Filmes por gênero

A PEQUENA LILI (2003)

La petite Lili
imagem imagem imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Little Lili (US, UK)
Die kleine Lili (Alemanha)
La pequeña Lili (Argentina)
Pais: França, Canadá
Gênero: Drama
Direção: Claude Miller
Roteiro: Claude Miller, Julien Boivent
Produção: Annie Miller
Design Produção: Jean-Pierre Kohut-Svelko
Fotografia: Gérard de Battista
Edição: Véronique Lange
Figurino: Jacqueline Bouchard, Christel Birot
Guarda-Roupa: Anne Bastien
Maquiagem: John Nollet, Véronique Boitout, Marie Luiset
Efeitos Sonoros: Antoine Morin, Raymond Vermette, Hans Peter Strobl e outros
Efeitos Visuais: François Vagnon, Luc Augereau, Justine Gasquet
Nota: 7.1
Filme Assistido em: 2007

Elenco

Ludivine Sagnier Emilie Novacki 'Lili'
Nicole Garcia Madeleine 'Mado' Marceaux
Bernard Giraudeau Brice
Robinson Stévenin Julien Marceaux
Jean-Pierre Marielle Simon Marceaux
Julie Depardieu Jeanne-Marie
Yves Jacques Dr. Serge
Michel Piccoli Ator que faz o papel de Simon
Anne Le Ny Léone
Marc Betton Guy
Louise Boisvert Atriz que faz o papel de Léone
Mathieu Grondin Ator que faz o papel de Julien
Charles Senard Assistente de Julien

Prêmios

Prêmios César - Academia das Artes do Cinema, França

César de Melhor Atriz Coadjuvante (Julie Depardieu)

César de Melhor Revelação Feminina (Julie Depardieu)

Indicações

Festival Internacional de Cannes, França

Prêmio Palma de Ouro (Claude Miller)

Prêmios César - Academia das Artes do Cinema, França

César de Melhor Direção (Claude Miller)

César de Melhor Ator Coadjuvante (Jean-Pierre Marielle)

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Em companhia de seu filho Julien, de seu irmão Simon e de seu amante Brice, um cineasta consagrado, Mado, uma famosa atriz francesa, passa suas férias de verão em sua casa de campo situada no litoral da Bretanha.  Com o filho, ela mantém uma relação conturbada.

Julien sonha em se tornar um grande cineasta, a fim de poder realizar um filme que se preocupe mais com o conteúdo do que com os interesses comerciais e de bilheteria, comumente vistos nos últimos tempos.  No momento, acaba de concluir seu primeiro curta-metragem, tendo Lili como personagem central.  Lili é uma bela jovem da região, por quem Julien é apaixonado, que pretende se tornar uma grande atriz de cinema.  Na realidade, ela nutre um certo carinho por Julien, mas acha-se fascinada por Brice que, por sua vez, não parece indiferente ao seu charme gracioso.

Para mostrar, em primeira mão, esse seu primeiro trabalho, além de sua mãe, de seu tio e de Brice, Julien convida as demais pessoas que se encontram presentes num certo final de semana, ou seja, a governanta com seu marido e sua filha Jeanne-Marie, Dr. Serge, médico da família, e sua adorada Lili.  A projeção é interrompida ao ocorrer um desentendimento entre Mado e seu filho.

Lili despede-se de todos e sai em sua bicicleta.  Quando Dr. Serge prepara-se para ir embora, Jeanne-Marie, que ama Julien, dizendo-lhe que se encontra péssima naquela noite, pergunta-lhe se ele a acha atraente.  O médico responde-lhe que sim e acrescenta que Julien não pode amá-la por não ser suficientemente maduro para enxergá-la.

No dia seguinte, Lili retorna à casa de Mado, à procura de Julien.  Como ela se acha sozinha, já que seu pai viajou, Mado a convida para passar alguns dias com eles.  Cada vez mais fascinada por Brice, Lili termina conquistando-o e os dois seguem juntos para Paris.

O tempo passa.  Cinco anos depois, Mado encontra-se com Lili em Paris.  A essa altura, uma atriz de sucesso, Lili já não vive mais com Brice, e sim com um novo namorado que se encontra em Londres.  Na conversa que se segue, ao perguntar por Julien, toma conhecimento que ele finalmente conseguiu o financiamento de que precisava para rodar seu primeiro longa-metragem, inspirado nos momentos que viveram no passado.  Ainda segundo Mado, com exceção de Simon, Léone e o próprio Julien, eles mesmos vão atuar em seus respectivos papéis, inclusive Brice vai dar uma de ator.

Interessada em participar dessa produção, Lili pede à sua assessoria que descubra tudo sobre esse filme de Julien, principalmente se ele já definiu qual atriz vai fazer seu papel.  Pouco depois, ela tem a oportunidade de se encontrar com o próprio Julien.  Na conversa entre eles, toma conhecimento que ele vive com Jeanne-Marie, com quem tem uma filha de 4 anos.  Ao dizer-lhe que quer atuar em seu filme, fazendo o papel dela própria, Julien reluta em princípio, mas termina convencido que não encontraria ninguém melhor que ela.

imagem imagem imagem

Comentários

"A Pequena Lili" é uma livre adaptação do romance "A Gaivota" do escritor  Anton Tchekhov.  Realizado pelo cineasta parisiense Claude Miller, o filme fascina e irrita, questiona e provoca, ao fazer uma reflexão amarga sobre o doloroso processo da criação artística.  Aos 61 anos de idade, Miller provavelmente expõe suas próprias dúvidas como realizador que acaba de entrar na idade madura.

Frustrações, rivalidades, inveja e ciúmes acham-se presentes ao longo do desenvolvimento da trama.  No caso de Mado e Lili, por exemplo, a primeira sente inveja da juventude e do frescor da segunda, enquanto Lili ressente-se do sucesso conquistado por Mado ao longo de sua carreira.  Já a relação conturbada entre mãe e filho deve-se ao modo como cada um vê o cinema.

Miller apresenta um ótimo trabalho, indicado à Palma de Ouro do Festival de Cannes, no que é ajudado pela música do estoniano Arvo Pärt e por um elenco de primeira linha, onde se destacam as atuações da veterana Nicole Garcia, de Julie Depardieu, filha do ator Gérard Depardieu, de Jean-Pierre Marielle e da jovem Ludivine Sagnier.  O grande ator Michel Piccoli, aos 78 anos, tem uma pequena participação na trama.

 

CAA