Filmes por gênero

ROSAS DA SEDUÇÃO (1996)

Bed of roses
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Um mundo de rosas (Portugal)
Pluie de roses sur Manhattan (França)
Il pleut des roses sur Manhattan (Canadá)
Mil ramos de rosas (Espanha)
Días de amor y rosas (Argentina)
Amare è (Itália)
Das Rosenbett (Alemanha)
En bädd av rosor (Suécia)
Постель из роз (Rússia)
Pais: Estados Unidos
Gênero: Drama, Romance
Direção: Michael Goldenberg
Roteiro: Michael Goldenberg
Produção: Allan Mindel, Denise Shaw
Design Produção: Stephen McCabe
Música Original: Michael Convertino
Direção Musical: Artie Kane
Fotografia: Adam Kimmel
Edição: Jane Kurson
Direção de Arte: Jefferson Sage
Figurino: Cynthia Flynt
Guarda-Roupa: Irene Ferrari, Lisa Frucht, Deirdre N. Williams, Daniel Adkins
Maquiagem: Sharon Ilson, Kymbra Callaghan
Efeitos Sonoros: Steven Brimmer, Dane Davis, Dana Austin, Danny Michael
Efeitos Visuais: Mindy Minkow
Nota: 7.4
Filme Assistido em: 1997

Elenco

Christian Slater Lewis Farrell
Mary Stuart Masterson Lisa Walker
Pamela Segall Kim
Josh Brolin Danny
Brian Tarantina Randy
Debra Monk Mãe de Lewis
Mary Alice Alice
Kenneth Cranham Simon
Ally Walker Wendy
Michael Haley Pai de Lewis
Cass Morgan Tia Meg
Gina Torres Francine
Nick Tate Bayard
Victor Sierra Jimmy
Michael Mantell Sam
Zachary Chaltiel Jason
Claire Jacobs Secretária de Lisa
Desirée Casado Amelia
Aldis Hodge Príncipe
S. A. Griffin Stanley
Jessica Brooks Grant Rainha
Jonathan Nocera Rei
Leah Pepper Sara
S.A. Griffin Stanley
Andrea Leigh Jan
Jamie Harrold Marc
Al Cerullo Piloto do Helicóptero

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Lisa Walker é uma jovem e 'workaholic' executiva, sem tempo para se dedicar à sua vida privada.  Solitária, só tem em Kim, sua melhor amiga, uma pessoa com quem pode dividir seus problemas, suas confidências.

Lewis Farrell vem de uma família muito bem estruturada, mas após perder a mulher e o filho, quando do parto, deixou suas atividades em Wall Street e passou a se dedicar à sua floricultura.  Seu prazer é entregar flores aos seus clientes, pois se delicia com as expressões de felicidade daqueles que recebem seus bem preparador arranjos florais.

Um dia, Lisa recebe a notícia de que Stanley, seu pai adotivo, morrera na Filadélfia. Quando Lewis passa por sua rua, ele a vê chorando em sua janela.  Comovido e sem entender o por que, envia-lhe, anonimamente, um arranjo de rosas.

A fim de saber o nome do remetente, ela vai à floricultura onde, pressionado, ele admite a verdade.  Na oportunidade, ele a convida a passar todo o dia com ele a entregar flores, só para observar as faces felizes de quem as recebe.

Em pouco tempo, os dois estão dormindo juntos.  Na semana do Natal, Lewis prepara tudo para viajar com Lisa até a casa dos pais, onde pretende apresentá-la à família.  Na véspera da viagem, ela lhe diz que não vai poder acompanhá-lo por motivos profissionais, mas na realidade ela não sabe como explicar seu passado sem família.  Quando ele demonstra já ter descoberto alguma coisa a seu respeito, ela finalmente lhe conta que não sabe nem em que dia faz aniversário.  Continuando, explica-lhe que fora encontrada no Aeroporto de Pittsburgh quando tinha apenas três meses de idade, sendo encaminhada a um orfanato.  Dada em adoção a um casal, sua mãe adotiva morreu logo a seguir.  Seu pai adotivo bebia muito e, ainda na infância, foi por ele molestada.

No dia seguinte, após assistir a uma representação infantil organizada por Kim, Lisa resolve acompanhá-lo em sua viagem.  Ao chegar à casa dos pais de Lewis, ela é muitíssimo bem recebida por todos.  Em meio às comemorações do Natal, mais precisamente na hora da troca de presentes, Lewis lhe oferece um anel de noivado, o que a deixa transtornada, por se sentir pressionada a assumir o compromisso.

Após devolver o anel, os dois retornam à Nova York, onde rompem o relacionamento.  Três meses depois, conversando com Kim, Lisa confessa-lhe que nunca conseguiu esquecer Lewis.  Incentivada pela amiga, ela o procura, a quem pede uma segunda chance.

imagem

Comentários

Embora não seja nada excepcional, podemos dizer que "Rosas da Sedução" é um bom filme do gênero romântico.  Escrito e dirigido por Michael Goldenberg, o filme mostra as dificuldades de dois jovens assumirem um relacionamento amoroso, depois de terem passado por traumas que deixaram suas marcas.  O problema é mais complicado para a personagem Lisa que, basicamente sozinha no mundo, direciona todas as suas energias para sua vida profissional.

Assim, umas das principais mensagens deixadas pelo filme procura mostrar a importância da família e como os traumas da infância podem afetar o comportamento da pessoa adulta.

O maior problema de "Rosas da Sedução" reside em seu roteiro, já que os personagens poderiam ter sido melhor desenvolvidos.  A trama segue o esperado padrão de um romance convencional:  duas pessoas se encontram, apaixonam-se, surgem complicações, rompem o relacionamento para, ao final, se reconciliarem com força total.

No elenco, embora não se achem em seus melhores momentos, Christian Slater e Mary Stuart Masterson se saem bem.  Pamela Segall, no papel da melhor amiga de Lisa, faz um bom trabalho, embora seu tempo de tela seja curto.

CAA