Filmes por gênero

OS AMANTES (1958)

Les amants
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Los amantes (México, Argentina, Chile)
Die Liebenden (Austria, Alemanha)
The lovers (Estados Unidos, Reino Unido)
De älskande (Suécia)
Kochankowie (Polônia)
Szeretők (Hungria)
De elskende (Dinamarca)
Любовники (União Soviética)
Pais: França
Gênero: Drama
Direção: Louis Malle
Roteiro: Louis Malle, Louise Vilmorin
Produção: Irénée Leriche
Design Produção: Bernard Evein
Música Original: Alain De Rosnay
Música Não Original: Johannes Brahms
Direção Musical: Serge Baudo
Fotografia: Henri Decaë
Edição: Léonide Azar
Maquiagem: Gisèle Jacquin
Efeitos Sonoros: Pierre-André Bertrand
Nota: 8.4
Filme Assistido em: 1960

Elenco

Jeanne Moreau Jeanne Tournier
Jean-Marc Bory Bernard Dubois-Lambert
Judith Magre Maggy Thièbaut-Leroy
José Luis de Villalonga Raoul Flores
Gaston Modot Coudray
Michèle Girardon A secretária
Lucienne Hamon Chantal
Georgette Lobre Marthe
Claude Mansard Marcelot
Alain Cuny Henri Tournier
Jean-Claude Brialy Jovem no local dos cavalos
Patricia Maurin Catherine, filha de Jeanne
Pierre Frag .
Gib Grossac .

Prêmios

Festival Internacional de Veneza, Itália

Prêmio do Júri Especial (Louis Malle)

Prêmio Cinema Novo de Melhor Atriz (Jeanne Moreau)

Indicações

Festival Internacional de Veneza, Itália

Prêmio Leão de Ouro (Louis Malle)

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Casada com Henri Tournier, homem autoritário e proprietário de um jornal de Dijon, Jeanne vive entediada com a vida do interior e nas inúmeras estadas na casa de sua amiga Maggy, em Paris, onde os agitos da noite urbana a fascinam, ela conhece Raoul Flores, um jogador de pólo, que se torna seu amante.

Henri, desejoso de conhecer os amigos de sua mulher, convida Maggy e Raoul à sua casa. Voltando de Paris, o carro de Jeanne se quebra  e ela é ajudada por um jovem arqueólogo, Bernard Dubois-Lambert, que lhe oferece carona até sua mansão.

Henri insiste para que o estranho fique para jantar e passar a noite, juntamente com os outros hóspedes, Maggy e Raoul.

No meio da noite, Jeanne e Bernard se reencontram nos jardins e, depois de passearem ao luar, amam-se ardentemente em um barco que se encontra no lago da propriedade.  Na manhã seguinte, Jeanne decide acompanhar Bernard, abandonando o marido, o filho e o amante.

Os dois partem para uma longa viagem, cheia de incertezas.  Ela tem medo mas não lamenta. Em Dijon, entretanto, aproveitando um semáforo fechado, ela desce do carro.  Bernard se afasta, deixando-a só com as lembranças de uma felicidade que jamais tivera conhecido e que não voltará a vivenciar.

imagem

Comentários

"Os Amantes" é um ótimo drama romântico, realizado pelo grande cineasta francês, Louis Malle.  Controverso, por conta de uma longa cena de amor (cerca de 20 minutos), o filme é extremamente sincero ao apresentar um significativo retrato psicológico dos personagens.

A linha da história é simples, porém original e convincente. Há cenas memoráveis como o encontro casual de Jeanne e Bernard nos jardins, em que ela parece uma fada mística a seduzir Bernard, ou a cena final, que transmite uma mensagem de liberdade e incerteza.

A música de Brahms, durante a longa cena de amor, adiciona emoção a este filme.  A fotografia de Henri Decaë é excelente.   Jeanne Moreau está magnífica no papel de Jeanne Tournier.  Finalmente, Jean-Marc Bory está muito bem como o amante Bernard.

CAA