cantora. Na plateia, La Roche, o governador da ilha, manda sequestrá-la e a leva para o palácio. Ao tomar conhecimento do ocorrido, Sylvester procura o governador, que lhe diz que ela é sua refém e que pediu um resgate de um milhão de dobrões, além de cem mil por ele.

Na manhã seguinte, durante o café da manhã, o Capitão Gancho chega ao palácio e comunica ao governador que o mapa do tesouro foi roubado de seu navio e que o ladrão se encontra na ilha. Irritado, La Roche ordena que toda a ilha seja revistada e que aquele que estiver com o mapa seja torturado e enforcado.

Logo depois, Cabeça-Oca chega à ilha, procura Sylvester e resolve tatuar o mapa em seu peito para que possam rasgar o de papel. No dia seguinte, o Capitão Gancho descobre a tatuagem e, ao tentar matar Sylvester, é atingido por uma bala disparada por Cabeça-Oca.

Fazendo-se passar pelo Capitão Gancho, Sylvester embarca em seu navio, juntamente com Margaret, Cabeça-Oca e sua tripulação. Uma vez em alto mar, eles são abordados por um navio que julgam ser de La Roche. No entanto, para surpresa de todos, é o navio do Rei que, após afirmar que o governador é seu prisioneiro, se mostra feliz por reencontrar sua filha, a quem diz que aprendeu que é fútil se opor ao seu desejo e que ela deve se casar com quem achar melhor. Exultando de alegria, Margaret responde que ele não vai se arrepender, pois ela o ama, mesmo sendo um plebeu, um servo humilde de Sua Majestade.

imagem

Comentários

Realizado pelo cineasta David Butler, a partir de um roteiro escrito por Everett Freeman, Don Hartman e Melville Shavelson, “A Princesa e o Pirata” é um filme norte-americano produzido pela Samuel Goldwyn Company em 1944. Sua trama, baseada numa estória de Sy Bartlett, fala de uma princesa que viaja incógnita para encontrar seu futuro marido e, uma vez em alto-mar, o navio em que se encontra é atacado por piratas e ela é feita refém.

Na direção, Butler realiza um bom trabalho, marcado por muita ação, perseguições e tiroteios espetaculares. Merecem, igualmente, registros, a bela trilha sonora, a cargo de David Rose, bem como o figurino assinado por Mary Grant.

No elenco, Bob Hope e Victor McLaglen brilham em seus respectivos papéis, seguidos pelas boas atuações de Virginia Mayo, Walter Brennan e Walter Slezak.

CAA