Filmes por gênero

PAIXÃO PROIBIDA (1996)

Jude
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Jude (França, Espanha, Portugal)
Jude: Corazones atormentados (Argentina)
Herzen in Aufruhr (Alemanha)
Jude - kivenhakkaajan rakkaus (Finlândia)
Lidércfény (Hungria)
Wiezy milosci (Polônia)
Джуд (Rússia)
Pais: Reino Unido
Gênero: Drama, Romance
Direção: Michael Winterbottom
Roteiro: Hossein Amini
Produção: Andrew Eaton
Design Produção: Joseph Bennett
Música Original: Adrian Johnston
Fotografia: Eduardo Serra
Edição: Trevor Waite
Direção de Arte: Andrew Rothschild
Figurino: Janty Yates
Guarda-Roupa: Deb Brown, Christian Motta, Amanda Trewin, Dougie Hawkes
Maquiagem: Mel Gibson, Amanda Warburton
Efeitos Sonoros: Kant Pan, Martin Trevis, Rupert Miles, Jeremy Child
Efeitos Especiais: John Markwell
Efeitos Visuais: Alison O'Brien, D. Michelson, Pete Hanson, Tim Wellspring
Nota: 8.2
Filme Assistido em: 1997

Elenco

Kate Winslet Sue Bridehead
Christopher Eccleston Jude Fawley
Liam Cunningham Phillotson
Rachel Griffiths Arabella
June Whitfield Tia Drusilla
Ross Colvin Turnbull O pequeno Jude
Berwick Kaler Fazendeiro
James Daley Jude, como garoto
Caitlin Bossley Anny
Emma Turner Sarah
James Nesbitt Tio Joe
Amanda Ryan Vendedora cigana
Mark Lambert Taylor
Paul Bown Tio Jim
Vernon Dobtcheff Curador
Paul Copley Sr. Willis
Ken Jones Sr. Biles
Roger Ashton-Griffiths Leiloeiro
Dexter Fletcher Padre
Adrian Bower Blacksmith
Moray Hunter Político
Allan McGuinness Estudante

Prêmios

Prêmios Camerimage, Lodz, Polônia

Prêmio Silver Frog (Eduardo Serra)

Festival Internacional de Cinema de Chicago

Prêmio Silver Hugo de Melhor Ator (Christopher Eccleston)

Festival do Cinema Britânico de Dinard, França

Prêmio Golden Hitchcock (Michael Winterbottom)

Festival Internacional de Cinema de Edimburgo, Escócia

Prêmio de Melhor Longa-Metragem Britânico (Michael Winterbottom)

Indicações

Prêmios Camerimage, Lodz, Polônia

Prêmio Golden Frog (Eduardo Serra)

Sindicato dos Jornalistas Críticos de Cinema, Itália

Prêmio Fita de Prata Européia (Michael Winterbottom)

Festival Internacional de Karlovy Vary, República Tcheca

Prêmio Globo de Cristal (Michael Winterbottom)

Prêmios Satellite, Los Angeles

Prêmio Golden Satellite de Melhor Ator em um Drama (Christopher Eccleston)

Prêmio Golden Satellite de Melhor Roteiro Adaptado (Hossein Amini)

Festival Internacional de Cinema de Tóquio, Japão

Grand Prix de Tóquio (Michael Winterbottom)

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

No período vitoriano, Jude Fawley é um homem de classe baixa, jovem, que sonha com uma educação universitária. As circunstâncias conspiram contra ele, que se vê forçado a aceitar um trabalho como pedreiro e um casamento infeliz com uma jovem do campo, Arabella.

Ele permanece fiel ao seu sonho e, meses mais tarde, após a partida repentina de sua esposa, ele se dirige para a cidade. Acreditando que a educação deve estar disponível para todos, ele se mostra disposto a trabalhar duro. Lá, ele encontra sua prima, Sue Bridehead, que é bonita e inteligente, e compartilha seu desdém pela convenção. No entanto, enquanto ele se mostra encantado por ela, Sue decide se casar com Phillotson, um antigo professor de Jude, depois que este confessa ser casado com Arabella.

O casamento de Sue e Phillotson não é um sucesso, devido ao fato dela se recusar a entregar-se sexual ou romanticamente ao marido. Depois de algum tempo, ela deixa Phillotson para se juntar a Jude, no que acaba por passar a ter uma vida difícil, deslocando-se de um lugar para outro, na medida em que ele pega trabalhos ocasionais como pedreiro.

Os dois, apaixonados, seguem juntos e, ao longo de anos, Sue dá à luz a dois filhos. Agnóstica e independente, ela se recusa a legalizar sua união. Por outro lado, Jude descobre que Arabella teve um filho, a quem deu o nome de Jude. O menino vem viver com o pai, Sue e seus meios-irmãos.

O casal não consegue alugar um melhor imóvel porque a relação deles, sem um casamento formal, é considerada escandalosa. Sue comenta com o pequeno Jude que a família não pode ficar muito tempo na atual moradia porque há muitas pessoas. No dia seguinte, ao voltarem para casa, Sue e Jude descobrem que o pequeno Jude matou seus meios-irmãos e, em seguida, cometeu suicídio, enforcando-se.

Como consequência, o casal cai em uma profunda depressão. Em seguida, abraçando uma religião que anteriormente rejeitava, Sue passa a acreditar que Deus puniu o casal por eles não serem formalmente casados. Em seguida, ela volta para Phillotson, embora o ache sexualmente repugnante, por ser seu verdadeiro marido diante de Deus.

Um ano após a morte de seus filhos, Jude e Sue casualmente se encontram ao visitarem seus túmulos. Ambos se mostram infelizes. Na ocasião, ele exige que ela lhe diga se ainda o ama, ao que ela responde: “Você sempre soube”. Depois de um beijo apaixonado, ela se retira para voltar para Phillotson.

Enquanto ela se afasta, Jude grita: “Nós somos marido e mulher, se alguma vez duas pessoas foram nesta terra!"

imagem

Comentários

Realizado pelo cineasta britânico Michael Winterbottom, a partir de um roteiro escrito pelo iraniano Hossein Amini, “Paixão Proibida” é um bom filme do final do século XX. Sua trama, baseada no livro de Thomas Hardy, “Jude, the Obscure”, gerou um escândalo na Inglaterra Victoriana por conta de suas posições em relação ao casamento e à religião.

Na direção, Winterbottom realiza um bom trabalho, marcado por um ritmo linear e bons enquadramentos. O roteiro, por outro lado, caracteriza-se por seus inteligentes diálogos.

No elenco, destacam-se as atuações dos atores Christopher Eccleston e Kate Winslet, esta basicamente em início de carreira com apenas 20 anos.

CAA