Filmes por gênero

NUNCA TE AMEI (1994)

The Browning version
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: A versão Browning (Portugal)
Les leçons de la vie (França)
I ricordi di Abbey (Itália)
La versión Browning (Espanha)
Una lección de vida (Argentina)
Skuggan av en man (Suécia)
Livets skole (Dinamarca)
Wersja Browninga (Polônia)
Версия Браунинга (Rússia)
Pais: Reino Unido
Gênero: Drama
Direção: Mike Figgis
Roteiro: Ronald Harwood
Produção: Ridley Scott, Mimi Polk Gitlin
Design Produção: John Beard
Música Original: Mark Isham
Direção Musical: Ken Kugler, Liz Schrek
Fotografia: Jean-François Robin
Edição: Hervé Schneid
Direção de Arte: Lucy Richardson
Figurino: Fotini Dimou
Guarda-Roupa: Patrick Wheatley, Jenny Bryant, Ros Ward, R. Turner e outros
Maquiagem: Tricia Cameron, Alan Boyle, Heather Jones, Lesley Rouvray
Efeitos Sonoros: Martin Evans, Chris Munro, Colin Wood e outros
Nota: 8.3
Filme Assistido em: 1995

Elenco

Albert Finney Andrew Crocker-Harris
Greta Scacchi Laura Crocker-Harris
Matthew Modine Frank Hunter
Julian Sands Tom Gilbert
Michael Gambon Dr. Frobisher
Ben Silverstone Taplow
Jim Sturgess Bryant
Joseph Beattie Wilson
Mark Bolton Grantham
Tom Havelock Laughton
Walter Micklethwait Buller
Jotham Annan Príncipe Abakendi
David Lever David Fletcher
Bruce Myers Dr. Rafferty
Maryam d'Abo Diana
Heathcote Williams Dr. Lake
Jeff Nuttall Lord Baxter
Dinah Stabb Jane Frobisher
Belinda Low Rowena Baxter
Stephen Mitchelson Newton
George Harris Adakendi Senior
Mark Long Foster

Prêmios

Sociedade dos Críticos de Cinema de Boston

Prêmio de Melhor Ator (Albert Finney)

Indicações

Academia Britânica de Cinema e Televisão, Inglaterra

Prêmio de Melhor Roteiro Adaptado (Ronald Harwood )

Festival Internacional de Cannes, França

Prêmio Palma de Ouro (Mike Figgis)

Prêmios Camerimage, Lodz, Polônia

Prêmio Golden Frog (Jean-François Robin)

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Andrew Crocker-Harris é um veterano professor de grego e latim em uma escola pública britânica. Após quase 20 anos de serviço, ele está sendo forçado a se aposentar sob o pretexto de estar com problemas de saúde.

Ele é odiado ou ignorado pelos outros professores, enquanto seus alunos temem sua implacável disciplina e odeiam seus ditatoriais métodos de ensino. Sua esposa, mais jovem, Laura, a quem ele sexualmente e emocionalmente negligencia, lhe é infiel, tendo um caso com Frank, um jovem professor de ciências altamente popular entre os alunos.

Em sua aula final, Andrew, enquanto lê uma peça grega, finalmente mostra uma genuína paixão pela matéria, dando uma idéia do professor que poderia ter sido. Taplow, um de seus alunos de latim, sentindo sua tristeza e solidão, o procura para dizer-lhe quanto ele foi importante para os alunos, ocasião em que lhe presenteia com um raro exemplar de uma edição traduzida da tragédia “Agamenon” de Ésquilo.

Tocado por esse gesto de Taplow, Andrew se sente melhor em relação à sua auto-estima. Por outro lado, Frank se sente culpado e termina seu relacionamento com Laura. No entanto, pouco antes de Andrew pronunciar seu discurso de despedida, Laura lhe comunica que o casamento deles chegou ao fim e que ela pretende abandoná-lo.

A direção da escola pede que Andrew discurse antes de um jovem professor, mais popular, que também está deixando o magistério para perseguir uma carreira como jogador de cricket. O discurso de Andrew é altamente emocional e revelador, pedindo desculpas por seus fracassos, tanto como professor quanto como pessoa. Comovidos com suas palavras, todos os presentes o aplaudem demoradamente.

Num gesto de despedida e gratidão, Andrew comunica a Taplow que conseguiu para ele um lugar na turma de ciências do professor Frank, como ele tanto desejava. Por outro lado, Laura passa a ver o marido com outros olhos e os dois se reconciliam.

imagem

Comentários

Baseado numa peça de Terence Rattigan e realizado pelo cineasta britânico Mike Figgis, a partir do roteiro escrito por Ronald Harwood, “Nunca te Amei” é um bom filme de meados dos anos 1990. Sua trama gira em torno de um professor universitário severo que, ao chegar o dia de sua aposentadoria, não é reconhecido por ninguém, a não ser por um jovem aluno que lhe oferece um inestimável presente.

Na direção, Figgis realiza um ótimo trabalho ao manter um bom ritmo ao longo de toda a projeção. O filme conta, ainda, com a bela fotografia do francês Jean-François Robin e com a segura atuação do ator Albert Finney no papel principal.

CAA