Filmes por gênero

O TEMPO REDESCOBERTO (1999)

Le temps retrouvé
imagem imagem imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Il tempo ritrovato (Itália)
O tempo reencontrado (Portugal)
Die wiedergefundene zeit (Alemanha)
Time Regained (UK)
El tiempo recobrado (Espanha)
Pais: França, Itália, Portugal
Gênero: Drama
Direção: Raoul Ruiz
Roteiro: Raoul Ruiz, Gilles Taurand
Produção: Massimo Ferrero, Leo Pescarolo
Design Produção: Bruno Beaugé
Música Original: Jorge Arriagada
Fotografia: Ricardo Aronovich
Edição: Denise de Casabianca
Figurino: Gabriella Pescucci, Caroline de Vivaise
Guarda-Roupa: Gil Noir, Adriana Mattiozzi e outros, Louise Rapp
Maquiagem: Benoît Lestang, Dominique Plez, Hervé Soulié e outros
Efeitos Sonoros: Philippe Morel, Vincent Guillon, Olivier Villette e outros
Nota: 7.3
Filme Assistido em: 2000

Elenco

Catherine Deneuve Odette de Crécy
Emmanuelle Béart Gilberte
Vincent Perez Morel
John Malkovich Barão de Charlus
Marie-France Pisier Madame Verdurin
Chiara Mastroianni Albertine
Pascal Greggory Saint-Loup
Arielle Dombasle Madame de Farcy
Edith Scob Oriane de Guermantes
Elsa Zylberstein Rachel
Christian Vadim Bloch
Dominique Labourier Madame Cottard
Philippe Morier-Genoud Sr. Cottard
Mathilde Seigner Céleste
Jacques Pieiller Jupien
Hélène Surgère Françoise
André Engel Marcel Proust, idoso
Monique Mélinand Avó de Marcel
Jean-François Balmer Tio Adolphe
Marine Delterme Amiga de Morel
Laurence Février Mãe de Marcel
Pierre Mignard Marcel, adolescente
Camille du Fresne Gilberte, criança
Monique Couturier Marquesa de Villeparisis
Isa Mercure Madame Bontemps
Jacques-François Zeller Avô de Marcel
Serge Dekramer Pai de Marcel

Indicações

Festival Internacional de Cannes, França

Prêmio Palma de Ouro (Raoul Ruiz)

Prêmios César - Academia das Artes do Cinema, França

César de Melhor Figurino

Sinopse

Em 1922, em seu leito de morte, atendido apenas por sua fiel criada Céleste, o famoso escritor Marcel Proust recorda sua vida através de fotos antigas, misturando fantasias e ficções de sua obra literária com passagens marcantes de sua vida real.

Em 1922, em seu leito de morte, atendido apenas por sua fiel criada Céleste, o famoso escritor Marcel Proust recorda sua vida através de fotos antigas, misturando fantasias e ficções de sua obra literária com passagens marcantes de sua vida real.

É nesse exercício de recordações, que vêm à sua mente:

- os dias felizes de sua infância, quando amou Gilberte que, mais tarde, se casaria com Saint-Loup, um militar aristocrata.

- uma passagem num café-concerto quando, sentado entre os clientes, Proust lê uma carta de Gilberte enquanto numa tela, instalada no meio da sala, eram mostradas imagens da guerra de 1914.

- Gilberte, surgindo sempre bela, mentirosa, perversa sem dúvida...

- Odette, mãe de Gilberte, a companheira de Swann, a amante de seu tio Adolphe.

- Morel, a jovem que vendia seu charme aos cavalheiros, desde que eles fossem influentes, surge surpreendentemente metamorfoseada em forma de homem.

- Madame Verdurin, que reunia a aristocracia parisiense, surge como a princesa de Guermantes!

- Saint-Loup fala de seu amor pelas mulheres, o que não o impede de perder sua cruz de guerra num bordel de rapazes.

- O Barão de Charlus e seu caso com o escritor homossexual Morel.

Enfim, dos tempos de sua infância em Combray e das férias passadas na costa da Normandia, aos salões literários de Paris, tudo tem um lugar especial nas memórias desse homem que está morrendo.

imagem imagem imagem

Comentários

"O Tempo Redescoberto", embora seja de difícil assimilação, é sem dúvida um bom filme.   Realizado pelo cineasta chileno, radicado na França desde meados dos anos 70, Raoul Ruiz, o filme mistura a vida do famoso escritor Marcel Proust com sua obra literária.  Desse modo, às vezes fica difícil separar quem conviveu com Proust dos personagens de sua obra.

Além da soberba direção de Ruiz, "O Tempo Redescoberto" apresenta um bom trabalho de direção de arte, um ótimo figurino e um elenco de peso.  Encabeçado pelo excelente John Malkovich e pela diva do cinema francês, Catherine Deneuve, ambos ótimos e convincentes em seus papéis, o filme conta ainda com atuações destacadas de Emmanuelle Béart, Vincent Pérez, Chiara Mastroianni, Elsa Zylberstein, Mathilde Seigner e Marie-France Pisier.

CAA