Filmes por gênero

PUNHOS DE OURO (1947)

Killer McCoy
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Mac Coy aux poings d'or (França)
Pugno di ferro (Itália)
Tyrmääjä (Finlândia)
Pais: Estados Unidos
Gênero: Drama
Direção: Roy Rowland
Roteiro: Frederick Hazlitt Brennan
Produção: Sam Zimbalist
Música Original: David Snell
Coreografia: Stanley Donen
Fotografia: Joseph Ruttenberg
Edição: Ralph E. Winters
Direção de Arte: Cedric Gibbons, Eddie Imazu
Efeitos Sonoros: Douglas Shearer, William Edmondson
Nota: 7.6
Filme Assistido em: 1959

Elenco

Mickey Rooney Tommy McCoy / Killer McCoy
Brian Donlevy Jim Caighn
Ann Blyth Sheila Carrson
James Dunn Brian McCoy
Tom Tully Cecil Y. Walsh
Sam Levene Happy
Walter Sande Bill Thorne
Mickey Knox Johnny Martin
James Bell Padre Patrick Ryan
Gloria Holden Sra. Laura McCoy
Eve March Sra. Martin
Larry Cisneros Patsy Cigones
June Storey Annette, garçonete
Douglas Croft Danny Burns
Bob Steele Graves
David Clarke Pete Mariola
Shelley Winters Garçonete
Allen Wood Harry
Cedric Stevens Reporter
Robert Spencer Reporter
Eugene Borden Charles
Margaret Bert Enfermeira
Frank Marlowe Médico

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Tommy McCoy é um jovem que vive em Nova York e vende jornais para ajudar seu pai, Brian, um artista de teatro de variedades desempregado. Na realidade, ele acredita que sua carreira no show business chegou ao fim, até o dia em que o Padre Ryan o convida para se apresentar na Associação de Boxe do bairro. Embora lhe tenham oferecido apenas dez dólares por sua atuação, Brian aceita o convite com prazer e pede a Tommy que participe de um número de canto e dança com ele. No evento, Tommy entra no ringue de boxe, desafia o lutador campeão, Danny Burns, e ganha a luta numa eliminatória.

A proeza de Tommy impressiona o campeão de pesos leves, Johnny Martin, que o convida a aprender mais sobre a luta, juntando-se ao seu torneio de boxe como um animador. Tommy e Brian se tornam bem-sucedidos na estrada, mas a alegria deles é afetada quando Brian recebe a notícia de que sua esposa morreu. Os dois continuam a atuar no show itinerante de Johnny, e sua associação com ele continua até que o lutador campeão se afasta do ringue de boxe. Tommy assume o comando do ringue e torna-se uma sensação do boxe, obtendo uma vitória após outra. Enquanto isso, Brian, que passou a beber exageradamente e a desperdiçar o dinheiro dele e o do filho, acumula uma grande dívida de jogo.

Certo dia, quando Tommy toma conhecimento de que foi indicado para lutar contra Johnny, que está tentando voltar ao mundo do boxe, ele inicialmente se recusa a enfrentá-lo. No entanto, logo depois, ele se vê obrigado a aceitar o desafio como uma tentativa de ganhar dinheiro suficiente para pagar a dívida de jogo de US$ 600 contraída por seu pai para com Jim Caighn. No ringue, o ex-campeão, fora de prática, é morto ao levar um leve soco. Devastado pela morte acidental do amigo, Tommy decide abandonar o boxe. No entanto, ele se vê forçado a continuar, ao descobrir que seu pai havia vendido seu contrato para Caighn. Determinado a ganhar dinheiro suficiente para comprar seu contrato, Tommy concorda em continuar e, quando um romance floresce entre ele e a filha de Caighn, Sheila, ele é advertido para ficar longe dela.

Na véspera da grande luta de Tommy contra Patsy Cigones, Brian, completamente embriagado, diz aos rivais de Caighn que ele administrava secretamente a carreira de Tommy e que todas as suas lutas eram manipuladas. Tendo apostado fortemente no oponente de Tommy, os rivais de Caighn sequestram Sheila, deixando-a como refém, juntamente com Brian, ambos ameaçados fisicamente, a menos que Tommy perca a luta no oitavo round. Quando a luta se aproxima da oitava rodada, Brian supera seus captores e envia Sheila para a arena, a fim de evitar que Tommy ceda às ameaças.

Embora Brian seja morto por seus captores, Sheila chega à arena no meio da oitava rodada, e sua presença faz com que Tommy derrote seu oponente com um belo nocaute. Após a luta, Caighn dá sua benção a Tommy e Sheila para que retomem seu romance.

imagem

Comentários

Realizado pelo cineasta Roy Rowland, a partir de um roteiro escrito por Frederick Hazlitt Brennan, “Punhos de Ouro” é um filme norte-americano produzido pela Metro-Goldwyn-Mayer (MGM) em 1947. Sua trama, baseada numa estória de George Bruce, Thomas Lennon e George Oppenheimer, acompanha a vida de um jovem vendedor de jornais que, para ajudar seu pai, transforma-se em um pugilista. Embora não se trate de um clássico filme sobre o mundo do boxe como, por exemplo, “O Invencível”, com Kirk Douglas, “Punhos de Ouro” não chega a decepcionar.

Partindo de um roteiro bastante simples, a direção de Rowland se mostra apenas razoável, pouco imaginativa. Por outro lado, a fotografia em preto e branco, assinada por Joseph Ruttenberg, é de boa qualidade. No elenco, destacam-se as atuações de James Dunn e Mickey Rooney, seguidas pelas de Brian Donlevy e Sam Levene.

CAA