Filmes por gênero

O PORTEIRO DA NOITE (1974)

Il portiere di notte
imagem imagem imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: The night porter (USA)
Portier de nuit (França, Bélgica)
El portero de noche (Espanha, Argentina)
Der nachtportier (Alemanha)
Nattportieren (Suécia)
Nocny portier (Polônia)
Az éjszakai portás (Hungria)
Natportieren (Dinamarca)
Pais: Itália
Gênero: Drama, Crime
Direção: Liliana Cavani
Roteiro: Liliana Cavani, Italo Moscati
Produção: Esa De Simone, Robert Gordon Edwards
Música Original: Daniele Paris
Direção Musical: Daniele Paris
Fotografia: Alfio Contini
Edição: Franco Arcalli
Direção de Arte: Nedo Azzini, Jean-Marie Simon
Figurino: Piero Tosi
Guarda-Roupa: Maria Fanetti, Alberto Verso
Maquiagem: Euclide Santoli, Cesare Paciotti, Iole Cecchini
Efeitos Sonoros: Fausto Ancillai, Decio Trani, Eugenio Rondani, Roberto Arcangeli
Nota: 8.3
Filme Assistido em: 1975

Elenco

Dirk Bogarde Maximilian Theo Aldorfer
Charlotte Rampling Lucia Atherton
Philippe Leroy Klaus
Gabriele Ferzetti Dr. Hans Fogler
Giuseppe Addobbati Stumm
Isa Miranda Condessa Stein
Nino Bignamini Adolph
Marino Masé Maestro Atherton
Amedeo Amodio Bert
Piero Vida Porteiro diurno
Geoffrey Copleston Kurt
Manfred Freyberger Dobson
Ugo Cardea Mario
Hilda Gunther Greta
Nora Ricci A vizinha
Piero Mazzinghi Porteiro
Kai-Siegfried Seefeld Jacob
Carlo Mangano Porteiro
Robert Rietty .

Indicações

Sindicato dos Jornalistas Críticos de Cinema, Itália

Prêmio Fita de Prata de Melhor Direção (Liliana Cavani)

Prêmio Fita de Prata de Melhor Roteiro (Liliana Cavani, Italo Moscati)

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Treze anos após ter sobrevivido a um campo de concentração nazista, durante a 2ª Guerra Mundial, Lucia Atherton  chega a um hotel em Viena, acompanhada de seu marido, um famoso maestro, que vai dar um concerto na Ópera da cidade.

Na recepção, encontra o porteiro da noite, Max Aldorfer, um antigo oficial da SS nazista que, na época, fora seu torturador e amante, numa relação sadomasoquista.  Os dois logo se reconhecem, embora não troquem uma única palavra.  Isoladamente, passam a recordar cenas que viveram juntos, no passado.

Quando o marido viaja, combina com ela de se encontrarem, dois dias depois, no Hotel Weber, em Frankfurt, onde ele vai se apresentar, antes de seguir para Berlim e Hamburgo.

No hotel, reúne-se periodicamente um grupo de ex-oficiais da SS, para fazer um balanço da situação de cada membro.  A preocupação deles é com eventuais testemunhas das atrocidades cometidas no passado e que possam vir a delatá-los.  Uma outra preocupação diz respeito a milhares de fichas de líderes da SS que se acham no Centro de Documentação de Guerra de Viena e na Comissão de Crimes de Guerra dos Aliados.

Numa dessas reuniões, Klaus, um dos mais importantes membros do grupo, reafirma que uma das ações do mesmo é procurar testemunhas que possam prejudicá-los e buscá-las onde quer que estejam.  Afirma ainda que Mario, um antigo companheiro, teria visto e reconhecido uma mulher.  Lucia, atrás da porta, ouve toda a conversa.

Concluída a reunião, Max vai ao apto. dela e lhe pergunta se ela está ali para delatá-lo.  Os dois discutem, ele bate nela, a chama de vagabunda e todo aquele ritual sadomasoquista do passado é revivido, terminando com juras de amor.  No dia seguinte, Lucia deixa o hotel e se instala no apartamento de Max.

Na portaria, Klaus toma conhecimento que Max está tendo um caso com uma americana.  A seu pedido, ele passa a ser vigiado de perto, o que leva o Dr. Hans Fogler a procurar Lucia, quando o porteiro se encontra no trabalho, confirmando sua presença lá.

O grupo se reúne, mais uma vez, oportunidade em que a presença de Lucia é colocada e Max se vê ameaçado.  Ele pede demissão do hotel, compra uma grande quantidade de alimentos, e se tranca em seu apartamento com Lucia.  O pessoal de Klaus passa a vigiar o local dia e noite.

Os dias se passam, os alimentos se acabam e, encurralados, começam a passar fome e a perder suas forças.  Quando a situação se torna insustentável, eles saem com dificuldade e, ao atravessarem uma ponte, são mortos pelas costas.

imagem imagem imagem

Comentários

"O Porteiro da Noite" é um filme muito bom que mostra o amor sadomasoquista desenvolvido entre uma prisioneira de um campo de concentração nazista e um oficial da SS, seu captor e torturador.  Treze anos depois dela ser libertada, os dois se reencontram num hotel de Viena e revivem toda a antiga relação doentia e auto-destrutiva.

Realizado pela mais famosa diretora do cinema italiano, Liliana Cavani, que também participa da elaboração do roteiro, o filme apresenta uma boa fotografia e uma excelente trilha sonora.  A música que Lucia canta, num grande momento do filme, no qual ela imita a Lola de Marlene Dietrich, em "O Anjo Azul", de 1930, foi escrita por Frederick Hollander.

No elenco, os grandes destaques são Dirk Bogarde e Charlotte Rampling, nos papéis principais.

CAA