Filmes por gênero

O ÓLEO DE LORENZO (1992)

Lorenzo's oil
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Acto de amor (Portugal)
Lorenzo (França, Romênia)
L'olio di Lorenzo (Itália)
L'huile de Lorenzo (Canadá)
Un milagro para Lorenzo (Argentina, México, Peru, Venezuela)
El aceite de la vida (Espanha)
Lorenzos Öl (Austria, Alemanha)
Lorenzos olja (Suécia)
Масло Лоренцо (Rússia)
Pais: Estados Unidos
Gênero: Drama
Direção: George Miller
Roteiro: George Miller, Nick Enright
Produção: Doug Mitchell, George Miller
Design Produção: Kristi Zea
Direção Musical: Christine Woodruff
Fotografia: John Seale
Edição: Richard Francis-Bruce, Marcus D'Arcy
Direção de Arte: Dennis Bradford
Figurino: Colleen Atwood
Guarda-Roupa: Linda Matthews, David Davenport, Kathleen Gerlach
Maquiagem: Fabrizio Sforza, Suzanne Belcher, David Forrest, Fiona Musselwhite
Efeitos Sonoros: Ben Osmo, Lee Smith, Ian McLoughlin e outros
Efeitos Especiais: John D. Milinac, Steve Fink
Efeitos Visuais: Craig Barron, Randy Jonsson, Krystyna Demkowicz
Nota: 8.3
Filme Assistido em: 1993

Elenco

Nick Nolte Augusto Odone
Susan Sarandon Michaela Odone
Peter Ustinov Professor Nikolais
Kathleen Wilhoite Deirdre Murphy
Gerry Bamman Dr. Judalon
Margo Martindale Wendy Gimble
James Rebhorn Ellard Muscatine
Ann Hearn Loretta Muscatine
Maduka Steady Omuori
Mary Wakio Professora
Don Suddaby Don Suddaby
Colin Ward Jake Gimble
LaTanya Richardson Enfermeira Ruth
Jennifer Dundas Enfermeira Nancy Jo
William Cameron Pellerman
Becky Ann Baker Secretária de Pellerman
David Shiner Palhaço
Ann Dowd Pediatra
Peter Mackenzie Médico
Paul Lazar Professor Duncan
Laura Linney Jovem professora
Michael O'Neill Psicólogo
William Thunhurst Jr. Otorrino
David McFadden Padre Killian
Noah Banks Lorenzo Odone
Michael Haider Lorenzo Odone
Billy Amman Lorenzo Odone
Zack O'Malley Greenburg Lorenzo Odone

Indicações

Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood, EUA

Oscar de Melhor Atriz (Susan Sarandon)

Oscar de Melhor Roteiro Original (George Miller, Nick Enright)

Prêmios Globo de Ouro, EUA

Prêmio de Melhor Atriz em um Drama (Susan Sarandon)

Associação dos Críticos de Cinema de Chicago

Prêmio de Melhor Atriz (Susan Sarandon)

Sociedade Nacional dos Críticos de Cinema dos Estados Unidos

Prêmio de Melhor Atriz (Susan Sarandon)

Círculo dos Críticos de Cinema de Nova York, EUA

Prêmio de Melhor Atriz (Susan Sarandon)

Grêmio dos Roteiristas da América

Prêmio de Melhor Roteiro escrito diretamente para o cinema (George Miller, Nick Enright)

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Lorenzo levava uma vida normal até os seis anos de idade, quando passou a ter diversos problemas. O diagnóstico foi de adrenoleucodistrofia (ALD), uma doença degenerativa extremamente rara e incurável, em que ocorre o desgaste da mielina (presente no neurônio), provocado pelo acúmulo de gorduras saturadas. O paciente morre em, no máximo, dois anos. Os médicos não sabiam como tratá-lo, e havia pouca pesquisa sobre a doença. Os pais do menino não se conformaram com o fracasso dos médicos e com a falta de medicamentos para a doença. Assim, decidiram estudar e pesquisar sozinhos, na esperança de descobrir algo que pudesse deter o avanço da doença, de caráter hereditário, transmitida geneticamente pela mãe.

Augusto e Michaela tiveram que deixar o filho à mercê das pesquisas e testes dos médicos, como uma cobaia. Também se envolveram com uma ONG de pais com filhos portadores de ALD, que mais se preocupavam em como lidar com a doença e em aceitá-la do que procurar a cura. O excesso de ácido graxo destruía o cérebro e, consequentemente, suas funções, e os músculos da criança se atrofiavam. Lorenzo foi submetido a uma dieta em que foi eliminado todo tipo de gordura que pudesse levar à formação de cadeias longas de ácidos graxos, como C24 e C26. A dieta, sugerida pelos médicos, só fez Lorenzo piorar, pois seus índices de ácidos graxos aumentaram. Seus pais resolveram então procurar, eles mesmos, a cura e foram estudar a doença. Arrecadaram fundos para organizar um simpósio.

Afinal descobriram o erro da dieta: quando o organismo não recebe ácidos graxos da alimentação, ele os produz sozinho, através da biossíntese. Então resolveram manipular um óleo (um extrato de ácidos de azeites de oliva e de colza), que enganasse o organismo. Esse óleo não era a cura, mas tornava mais lenta a evolução da doença.

É importante lembrar que temos uma organela nas células, chamada peroxissomo, responsável pela eliminação do excesso de ácido graxo. Como Lorenzo tinha uma falha genética de uma enzima responsável pela absorção de ácido graxo nessa organela, ele o acumulava no sangue. Com o uso do óleo, Lorenzo não voltou ao estado normal, mas impediu a evolução da doença e, através de tratamentos, conseguiu uma grande melhoria.

imagem

Comentários

Realizado pelo cineasta  George Miller, “O Óleo de Lorenzo” é um filme americano do início dos anos 1990. Baseado numa história real, sua trama acompanha a luta de um casal a partir do momento em que seu filho, Lorenzo, começa a apresentar hiperatividade, surdez, desequilíbrio e vários outros sintomas.

A partir de um roteiro muito bem estruturado, Miller nos brinda com um belo trabalho de direção, no que é ajudado pelos principais atores, com destaque para a magnífica atuação de Susan Sarandon.

CAA