Filmes por gênero

BICHO DE SETE CABEÇAS (2000)

imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Brainstorm (Paises de Língua Inglesa)
Seven-Headed Beast (Título literal nos Paises de Língua Inglesa)
Bicho de siete cabezas (Argentina)
A hétfejű szörny (Hungria)
Семиглавый зверь (Rússia)
Pais: Brasil
Gênero: Drama
Direção: Laís Bondanzky
Roteiro: Luiz Bolognesi
Produção: Caio Gullane, Luiz Bolognesi, Sara Silveira, Marco Müller
Música Original: André Abujamra, Arnaldo Antunes
Coreografia: Fernando Lee
Fotografia: Hugo Kovensky
Edição: Jacopo Quadri, Letizia Caudullo
Direção de Arte: Marcos Pedroso
Figurino: Carolina Li
Maquiagem: Gabi Moraes, Gabriela Moraes
Efeitos Sonoros: Romeu Quinto, Silvia Moraes, Angelo Raguseo
Nota: 8.6
Filme Assistido em: 2005

Elenco

Rodrigo Santoro Wilson Souza Neto
Othon Bastos Sr. Wilson, pai de Neto
Cássia Kiss Meire, mãe de Neto
Daniela Nefussi Irmã de Neto
Altair Lima Dr. Cintra
Gero Camilo Interno Ceará
Lineu Dias Interno Jornalista
Caco Ciocler Interno Rogério
Jairo Mattos Enfermeiro Ivan
Valéria Alencar Leninha
Gustavo Machado Lobo
Cláudio Carneiro Alex
Talita Castro Bel
Antônio de Andrade Ednei
Cláudia Juliana Neide
Rogério Lucas Ronaldo
Sérgio Mastropasqua Psiquiatra
Soraya Aguilera Recepcionista
Daniela Carmona Amiga de Leninha

Prêmios

Associação Paulista de Críticos de Arte

Prêmio de Melhor Direção (Laís Bondanzky)

Prêmio de Melhor Filme (Laís Bodanzky)

Prêmio de Melhor Roteiro (Luiz Bolognesi)

Prêmio de Melhor Ator (Rodrigo Santoro)

Festival de Cinema de Cartagena, Colômbia

Prêmio Golden India Catalina de Melhor Ator (Rodrigo Santoro)

Prêmio Golden India Catalina de Melhor Diretor Iniciante (Jorge Bodanzky)

Grande Prêmio Brasileiro de Cinema, Brasil

Prêmio de Melhor Longa-Metragem Brasileiro

Prêmio de Melhor Trilha Sonora (André Abujamra)

Prêmio de Melhor Edição

Prêmio de Melhor Roteiro (Luiz Bolognesi)

Prêmio de Melhor Direção (Laís Bondanzky)

Prêmio de Melhor Ator (Rodrigo Santoro)

Prêmio de Melhor Ator Coadjuvante (Othon Bastos)

Festival de Cinema de Brasília, DF

Prêmio do Público (Jorge Bodanzky)

Troféu Candango de Melhor Filme (Jorge Bodanzky)

Troféu Candango de Melhor Ator (Rodrigo Santoro)

Troféu Candango de Melhor Fotografia (Hugo Kovensky)

Troféu Candango de Melhor Direção (Jorge Bodanzky)

Prêmio da Crítica (Jorge Bodanzky)

Troféu Candango de Melhor Ator Coadjuvante (Gero Camilo)

Festival de Cinema do Recife, Brasil

Troféu Passista de Melhor Ator (Rodrigo Santoro)

Troféu Passista de Melhor Roteiro (Luiz Bolognesi)

Troféu Passista de Melhor Direção (Jorge Bodanzky)

Troféu Passista de Melhor Filme (Jorge Bodanzky)

Troféu Passista de Melhor Edição (Jacopo Quadri, Letizia Caudullo)

Troféu Passista de Melhor Trilha Sonora (André Abujamra)

Troféu Passista de Melhor Som (Silvia Moraes)

Troféu Passista de Melhor Ator Coadjuvante (Gero Camilo)

Troféu Passista de Melhor Atriz Coadjuvante (Cássia Kiss)

Festival do Cinema Latino-Americano de Biarritz, França

Prêmio Golden Sun de Melhor Filme (Laís Bodanzky)

Prêmios Guarani, Brasil

Prêmio do Público de Melhor Filme

Prêmio Guarani de Melhor Ator (Rodrigo Santoro)

Prêmio Guarani de Melhor Roteiro Adaptado (Luiz Bolognesi)

Prêmio Guarani de Melhor Edição (Jacopo Quadri, Letizia Caudullo)

Prêmio Guarani de Melhor Filme

Prêmio Guarani de Melhor Diretor (Laís Bodanzky)

Prêmios Qualidade

Prêmio Qualidade de Melhor Ator - Rio de Janeiro (Rodrigo Santoro)

Prêmio Qualidade de Melhor Atriz - Rio de Janeiro (Cássia Kis)

Prêmio Qualidade de Melhor Filme - Rio de Janeiro

Prêmio Qualidade de Melhor Ator Coadjuvante - São Paulo (Caco Ciocler)

Prêmio Qualidade de Melhor Diretor - Rio de Janeiro (Laís Bodanzky)

Festival de Cinema do SESC, Brasil

Prêmio da Crítica de Melhor Ator (Rodrigo Santoro)

Prêmio do Público de Melhor Ator (Rodrigo Santoro)

Indicações

Prêmios ABC, Brasil

Prêmio de Melhor Fotografia de um Longa-metragem (Hugo Kovensky)

Prêmio ABC de Melhor Direção de Arte (Marcos Pedroso)

Troféu ABC de Melhor Som (Romeu Quinto, Silvia Moraes)

Festival de Cinema de Cartagena, Colômbia

Prêmio de Melhor Filme (Jorge Bodanzky)

Grande Prêmio Brasileiro de Cinema, Brasil

Prêmio de Melhor Ator Coadjuvante (Caco Ciocler)

Prêmio de Melhor Atriz Coadjuvante (Cássia Kis)

Prêmio de Melhor Fotografia (Hugo Kovensky)

Prêmio de Melhor Som (Romeu Quinto)

Prêmio de Melhor Edição de Som (Silvia Moraes)

Festival Internacional de Cinema de Locarno, Suiça

Prêmio Leopardo de Ouro (Jorge Bodanzky)

Prêmio do Júri Jovem - Menção Especial (Jorge Bodanzky)

Prêmios Guarani, Brasil

Prêmio Guarani de Melhor Ator Coadjuvante (Othon Bastos)

Prêmio Guarani de Melhor Atriz Coadjuvante (Cássia Kis)

Prêmio Guarani de Melhor Fotografia (Hugo Kovensky)

Prêmio Guarani de Melhor Música (André Abujamra, Arnaldo Antunes)

Prêmio Guarani de Melhor Som (Romeu Quinto)

Prêmio Guarani de Melhor Maquiagem (Gabriela Moraes)

Festival Internacional de Cinema de Estocolmo, Suécia

Prêmio Cavalo de Bronze de Melhor Longa-Metragem (Jorge Bodanzky)

Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, Brasil

Prêmio do Júri Internacional (Laís Bodanzky)

Sinopse

Neto é um adolescente de classe média em busca de emoções e liberdade, que tem suas pequenas rebeldias incompreendidas pelo pai, Wilson.  A falta de entendimento entre os dois leva ao emudecimento na relação dentro de casa e, por parte de Wilson, ao medo de perder o controle sobre o filho.

Depois de encontrar um cigarro de maconha no bolso do casaco do filho, o Sr. Wilson o interna num manicômio.  Neto conhece, então, uma realidade completamente absurda, desumana, em que as pessoas são devoradas por um sistema manicomial corrupto e cruel.

Por outro lado, sua passagem por essa instituição de tratamento psiquiátrico, o ajuda a se tornar uma pessoa mais madura.  As transformações por que ele passa terminam por transformar sua relação com o pai.

imagem

Comentários

Inspirado em fatos reais, vividos por Austregésilo Carrano, conforme por ele contado no livro "Canto dos Malditos", "Bicho de Sete Cabeças" é um ótimo filme nacional.

Realizado pela cineasta Laís Bondanzky, que estréia no cinema, o filme narra, em linguagem de documentário, as experiências vividas por um jovem de classe média ao ser internado num manicômio, pelo pai, quando este descobre um cigarro de maconha em seu casaco.

Ao ótimo trabalho de Bondanzky, somam-se um roteiro bem estruturado, a bela fotografia de Hugo Kovensky, uma boa trilha sonora e as excelentes atuações de Othon Bastos, Cássia Kiss, Caco Ciocler, Gero Camilo e, principalmente, Rodrigo Santoro.

CAA