Filmes por gênero

O TALENTOSO RIPLEY (1999)

The talented Mr. Ripley
imagem imagem imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Der talentierte Mr. Ripley (Alemanha)
El talento de Mr. Ripley (Espanha)
Il talento di Mr. Ripley (Itália)
Le talentueux Mr Ripley (França)
L'énigmatique M. Ripley (Canadá francês)
Pais: Estados Unidos
Gênero: Drama, Suspense, Crime
Direção: Anthony Minghella
Roteiro: Anthony Minghella
Produção: William Horberg, Tom Sternberg
Design Produção: Roy Walker
Música Original: Gabriel Yared
Fotografia: John Seale
Edição: Walter Murch
Direção de Arte: Roy Walker, John Fenner, Stefano Maria Ortolani
Figurino: Ann Roth, Gary Jones
Guarda-Roupa: Anne Brault, Alfredo Bocci, Carlo Poggioli e outros
Maquiagem: Michal Bigger, Tina Earnshaw, A. Sampaolo e outros
Efeitos Sonoros: Pat Jackson, Walter Murch, Danny Michael e outros
Efeitos Especiais: J. C. Brotherhood, Richard Conway, Sam Conway
Efeitos Visuais: Dennis Lowe, Nick Drew, Val Wardlaw e outros
Nota: 7.2
Filme Assistido em: 2000

Elenco

Matt Damon Tom Ripley
Gwyneth Paltrow Marge Sherwood
Jude Law Dickie Greenleaf
Jack Davenport Peter Smith-Kingsley
James Rebhorn Herbert Greenleaf
Cate Blanchett Meredith Logue
Sergio Rubini Inspetor Roverini
Philip Baker Hall Alvin MacCarron
Celia Weston Tia Joan
Fiorello Fausto
Stefania Rocca Silvana
Philip Seymour Hoffman Freddie Miles
Ivano Marescotti Coronel Verrecchia
Anna Longhi Sra. Buffi
Alessandro Fabrizi Sargento Baggio
Lisa Eichhorn Emily Greenleaf
Gretchen Egolf Fran
Jack Willis Motorista dos Greenleafs
Frederick Alexander Bosche Namorado de Fran
Larry Kaplan Tio Ted
Alessandra Vanzi Mãe de Silvana
Gianluca Secci Policial
Manuel Ruffini Policial
Pierpaolo Lovino Policial

Prêmios

Academia Britânica de Cinema e Televisão, Inglaterra

Prêmio de Melhor Ator Coadjuvante (Jude Law)

Indicações

Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood, EUA

Oscar de Melhor Roteiro Adaptado

Oscar de Melhor Direção de Arte

Oscar de Melhor Figurino

Oscar de Melhor Ator Coadjuvante (Jude Law)

Academia Britânica de Cinema e Televisão, Inglaterra

Prêmio David Lean de Melhor Direção (Anthony Minghella)

Prêmio de Melhor Fotografia

Prêmio Anthony Asquith de Melhor Música (Gabriel Yared )

Prêmio de Melhor Filme

Prêmio de Melhor Roteiro Adaptado

Prêmio de Melhor Atriz Coadjuvante (Cate Blanchett)

Festival Internacional de Berlim, Alemanha

Prêmio Urso de Ouro (Anthony Minghella)

Prêmios Globo de Ouro, EUA

Prêmio de Melhor Filme - Drama

Prêmio de Melhor Direção (Anthony Minghella)

Prêmio de Melhor Trilha Sonora Original (Gabriel Yared )

Prêmio de Melhor Ator em um Drama (Matt Damon)

Prêmio de Melhor Ator Coadjuvante (Jude Law)

Sindicato dos Jornalistas Críticos de Cinema, Itália

Prêmio Fita de Prata de Melhor Design de Produção

Prêmio Fita de Prata de Melhor Ator Coadjuvante (Ivano Marescotti, Sergio Rubini, Fiorello )

Círculo de Críticos de Cinema de Londres, Inglaterra

Prêmio Roteirista do Ano (Anthony Minghella)

Prêmio Ator Coadjuvante do Ano (Jude Law)

Sinopse

O filme conta a história de um jovem que vive no final dos anos 50 e suas aspirações em ser um membro da alta sociedade.  Seus talentos são vários: ele é ótimo imitador, muito persistente, falsificador, tem a capacidade de cobiçar, ser violento e, no fim, fingir-se inocente com orgulho.  Ele ainda toca piano e é muito amigável.

A trama tem início quando, graças a um casaco emprestado, Ripley conhece o empresário Herbert Greenleaf que lhe oferece US$1.000 para ir à Europa com o objetivo de trazer de volta seu filho, Dickie Greenleaf, para a casa e a família, nos Estados Unidos.  Ripley não pensa duas vezes e parte para a Itália.  Chegando lá, ele se apresenta como um colega de Dickie que, na verdade, é um playboy que curte a vida às custas do pai.  Ripley encanta-se com o estilo de vida de Dickie e fará de tudo para ter uma vida igual.

Tom Ripley começa, então, a apresentar todos seus talentos.  Ele se apodera rapidamente do estilo de vida e dos bens de Dickie.  Mas, não é só pela vida de Dickie que Ripley se interessa, mas por ele próprio, declarando sua atração sexual, e por sua namorada Marge.

Todos formam um apaixonante triângulo de amizade, mas as coisas ficam estranhas quando Dickie começa a se incomodar pela obsessão de Ripley por sua pessoa e trejeitos, culminando numa briga em que Ripley mata Dickie.  A partir daí, Ripley incorpora a identidade de Dickie, adaptando-se facilmente à vida farta de roupas caras e grandes eventos, na verdade bancados pelo pai de Dickie, o Sr. Greenleaf.

Todos entram no mundo de Ripley.  Ele levanta suspeitas mas consegue ser convincente e esperto, fazendo com que acreditem em suas farsas e mentiras.  Os únicos que não aceitam a rápida ascensão do garoto e o sumiço de Dickie são: Marge e o amigo esnobe de Dickie, Freddie Miles.

imagem imagem imagem

Comentários

"O Talentoso Ripley" é um bom drama psicológico num clima de suspense.  Baseado no livro de Patricia Highsmith e realizado por  Anthony Minghella, que também assina o roteiro, o filme tem vários pontos fortes:  um bom roteiro, uma direção competente, uma belíssima fotografia, um bom design de produção, um primoroso figurino, um elenco de primeira e a bela trilha sonora de Gabriel Yared, que já havia trabalhado com Minghella em "O Paciente Inglês".  Amor, ódio, amizade e traição estão presentes no filme.

Matt Damon está convincente no papel do sociopata Ripley.  Jude Law destaca-se entre os atores coadjuvantes, que apresentam ainda as boas interpretações de Cate Blanchett, Gwyneth Paltrow e Philip Seymour Hoffman.

CAA