Filmes por gênero

DESENCONTROS DO AMOR (1990)

The crossing
imagem

Ficha Técnica

Pais: Austrália
Gênero: Drama, Romance
Direção: George Ogilvie
Roteiro: Ranald Allan
Produção: Sue Seeary, Jenny Day
Design Produção: Igor Nay
Música Original: Martin Armiger
Direção Musical: Martin Fabinyi, Derek Williams
Fotografia: Jeff Darling
Edição: Henry Dangar
Direção de Arte: Kim Darby
Figurino: Katie Pye
Guarda-Roupa: Lyn Askew
Efeitos Sonoros: David Lee, Julius Chan, Mark Keating, Phil Heywood
Efeitos Visuais: Roger Cowland
Nota: 7.8
Filme Assistido em: 1992

Elenco

Russell Crowe Johnny
Danielle Spencer Meg
Robert Mammone Sam
Emily Lumbers Jenny
Rodney Bell Shorty
Ben Oxenbould Heavyfoot
Myles Collins Stretch
Marc Aden Gray Nort
Megan Connolly Kathleen
John Blair Billy
Rani Lockland Gail
Ajay Rochester Mandy
Paul Robertson Birdie
George Whaley Sid
Jacquy Phillips Marion
Daphne Grey Jean
Patrick Ward Nev
May Lloyd Peg
Warren Coleman Clag
Maroochy Barambah Frances
Cathren Michalak Hilda
Ross Bombaci Nick
Fred Goldsworthy Keith

Prêmios

Instituto Australiano de Cinema

Prêmio de Melhor Fotografia (Jeff Darling)

Indicações

Instituto Australiano de Cinema

Prêmio de Melhor Ator (Russell Crowe)

Prêmio de Melhor Edição (Henry Dangar)

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

O jovem Sam deixa sua pequena cidade natal, onde tinha uma namorada, Meg, de quem muito gostava, para ir tentar a vida na cidade grande e estudar arte.  Um dos motivos que contribuíram para essa tomada de decisão foi o fato de não ter um bom relacionamento com o pai.

Embora sentindo sua falta, Meg passa a se interessar por um outro jovem do local, Johnny.  Com o passar do tempo, os dois sentem-se cada vez mais apaixonados e chegam a pensar em casamento.  A possibilidade dessa união torna-se ainda mais forte quando o pai de Meg flagra o casal num celeiro em plena relação sexual.  Na manhã seguinte, a mãe da jovem comenta com a filha o flagrante dado pelo pai.  Esta explica-lhe que aquela tinha sido sua primeira vez.

Dezoito meses depois, Sam retorna à pequena cidade, principalmente com a intenção de reatar sua antiga relação com Meg.  Recebido com festa pelos velhos amigos, inclusive por Johnny, Sam muda um pouco seu comportamento ao saber que este está tendo um caso com sua antiga namorada.

Quando a cidadezinha se reúne para assistir a uma parada em comemoração ao Dia do Soldado, Sam encontra-se com Meg, ocasião em que lhe confessa que voltou apenas por ela.  Apanhada de surpresa, a jovem sai correndo até encontrar-se com Johnny.  Num segundo encontro entre Meg e Sam, este volta a insistir em levá-la consigo, alegando que sua vida na cidade grande não tem sentido sem ela a seu lado.  Ela lhe diz que tal idéia não vai dar certo, além do fato de se encontrar comprometida com Johnny.

Meg e Johnny discutem por causa de Sam, e este termina ameaçando acabar com tudo e ir embora.  Por outro lado, Sam parte mas, depois de viajar alguns quilômetros, retorna para se despedir de Meg.  Ele a encontra num baile da cidade e, ao tirá-la para dançar, a beija.  Nesse instante, Johnny entre no local e vê os dois juntos, saindo em seguida fora de si.  Meg corre ao seu encontro, alcançando-o no momento em que ele está entrando em sua caminhoneta.  Os dois partem juntos, ocasião em que, percebendo que ele se acha embriagado, pede por tudo para que pare o veículo antes que ocorra uma tragédia.  Ele não a houve e acelera ainda mais a caminhoneta.

Igualmente em alta velocidade, Sam os persegue.  Seguem-se momentos de tensão nos quais Meg continua a implorar para que Johnny pare o veículo, até que, inesperadamente, o carro de Sam é apanhado por um trem, matando-o.  Chorando, Johnny pega o velho amigo no colo.  Algum tempo depois, agora servindo ao exército, ele leva flores ao túmulo de Sam.  Enquanto se encontra lá, orando por sua alma, Meg chega trazendo também um ramalhete de flores.

imagem

Comentários

"Desencontros do Amor" é um bom filme australiano.  Realizado pelo cineasta George Ogilvie, sua trama gira em torno de triângulo amoroso formado por três amigos, embora não chegue a consumar qualquer traição por parte de nenhum deles.

Ogilvie apresenta uma direção inteligente e sensível, partindo de um roteiro simples e contando com o bom desempenho dos atores principais, bem como, com a ótima fotografia do também australiano, Jeff Darling. 

Com relação ao neozelandês Russell Crowe, "Desencontros do Amor" representa o 2º filme de sua carreira e o 1º em que atua como ator principal, aos 26 anos.  Tendo conhecido a atriz Danielle Spencer, seis anos mais nova que ele, durante a rodagem desse filme, os dois viriam a se casar em 2003, tendo em 2007 dois filhos.

CAA