Filmes por gênero

O ANJO ASSASSINO (1990)

Miami Blues
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Balada de Miami (Portugal)
Le flic de Miami (França, Bélgica)
Peligro en Miami (Argentina, Peru)
Майами Блюз (União Soviética)
Pais: Estados Unidos
Gênero: Crime, Drama, Suspense
Direção: George Armitage
Roteiro: George Armitage
Produção: Jonathan Demme, Gary Goetzman, William Horberg
Design Produção: Maher Ahmad
Música Original: Gary Chang
Direção Musical: Sharon Boyle
Fotografia: Tak Fujimoto
Edição: Craig McKay
Figurino: Eugenie Bafaloukos
Guarda-Roupa: Esther Robinson, Robert Musco
Maquiagem: Carl Fullerton, Neal Martz
Efeitos Sonoros: Dan Sable, Michael R. Tromer, Tom Fleischman e outros
Efeitos Especiais: Kevin Harris, Bob Cooper
Nota: 7.3
Filme Assistido em: 1991

Elenco

Alec Baldwin Frederick Frenger Jr.
Jennifer Jason Leigh Susie Waggoner
Cecilia Pérez-Cervera Aeromoça
Georgie Cranford Garoto no Aeroporto de Miami
Edward Saxon Krishna Ravindra, no Aeroporto de Miami
José Pérez Pablo
Obba Babatundé Blink Willie, informante
Fred Ward Sargento Hoke Moseley
Charles Napier Sargento Bill Henderson
Paul Gleason Sargento Frank Lackley
Matt Ingersoll Hare Krishna de luto
Raphael Rey Gomez Batedor de carteiras
Jack G. Spirtos Vitima do batedor de carteira
Tony Paris Cúmplice do batedor de carteira
Wendy Thorlakson Caixa da Loja de Brinquedos
William Taylor Anderson Jr. Negociante de crack
Gary Goetzman Recepcionista do Hotel
Martine Beswick Noira, garçonete
Kenneth Utt Krishna Ramba
Kerrie Clark Prostituta na rua
Nora Dunn Ellita Sanchez
Maureen Fitzgibbon Garçonete no Big Fish
Bobo Lewis Edna Damrosch
Shirley Stoler Edie Wulgemuth
Vic Hunter Bookie

Prêmios

Sociedade dos Críticos de Cinema de Boston

Prêmio de Melhor Atriz Coadjuvante (Jennifer Jason Leigh)

Círculo dos Críticos de Cinema de Nova York, EUA

Prêmio de Melhor Atriz Coadjuvante (Jennifer Jason Leigh)

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Frederick Frenger Jr. é um violento psicopata recentemente libertado de uma penitenciária da Califórnia. Atraente e de fala macia, ele decide iniciar uma nova vida de crimes em Miami. Logo ao desembarcar na cidade, ele rouba a bagagem de um Hare Krishna e o mata em seguida.

Ao se hospedar num hotel, telefona para Susie Waggoner, uma ingênua ex-prostituta que estuda num colégio da comunidade. Eles se tornam romanticamente envolvidos e passam a morar juntos, com a jovem fazendo mil e uma fantasias de viverem juntos para sempre. Ela evidentemente desconhece as atividades criminosas do parceiro.

A investigação do assassinato do Hare Krishna leva o Sargento Hoke Moseley a bater à porta deles. Por sugestão de Susie, o policial participa do jantar por ela preparado, aproveitando a oportunidade para fazer com que Frederick entenda que ele está de olho nele. Suspeitando que se trata de um ex-presidiário, Moseley quer que ele passe na Delegacia de Polícia para um reconhecimento.

Sendo um criminoso proativo, Frederick assalta a casa de Moseley naquela mesma noite, roubando a arma, o distintivo e a dentadura do policial. Em seguida, passa a usar o distintivo, a exigir subornos como recompensa por intervir em roubos, com o único intuito de ficar com o saque para si mesmo.

Certo dia, ao presenciar um assalto à mão armada em um mercado, ele intervém e, em seguida, dá uma verdadeira lição de moral ao assaltante, falando-lhe sobre como evitar uma vida de crimes.

Por outro lado, Moseley rastreia o casal através de uma conta aberta em nome de Susie. Ele finge encontrá-la por acaso em um supermercado, onde trocam receitas. Depois que ela mente ao dizer-lhe que se separou de Frederick, o policial a adverte ao afirmar que o amante dela é um assassino que se acha na mira da polícia.

Ao voltar para casa, a fim de testar se Frederick vai ou não mentir para ela, Susie estraga deliberadamente uma torta ao adicionar uma enorme quantidade de vinagre ao prato. Para seu desapontamento, ele a cumprimenta pela deliciosa sobremesa e a come até o fim.

No dia seguinte, Frederick pede à Susie que dirija para ele durante o período em que estiver fazendo uma série de contatos. Logo na primeira parada, uma loja de penhores, ao sentir que se trata de um assalto, o proprietário o enfrenta, decepando vários de seus dedos antes de ser por ele assassinado.

Gravemente ferido, Frederick consegue chegar com dificuldade até o carro. Ao perceber o que ele acabara de fazer, Susie foge horrorizada. Por outro lado, Moseley o persegue até sua casa, onde atira e o mata. Finalmente, quando Susie volta para casa, o policial lhe pergunta por que ela ficou tanto tempo com ele. Ela lhe explica que Frederick comia tudo o que ela cozinhava, sem reclamar nem bater nela.

imagem

Comentários

Escrito e dirigido pelo cineasta George Armitage, “O Anjo Assassino” é um razoável filme do cinema americano. Sua trama, baseada num best-seller do escritor Charles Willerford, conta a história de um psicopata americano que, ao ser libertado de uma prisão californiana, decide retomar sua vida de fora-da-lei na cidade de Miami. A história lembrou-me, por um momento, a vivida pelo ator Jean-Paul Belmondo no filme “Acossado” de Jean-Luc Godard. A comparação fica por aqui, pois este filme não dá para ser colocado numa mesma balança, ao lado de um dos grandes marcos da “nouvelle vague” francesa.

Na direção, Armitage apresenta-nos um trabalho razoavelmente bom, apesar de seu fraco roteiro. A fotografia, assinada por Raoul Coutard, mostra-se de boa qualidade.

No elenco, apesar de não ser um grande astro de Hollywood, o maior destaque fica por conta do ator Alec Baldwin, com uma excepcional atuação.

CAA