Filmes por gênero

OS AMANTES (1991)

Amantes
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Lovers: A true story (Estados Unidos)
Amants (França)
Amantes - Amanti (Itália)
Amantes - Die Liebenden (Alemanha)
Szeretők (Hungria)
Kochankowie (Polônia)
Pais: Espanha
Gênero: Drama, Crime, Romance
Direção: Vicente Aranda
Roteiro: Álvaro del Amo, Vicente Aranda, Carlos Pérez Merinero
Produção: Pedro Costa
Música Original: José Nieto
Fotografia: José Luis Alcaine
Edição: Teresa Font
Direção de Arte: Josep Rosell
Figurino: Nereida Bonmatí
Guarda-Roupa: Pilar Tavera
Maquiagem: Gregorio Ros
Efeitos Sonoros: Miguel Ángel Polo, Ricard Casals, José Vinader, Luis Castro
Efeitos Especiais: Reyes Abades
Nota: 8.5
Filme Assistido em: 1992

Elenco

Victoria Abril Luisa
Jorge Sanz Paco
Maribel Verdú Trini
Enrique Cerro Comandante
Mabel Escaño Esposa do Comandante
Alicia Agut Mãe de Trini
José Cerro Minuta
Gabriel Latorre Gordo
Lucas Martín Javier
Jorge Juan García Ignacio
Cosme Cortázar Capataz
María Valencia Monja
Manuel Luque Taxista
Osmundo Colorado Sacerdote
Tomás Martínez Homem no trem
Fidel Rodríguez Homem no trem
Amado Cruz Camareiro
Carmen Ibarra .
Fernando Hernández .
Rafael Serna .
Leonor Herreros .

Prêmios

Festival Internacional de Berlim, Alemanha

Prêmio Urso de Prata de Melhor Atriz (Victoria Abril)

Festival Internacional de Cinema de Chicago

Prêmio Silver Hugo de Melhor Direção (Vicente Aranda)

Fotogramas de Plata, Madrid, Espanha

Fotogramas de Plata de Melhor Filme Espanhol (Vicente Aranda)

Festival Internacional de Ghent, Bélgica

Menção Especial (Maribel Verdú)

Prêmios Goya - Academia Espanhola, Espanha

Goya de Melhor Direção (Vicente Aranda)

Goya de Melhor Filme ( Pedro Costa Producciones Cinematográficas S.A.)

Prêmios Ondas, Barcelona, Espanha

Prêmio Ondas de Melhor Filme (Vicente Aranda)

Prêmios Sant Jordi de Barcelona

Prêmio de Melhor Filme Espanhol (Vicente Aranda)

Prêmios Turia, Espanha

Prêmio Turia de Melhor Atriz (Victoria Abril)

Prêmio Turia de Melhor Filme Espanhol (Vicente Aranda)

Indicações

Festival Internacional de Berlim, Alemanha

Prêmio Urso de Ouro (Vicente Aranda)

Fotogramas de Plata, Madrid, Espanha

Fotogramas de Plata de Melhor Ator (Jorge Sanz)

Fotogramas de Plata de Melhor Atriz (Victoria Abril)

Fotogramas de Plata de Melhor Atriz (Maribel Verdú)

Prêmios Goya - Academia Espanhola, Espanha

Goya de Melhor Ator (Jorge Sanz)

Goya de Melhor Atriz (Maribel Verdú)

Goya de Melhor Atriz (Victoria Abril)

Goya de Melhor Edição (Teresa Font)

Goya de Melhor Roteiro Original (Álvaro del Amo, Carlos Pérez Merinero, Vicente Aranda)

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Em Madrid, em meados da década de 1950, Paco, um jovem servindo os últimos dias do seu serviço militar, está em busca de um emprego estável. Ele é noivo de Trini, empregada do seu Major. Trini não é só doce e bonita, mas também amealhou uma quantidade considerável de dinheiro, através de anos de trabalho, que permitirá que ela e Paco iniciem uma vida juntos, confortavelmente. Assim, ao deixar o serviço militar, Paco procura um lugar para morar até o dia de seu casamento. Trini, involuntariamente, se refere à Luisa, uma bela viúva que, periodicamente, recebe pensionistas, onde ele finalmente aluga um quarto de hóspedes.
 
Além de complementar sua renda com pensionistas, Luisa se engaja em fraudes de contratos do submundo. Por outro lado, como Trini se recusa a dormir com ele antes do casamento, Paco termina sendo seduzido por Luisa, iniciando um caso. Ele se acha deslumbrado pelo prazer sexual proporcionado por Luisa. Tão intensa é a atração de Paco por ela, que ele abandona Trini por longos períodos. 
 
Certo dia, no entanto, quando o casal está passeando na rua, Trini fica surpresa ao ver Luisa e, imediatamente, adivinha que ela e Paco estão tendo um relacionamento. Ela, então, procura os conselhos da esposa do Major, que lhe diz que ela deve usar o seu próprio poder sexual para reconquistar Paco. Assim, ela espera que Luisa saia de seu apartamento e, em seguida, vai até o quarto de Paco e se entrega a ele. No início, a tática funciona e eles chegam a pensar em fazer uma visita à mãe dela, na aldeia em que ela mora. No entanto, Trini não é páreo para a rival dela como amante, fazendo com que Paco não consiga tirar Luisa de sua mente. 
 
Ao retornarem à Madrid, Paco se mostra disposto a manter seu relacionamento com Luisa, mas ela, sabendo da existência de Trini, se mostra descontroladamente com inveja de sua rival. A situação se complica, ainda mais, quando Luisa é ameaçada por uma gangue de vigaristas, a quem ela deve bastante dinheiro. Tentando ajudá-la, Paco se mostra disposto a conseguir uma forma de ter acesso às economias de Trini, muito embora Luisa preferisse que ele simplesmente matasse a jovem. Em seguida, no entanto, ela sugere que Paco se case com Trini e, após conseguir roubar suas economias, fuja com ela, com o que ele concorda. 
 
Nesse sentido, Paco propõe casamento à Trini e os dois seguem para a cidade de Aranda de Duero, onde tinham planejado comprar um Bar. Luisa os segue, embora não tenha certeza sobre a determinação de Paco. Um vez lá, enquanto Trini dorme, Paco rouba o dinheiro da bolsa dela e o oferece à Luisa. Esta, no entanto, se mostra chateada porque Trini continua viva. Por outro lado, o desaparecimento do dinheiro faz com que Trini perceba que seu amor por Paco está condenado. Assim, quando ele retorna ao quarto do hotel e confessa o plano, Trini lhe diz que prefere a morte ao abandono. Em seguida, frustrada em sua tentativa de cortar o próprio pulso, ela implora para que Paco a mate, já que é o que ele mais deseja.
 
Mais tarde, quando os dois se encontram num banco em frente à Catedral da cidade, Trini pede mais uma vez à Paco para matá-la. Ele então a mata e, com as mãos ensanguentadas, corre até a estação ferroviária, para impedir que Luisa o deixe. Colocando suas mãos ensanguentadas na janela do compartimento, sinalizando à Luisa que a missão havia sido cumprida, ela sai do trem em movimento e o casal se abraça apaixonadamente. Três dias depois, a televisão anuncia que o casal foi preso pela polícia.
 
 

imagem

Comentários

Realizado pelo cineasta Vicente Aranda, a partir de um roteiro por ele escrito, juntamente com Álvaro del Amo e Carlos Pérez Merinero, "Os Amantes" é um filme produzido em 1991 pela Pedro Costa Producciones Cinematográficas S.A., juntamente com a Televisión Española (TVE).
 
Na direção, Aranda realiza um excelente trabalho, o que lhe rendeu diversas premiações. O filme conta, ainda, com uma ótima fotografia, a cargo de José Luis Alcaine. No elenco, com excelentes atuações, destacam-se Victoria Abril, Maribel Verdú e Jorge Sanz, nos papéis principais.
 
CAA