Filmes por gênero

O PRÍNCIPE ESTUDANTE (1954)

The student prince
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Le prince étudiant (França, Bélgica)
Il principe studente (Itália)
El príncipe estudiante (Espanha)
Alt Heidelberg (Alemanha)
Studentprinsen (Suécia)
Ylioppilasprinssi (Finlândia)
Forår i Heidelberg (Dinamarca)
Ksiaze student (Polônia)
Pais: Estados Unidos
Gênero: Musical
Direção: Richard Thorpe
Roteiro: Sonya Levien, William Ludwig
Produção: Joe Pasternak
Direção Musical: George Stoll
Coreografia: Hermes Pan
Fotografia: Paul Vogel
Edição: Gene Ruggiero
Direção de Arte: Cedric Gibbons, Randall Duell
Figurino: Helen Rose, Walter Plunkett
Guarda-Roupa: Albert Conti, Doris McCoig, Frank Roberts
Maquiagem: William Tuttle
Efeitos Sonoros: Douglas Shearer
Efeitos Especiais: Warren Newcombe
Efeitos Visuais: Matthew Yuricich
Nota: 8.2
Filme Assistido em: 1963

Elenco

Ann Blyth Kathie Ruder
Edmund Purdom Principe Karl Franz
John Ericson Conde Von Asterburg
Louis Calhern Rei Ferdinand de Karlsberg
Edmund Gwenn Prof. Juttner
S.Z. Sakall Joseph Ruder
Betta St. John Princesa Johanna
John Williams Lutz
Evelyn Varden Rainha Mathilda
John Hoyt Primeiro Ministro Von Mark
Richard Anderson Lucas
Mario Lanza Principe Karl
Roger Alan Von Fischtenstein
Chris Warfield Richter
Gilbert Legay Von Buhler
Charles Davis Hubert
John Qualen Prof. Willie Klauber
Betty Farrington Enfermeira
Earl Lee Capelão da Côrte
Gordon Richards Major Domo
Jack Tesler Médico
Ivan Triesault Assistente do Prof. Klauber
Otto Reichow Cozinheiro
Trude Wyler Garçonete
Bess Flowers Mulher no restaurante

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

No palácio real de Karlsburg, o rei Ferdinand aconselha seu neto, o príncipe Karl Franz, tendo em vista seu iminente noivado com a rica princesa Johanna de Nordhausen. O rei observa que, embora seu país seja pobre, sempre sobreviveu porque os homens da família real se casaram bem. Na noite seguinte, Johanna é festejada com um baile, mas ela acha Karl muito formal e frio.

O rei e a mãe de Johanna, a rainha Mathilda, discutem as perspectivas de uma aliança entre seus herdeiros, ocasião em que ela comenta que Karl deve aprender a irradiar calor e charme. O professor de Karl, professor Juttner, é convocado ao palácio no meio da noite e, depois de conversar com o jovem, afirma que uma boa educação se consegue ao conviver com um grupo e recomenda que Karl seja enviado para a Universidade de Heidelberg, onde ele leciona.

Karl viaja no dia seguinte, juntamente com Juttner e o criado real, Lutz. Eles se hospedam em uma pousada de propriedade de Joseph Ruder, onde Karl se sente imediatamente atraído por sua bela sobrinha, Kathie. Quando ele a beija impulsivamente, ela o repreende com raiva. As aulas começam, e o príncipe arrogante se irrita ao ser tratado como todos os outros alunos.

Depois de ser repreendido por Juttner e Kathie, no entanto, Karl resolve se adaptar à vida estudantil e rapidamente descobre que ele gosta dela. Por recomendação de Kathie, ele se junta aos Westphalians, um grupo estudantil formado por plebeus bem-humorados e aprende a consumir quantidades prodigiosas de cerveja. Quando Karl tenta novamente beijar Kathie, ela o derruba, enquanto Lutz assiste horrorizado. O criado real ordena que Ruder envie Kathie para longe, ameaçando consequências terríveis se o incidente for relatado.

O perturbado Ruder vai ao quarto de Kathie, onde a encontra fazendo suas malas, ocasião em que ele lhe diz onde encontrar um emprego em uma cidade vizinha. Na noite seguinte, os estudantes protestam contra a ausência de Kathie, ocasião em que Ruder confia a Karl o nome do restaurante onde ela agora trabalha. Ele, então, vai até lá para lhe pedir desculpas, e ao vê-lo, ela nervosa quebra alguns pratos e perde o emprego. Karl, então, humildemente lhe implora para que ela volte para Heidelberg e declara seus sentimentos por ela.

Agora apaixonados, Karl e Kathie voltam para a pousada de Ruder. Certa noite, ele está bebendo e cantando com os Westphalians quando sua verdadeira identidade é revelada acidentalmente ao imperioso Conde Von Asterburg, que insiste para que o príncipe participe de seu grupo e, quando Karl se recusa a deixar seus amigos, ele o desafia para um duelo. Karl o derrota e quando os dois apertam as mãos como amigos, Kathie fica horrorizada.

Os amantes se reconciliam, e uma noite, ele lhe pede que ela vá embora com ele. Antes de partirem, no entanto, o primeiro-ministro Von Mark chega de Karlsburg com a notícia de que o rei está doente e deseja ver Karl. Depois de prometer à Kathie que voltará para buscá-la, ele retorna ao palácio. Ao vê-lo, o rei anuncia que seu casamento com Johanna deverá ocorrer brevemente, e quando Karl protesta e informa que está apaixonado por Kathie, o rei o lembra de seu dever.

Karl acusa Von Mark de tê-lo enganado, mas o primeiro-ministro confessa que o rei está realmente muito mais doente do que ele imagina. Quando o rei falece, começam os preparativos para o casamento de Karl.

No final, ao viajar para Nordhausen, a fim de se casar com a princesa Johanna, Karl ordena que o trem em que se encontra pare em Heidelberg. Em seguida, ele vai até a pousada de Ruder, onde ele e Kathie carinhosamente dizem adeus.

imagem

Comentários

Realizado pelo cineasta Richard Thorpe, a partir de um roteiro escrito por Sonya Levien e William Ludwig, “O Príncipe Estudante” é um musical norte-americano produzido pela Metro-Goldwyn-Mayer (MGM) em 1954. Sua trama, baseada num livro de Dorothy Donnelly e na peça "Alt Heidelberg" de Wilhelm Meyer-Förster, conta a história de um príncipe da Bavária que se apaixona por uma plebeia.

Na direção, Thorpe realiza um bom trabalho, no que é ajudado pela bela fotografia a cargo de Paul Vogel. Sua trilha sonora, contando com mais de dez maravilhosas canções, delicia os espectadores com as vozes do tenor norte-americano Mario Lanza, que dubla o ator Edmund Purdom, e da atriz e soprano Ann Blyth.

No elenco, Ann Blyth e Edmund Purdom são os grandes destaques, seguidos pelas boas atuações de Louis Calhern, Edmund Gwenn, S.Z. Sakall e John Williams.

CAA