Filmes por gênero

MADEMOISELLE FIFI (1949)

It's a great feeling
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: L'amore non può attendere (Itália)
El amor no puede esperar (Venezuela, Espanha, Chile)
Einfach wunderbar (Alemanha)
Stjärnskott i Hollywood (Suécia)
Tähdenlento Hollywoodissa (Finlândia)
Wielkie uczucie (Polônia)
Это великое чувство (União Soviética)
Pais: Estados Unidos
Gênero: Comédia
Direção: David Butler
Roteiro: Jack Rose, Melville Shavelson
Produção: Alex Gottlieb
Música Original: Jule Styne, Howard Jackson
Direção Musical: Ray Heindorf
Coreografia: LeRoy Prinz
Fotografia: Wilfred M. Cline
Edição: Irene Morra
Direção de Arte: Stanley Fleischer
Figurino: Milo Anderson
Maquiagem: Perc Westmore
Efeitos Sonoros: Charles David Forrest, Dolph Thomas
Efeitos Especiais: Hans Koenekamp, William McGann
Nota: 7.8
Filme Assistido em: 1956

Elenco

Doris Day Judy Adams
Dennis Morgan Ele próprio
Bill Goodwin Arthur Trent
Jack Carson Ele próprio
Errol Flynn Jeffrey Bushdinkle, o noivo
Eleanor Parker Ela própria
Joan Crawford Ela própria
Gary Cooper Ele próprio
Jane Wyman Ela própria
Edward G. Robinson Ele próprio
Patricia Neal Ela própria
Michael Curtiz Ele próprio
Raoul Walsh Ele próprio
King Vidor Ele próprio
Ronald Reagan Ele próprio
Danny Kaye Ele próprio
Sydney Greenstreet Ele próprio
David Butler Ele próprio
Maureen Reagan Ela própria
Jacqueline deWit Secretária de Arthur Trent
Frank Cady Oculista
Claire Carleton Grace
Bunty Cutler Repórter da Variety
Janet Barrett Secretária de Michael Curtiz
Ray Heindorff Assistente de Walsh
Carol Brewster Modelo
Sue Casey Modelo
Eve Whitney Modelo
Nita Talbot Modelo

Indicações

Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood, EUA

Oscar de Melhor Canção Original (Jule Styne, Sammy Cahn)

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

O produtor de cinema Arthur Trent pede aos diretores Raoul Walsh, King Vidor, Michael Curtiz e David Butler que dirijam seu novo filme, "Mademoiselle Fifi", o qual deverá ser estrelado por Dennis Morgan e Jack Carson, mas todos recusam o convite por não quererem trabalhar com o arrogante Jack.

Desesperado, Trent dá a Jack o trabalho de direção.  Embora Jack peça a Dennis para fazer o filme com ele, este recebe um convite para participar de um show na Broadway e decide aceitá-lo.

Quando a maioria das garçonetes se recusa a levar o almoço de Jack em seu chalé, Judy Adams, cujo sonho é vir a se tornar uma atriz, se oferece para fazer a entrega, planejando aproveitar a oportunidade para conseguir uma entrevista com ele.  Judy, que veio de uma pequena cidade do Wisconsin, descobre que Jack também cresceu lá.  Este termina por lhe oferecer um papel em seu filme.  Entretanto, apesar da interpretação de Judy ser tão convincente, a ponto de Dennis concordar em aparecer no filme de Jack, este não cumpre a promessa feita à jovem.

Dias depois, quando nenhuma atriz aceita estrelar o filme, Dennis sugere que Jack aproveite a desconhecida Judy.  Assim, eles correm até a Estação Ferroviária a fim de evitarem que a jovem embarque de volta ao Wisconsin para se casar.

Jack, então, dirige Judy num teste de tela, mas sua inexperiência como diretor resulta num filme em que sua voz ofusca a imagem da jovem.  Jack e Dennis decidem, então, fingir que Judy é uma famosa atriz francesa de nome Yvonne Amour.  Durante sua atuação, entretanto, Judy tropeça e perde sua peruca, revelando a farsa.

Grace, uma mulher mais velha que mora no mesmo edifício que Judy, convence Jack e Dennis de que a melhor coisa a fazer com a jovem é permitir que ela volte para sua terra e se case com seu noivo.  Os dois fazem com que ela os ouça fazendo uma proposta de trabalho para uma outra atriz e, furiosa, Judy toma o próximo trem para o Wisconsin.

Trent, que sofrera um colapso nervoso, encontra-se no mesmo trem e, à noite, a ouve cantar e lhe promete colocá-la no cinema, mas cansada de tantas promessas, Judy lhe dá um tapa na cara.  Ao tomarem conhecimento do ocorrido, Jack e Dennis viajam até o Wisconsin a fim de evitarem o casamento, mas chegam tarde demais, quando Judy acabara de se casar com Jeffrey Bushdinkle, um sósia de Errol Flynn.

imagem

Comentários

Baseado numa história de I. A. L. Diamond, "Mademoiselle Fifi" é uma divertida comédia com Doris Day, embora não esteja entre as melhores.  Realizada pelo cineasta David Butler, que também faz uma ponta, sua trama gira em torno de uma garçonete dos Estúdios da Warner Bros. que faz de tudo para se tornar uma atriz e que, pouco antes de consegui-lo, casa-se com um sósia de Errol Flynn.

O filme é bem dirigido por Butler e se caracteriza por apresentar uma dezena de astros e diretores da Warner, na época, em pequenas cenas que, na maioria das vezes, não chegam a 1 minuto.  Entre os mesmos, acham-se nomes como os de Joan Crawford, Gary Cooper, Eleanor Parker, Edward G. Robinson, Jane Wyman, Errol Flynn e Michael Curtiz.

A fotografia em tecnicólor de Wilfrid Cline merece destaque, assim como, o figurino assinado por Milo Anderson.

"Mademoiselle Fifi" é o terceiro filme da carreira de Doris Day, que estreara no cinema no ano anterior com o filme "Romance em Alto Mar".  Como nos dois anteriores, ela se mostra como uma boa atriz e excelente cantora popular.  São vários os números musicais por ela apresentados, dentre os quais se destacam "It's a Great Feeling" e "Blame My Absent-Minded Heart", que ela canta em dueto com Dennis Morgan.

CAA