Filmes por gênero

OS AMANTES DE MARIA (1984)

Maria's lovers
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Les amants de Maria (França, Canadá)
Los amantes de María (Argentina, Espanha)
Marias älskare (Suécia)
Marias elskere (Noruega)
Mária szerelmei (Hungria)
Marian rakastajat (Finlândia)
Любовниците на Мария (Bulgária)
Pais: Estados Unidos
Gênero: Drama, Romance
Direção: Andrei Konchalovsky
Roteiro: Gérard Brach, Andrei Konchalovsky, Paul Zindel, Marjorie David
Produção: Bosko Djordjevic, Lawrence Taylor-Mortoff
Design Produção: Jeannine Oppewall
Música Original: Gary Malkin
Direção Musical: Richard Kraft
Coreografia: Loyd Williamson
Fotografia: Juan Ruiz Anchía
Edição: Humphrey Dixon
Direção de Arte: David Brisbin
Figurino: Durinda Wood
Guarda-Roupa: Susie DeSanto, Jim Halliday
Maquiagem: Cynthia Cruz
Efeitos Sonoros: John Bowey, Julia Evershade, Carlos Delarios e outros
Efeitos Especiais: Bonnie Taylor, Tom Savini
Nota: 8.5
Filme Assistido em: 1985

Elenco

Nastassja Kinski Maria Bosic
John Savage Ivan Bibic
Robert Mitchum Sr. Bibic, pai de Ivan
Keith Carradine Clarence Butts
Anita Morris Sra. Wynic
Bud Cort Harvey
Karen Young Rosie
Tracy Nelson Joanie
John Goodman Frank
Danton Stone Joe
Vincent Spano Al Griselli
Lela Ivev Anna
Elena Koreneva Vera
Anton Sipos Peter
Anna Levine Kathy
Tania Harley Sylvia
Bill Smitrovich Barman
Nardi Novak Mãe de Rosie
Raphael Rozdilski Padre
Vladimir Bibic Psiquiatra
Gary Hileman Harry
Ann Caulfield Louisa
Mary Hogan Babushka
Joe Shelby Hobo

Prêmios

Sindicato dos Jornalistas Críticos de Cinema, Itália

Prêmio Fita de Prata de Melhor Atriz Estrangeira (Nastassja Kinski)

Indicações

Prêmios César - Academia das Artes do Cinema, França

César de Melhor Filme Estrangeiro (Andrey Konchalovskiy)

Festival Internacional de Veneza, Itália

Prêmio Leão de Ouro (Andrey Konchalovskiy)

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Com o fim da 2ª Guerra Mundial, o veterano soldado americano, Ivan Bibic, que havia passado vários anos num campo de prisioneiros de guerra japonês, retorna à sua pequena cidade natal de Brownsville, na Pensilvânia.

Durante o período em que esteve preso, para lutar contra a angústia quotidiana da própria detenção, ele se agarrou a um sonho:  o de voltar para casa e se casar com Maria Bosic, uma refugiada iugoslava e antiga namorada da adolescência que, ao partir para a guerra, a deixou com seus quinze anos de idade.  Para ele, os dois tinham tudo para serem felizes, para terem um casamento perfeito.  Mesmo assim, os horrores da guerra o levaram a um colapso nervoso, que lhe deixou marcas profundas.

Uma vez em Brownsville, Ivan volta a morar com o  Sr. Bibic, seu pai, e logo procura retomar seu relacionamento com sua inesquecível Maria, por ele tão endeusada.  Ela, entretanto, acha-se envolvida com um outro militar, Al Griselli, que compreensivelmente vê Ivan como um rival.

O Sr. Bibic, por outro lado, tenta desencorajar o filho da idéia de se casar com Maria, incentivando-o a procurar outras mulheres.  Na realidade, ele próprio acha-se interessado na bela jovem.  Mesmo assim, Ivan continua obcecado por Maria, confessando que o sonho de vir a se unir a ela foi o grande responsável por ter-se mantido vivo durante o período em que esteve preso no Campo japonês.

Ao saber das intenções de Ivan para com ela, Maria aceita sua proposta de casamento, igualmente pensando em construir um lar marcado pela felicidade.  Os dois casam-se, mas ele se mostra impotente ao seu lado, não conseguindo ter com ela relações sexuais.  Tal fato a deixa inteiramente frustrada, pois um de seus maiores sonhos era o de ter filhos.

O problema de Ivan é basicamente de origem psicológica, talvez por ter idealizado seu grande amor, uma vez que consegue manter relações sexuais normais com outras mulheres.  Isso, só faz aumentar em Maria seus sentimentos de frustração, de desesperança.  Confusa, tenta preservar seu casamento, mas termina se envolvendo com um músico nômade de moral duvidosa, Clarence Butts.  Por outro lado, sentindo-se um derrotado, Ivan toma um trem na tentativa de recomeçar sua vida em outra cidade.

A noite passada com Clarence deixa Maria grávida, com repercussões em sua vida, embora ela tanto desejasse um filho.  Não esquecendo o marido, após descobrir onde ele está trabalhando, ela o procura, ocasião em que o amor de Ivan, por ela, é fortemente testado, já que agora ele se acha diante de uma mulher feita, carregando um filho, e não mais daquele anjo por ele tanto idealizado.

imagem

Comentários

"Os Amantes de Maria" é um excelente filme dos anos 80, tendo, na França, sido indicado ao Prêmio César de Melhor Filme estrangeiro.  Dirigido e co-escrito pelo cineasta russo Andrei Konchalovsky, sua trama gira em torno das causas e conseqüências  da impotência sexual de origem psicológica.

Konchalovsky apresenta-nos um ótimo trabalho, ao desenvolver a história de forma sensível e fascinante, o qual é fortemente valorizado pelas magníficas interpretações.

As escolhas de Nastassja Kinski, uma das mais talentosas atrizes de sua geração, e de John Savage, foram decisivas para o sucesso do filme, uma vez que, trabalhar bem com as emoções era essencial nesse drama sobre amor sem sexo, sexo sem amor, e suas respectivas conseqüências.

Não há dúvidas de que os dois personagens se amavam muito, um amor que teve início durante a adolescência.  Entretanto, no caso de Ivan, ao se ver na iminência de possui-la carnalmente, sentiu-se impotente para quebrar a ilusão por tanto tempo alimentada sobre a jovem por ele idealizada, pura, idolatrada.  É o amor sem sexo.  Já Maria, que também o amava apaixonadamente, sentiu que suas necessidades sexuais e a vontade de ter um filho começavam a atormentá-la e a frustrá-la, o que fez com que ela se entregasse basicamente a um desconhecido.  É o sexo sem amor.

Enfim, Konchalovsky procura mostrar a importância do sexo no casamento, na realização e na felicidade das pessoas.

Além de seu belo trabalho, "Os Amantes de Maria" conta ainda com a extraordinária fotografia do espanhol Juan Ruiz Anchía.

CAA