Filmes por gênero

PROFISSÃO: REPÓRTER (1975)

Professione: reporter
imagem imagem imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: El reportero (Espanha)
Profession: reporter (França)
The Passenger (UK)
Beruf: Reporter (Alemanha, Áustria)
Pais: Itália, Espanha, França
Gênero: Drama, Suspense
Direção: Michelangelo Antonioni
Roteiro: Michelangelo Antonioni, Mark Peploe, Peter Wollen
Produção: Carlo Ponti
Música Original: Ivan Vandor
Fotografia: Luciano Tovoli
Edição: Michelangelo Antonioni, Franco Arcalli
Direção de Arte: Piero Poletto
Figurino: Louise Stjeernsward
Maquiagem: Franco Freda
Efeitos Sonoros: Franca Silvi, Sandro Peticca, Fausto Ancillai
Nota: 8.5
Filme Assistido em: 2007

Elenco

Jack Nicholson David Locke
Maria Schneider Jovem turista e estudante de arquitetura
Jenny Runacre Rachel Locke
Ian Hendry Martin Knight
Steven Berkoff Stephen
Ambroise Bia Achebe
José Maria Caffarel Funcionário do Hotel
James Campbell Médico
Jean-Baptiste Tiemele Assassino
Ángel del Pozo Inspetor de Polícia
Charles Mulvehill David Robertson

Prêmios

Prêmios Bodil - Copenhague, Dinamarca

Bodil de Melhor Filme Europeu (Michelangelo Antonioni)

Sindicato dos Jornalistas Críticos de Cinema, Itália

Prêmio Fita de Prata de Melhor Diretor de Filme Italiano (Michelangelo Antonioni)

Prêmio Fita de Prata de Melhor Fotografia

Indicações

Festival Internacional de Cannes, França

Prêmio Palma de Ouro (Michelangelo Antonioni)

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

 David Locke, um jornalista anglo-americano, tenta sem sucesso entrevistar os chefes de um grupo revolucionário na África, com vistas a um documentário sobre o continente pós-colonial.  Ao voltar ao hotel onde se encontra hospedado, a pé, depois de ter seu jipe atolado nas areias do deserto, descobre seu vizinho de quarto, David Robertson, morto sobre a cama.  Sentindo-se no seu limite, face a problemas pessoais e às condições físicas de seu trabalho, decide subitamente fugir de sua vida, de sua mulher, de seu emprego, enfim, de suas responsabilidades, ao assumir a identidade do morto.

Para tanto, apossa-se do passaporte de Robertson e, com bastante habilidade, consegue trocar a fotografia dele pela sua.  Ao encontrar uma agenda com os contatos e compromissos do morto, David decide seguir seus passos e viaja até Munique.  Antes, entretanto, passa por Londres a fim de pegar alguns documentos, aproveitando uma hora em que sua esposa não se encontra em casa.

Uma vez no aeroporto de Munique, aluga um carro da Locadora Avis e, em seguida, graças a uma anotação de Robertson, vai até o Guarda-Volumes do aeroporto, de onde retira uma pasta contendo um catálogo de armas de guerra.  Procurado por Achébé, um revolucionário negro, ele entrega-lhe a tal pasta, recebendo em contrapartida um envelope com uma enorme quantia em dinheiro, como sendo a 1ª parcela do valor acordado.  Ainda segundo Achébé, a 2ª parcela lhe será entregue em Genebra e o próximo encontro entre eles será, como combinado, em Barcelona.

Em Londres, Rachel, mulher de Locke, intrigada com sua morte, persuade um amigo comum, o editor de TV, Martin Knight, a ir até Barcelona a fim de localizar um tal de Robertson, que, segundo foi informada, trata-se da última pessoa a estar com David antes de sua morte.  Através de informações conseguidas junto à Locadora de automóveis, Martin descobre que Robertson encontra-se hospedado no Hotel Oriente.  Ele se hospeda no mesmo hotel.

David, ao descobrir que Martin o procura, consegue fugir de Barcelona, com a ajuda de uma jovem turista e estudante de arquitetura.  Juntos, os dois seguem para San Ferdinando, próximo local do itinerário de Robertson, segundo sua agenda.

Enquanto isso, em Londres, Rachel é chamada à Embaixada do país africano, onde David teria morrido, para receber os pertences que se achavam no quarto do morto.  Na ocasião, ela pergunta ao Embaixador se ele sabe quem é um tal de Robertson que, segundo soube, teria sido a última pessoa a falar com David, antes de sua morte.  O Embaixador lhe diz que se trata de uma pessoa envolvida com o tráfico de armas e ligada à Frente Unificada de Libertação.  Já em casa, ao abrir as valises recebidas, descobre que a foto do passaporte do marido foi trocada por outra de uma pessoa muito parecida com ele.

De posse desse documento, Rachel viaja à Espanha, onde denuncia o fato às autoridades policiais.  Em suas investigações, a polícia espanhola descobre que Robertson encontra-se com um carro, conversível, locado junto à Avis, de cor branca e com a placa de Madrid.

Ao se encontrar numa cabine telefônica do saguão de um hotel em Almeria, Rachel vê quando David e a jovem turista chegam à recepção.  Ela tenta alcançá-los mas os dois fogem.  Avisada, a polícia sai em sua perseguição.  Em outro carro, Rachel acompanha alguns policiais.

Quando o conversível sofre uma avaria mecânica, David decide abandoná-lo e sugere que a jovem pegue um ônibus até Almeria e, de lá, um barco para Tânger, onde ele a procurará em três dias.  Ela, entretanto, não atende à sua sugestão e os dois terminam encontrando um hotel no pequeno vilarejo de Osuna.  Uma vez lá instalados, a jovem sai para dar uma volta a pé pelas redondezas, enquanto ele prefere ficar repousando.

Logo a seguir, Achébé chega de automóvel à Osuna, entra no Hotel de la Gloria, onde David se acha hospedado, de onde sai minutos depois.  Quando a jovem turista está retornando ao hotel, o carro da polícia chega trazendo Rachel.

O recepcionista os leva ao quarto de David, onde o encontram assassinado.  O policial pergunta à Rachel se ela reconhece o morto como sendo Robertson e ela diz que não.  Feita a mesma pergunta à jovem turista, ela confirma ser ele Robertson.

imagem imagem imagem

Comentários

Baseado numa história de  Mark Peploe, "Profissão: Repórter" é mais uma obra-prima do cinema italiano, em co-produção com a França, a Espanha e os Estados Unidos.  Realizado pelo mestre Michelangelo Antonioni, que também participou da elaboração do roteiro e dos trabalhos de edição, o filme narra a história de um jornalista que, ao se lhe apresentar a oportunidade de assumir a identidade de um morto, por razões pessoais que o levaram a uma profunda frustração, lança-se nessa aventura com o entusiasmo de quem espera encontrar uma liberdade inesperada.

O título em inglês, "The Passenger", enquadra o jornalista exatamente na condição de passageiro dessa aventura.  Os principais elementos que marcam a famosa trilogia de Antonioni sobre "o tédio existencial", acham-se também aqui presentes.  Com relativamente poucos diálogos, a linguagem utilizada por Antonioni é predominantemente visual.

No papel do repórter, Jack Nicholson acha-se impecável.  Maria Schneider, que ficou célebre por seu papel em "O Último Tango em Paris", ao lado de Marlon Brando, está muito bem como a turista que passa a acompanhar o jornalista até o final.  Merecem ainda ser destacadas a ótima trilha sonora e a maravilhosa fotografia de Luciano Tovoli.

CAA