Filmes por gênero

OS AMANTES DE PONT NEUF (1991)

Les amants du Pont-Neuf
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Gli amanti del Pont-Neuf (Itália)
Die liebenden von Pont-Neuf (Alemanha)
The lovers on the bridge (USA)
Los amantes del Pont-Neuf (Espanha)
Los amantes del Puente Nuevo (México)
De älskande på Pont-Neuf (Suécia)
Kochankowie z Pont-Neuf (Polônia)
De elskende fra Pont-Neuf (Dinamarca)
Любовники с Нового моста (União Soviética)
Pais: França
Gênero: Drama, Romance
Direção: Leos Carax
Roteiro: Leos Carax
Produção: Christian Fechner, Alain Dahan
Design Produção: Michel Vandestien
Fotografia: Jean-Yves Escoffier
Edição: Nelly Quettier
Direção de Arte: Franck Schwarz
Figurino: Robert Nardone
Maquiagem: Isabelle Legay, Valérie Tranier
Efeitos Sonoros: Henri Morelle, Gilbert Courtois, Antoine Ouvrier e outros
Efeitos Especiais: Philippe Hubin, Isabelle Tillou, Guy Monbillard
Nota: 8.4
Filme Assistido em: 1992

Elenco

Juliette Binoche Michèle Stalens
Denis Lavant Alex
Daniel Buain Amigo vadio de Alex
Klaus-Michael Grüber Hans
Marion Stalens Marion
Chrichan Larsson Julien
Edith Scob Mulher no automóvel
Georges Aperghis Homem no automóvel
Paulette Berthonnier Operadora de Balsas
Roger Berthonnier Operador de Balsas
Michel Vandestien Bombeiro
Albert Prévost Comissário
Marc Maurette Juiz
Jean-Louis Airola Colador de cartazes
Georges Castorp Pessoa adormecida
Marc Desclozeaux Pessoa adormecida
Alain Dahan Pessoa adormecida
Pierre Pessemesse Pessoa adormecida
Johnny Aldama Pessoa adormecida

Prêmios

Academia do Cinema Europeu

Prêmio de Melhor Atriz (Juliette Binoche)

Prêmio de Melhor Fotografia (Jean-Yves Escoffier)

Prêmio de Melhor Edição (Nelly Quettier)

Prêmios Sant Jordi de Barcelona

Prêmio de Melhor Atriz Estrangeira (Juliette Binoche)

Indicações

Academia Britânica de Cinema e Televisão, Inglaterra

Prêmio de Melhor Filme em Língua Estrangeira (Christian Fechner, Leos Carax)

Associação dos Críticos de Cinema de Chicago

Prêmio de Melhor Filme em Língua Estrangeira (Leos Carax)

Prêmios César - Academia das Artes do Cinema, França

César de Melhor Atriz (Juliette Binoche)

César de Melhor Design de Produção (Michel Vandestien)

Academia do Cinema Europeu

Prêmio de Melhor Ator (Denis Lavant)

Prêmio de Melhor Filme (Christian Fechner)

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

A Pont-Neuf, a mais antiga e uma das mais conhecidas pontes de Paris, no período em que se acha fechada para reparos, serve de abrigo para muitos sem-teto.

Entre eles, acham Michèle Stalens, uma pintora de classe média que, fugindo de um relacionamento que não deu certo, decide viver nas ruas da cidade para pintar o máximo possível antes que fique cega em função de uma doença.

É lá que ela conhece Alex, um artista de rua que ganha alguns trocados, mas que é viciado em álcool e sedativos. Os dois tornam-se amigos e amantes. À medida que sua visão se deteriora, ela torna-se cada vez mais dependente de Alex. O relacionamento entre os dois acaba se tornando uma dependência, fazendo com que o medo de um perder o outro se mostre massacrante.

Quando surge a possibilidade de Michèle ser submetida a um promissor tratamento, sua família tenta localizá-la através de cartazes e anúncios nas rádios. Entretanto, ao tomar conhecimento de que a pintora está sendo procurada pela família, Alex faz de tudo para que esse encontro não venha a ocorrer, face ao temor de que ela venha a abandoná-lo.

imagem

Comentários

Escrito e dirigido pelo cineasta Leos Carax, “Os Amantes de Pont Neuf” é um bom filme dramático do cinema francês, embora não chegue a ser considerado um grande filme. Sua trama gira em torno da fascinante história de amor entre dois sem-teto de Paris.

Na direção, Carax nos brinda com um ótimo trabalho, no que é ajudado pelas brilhantes atuações de Denis Lavant e, principalmente, de Juliette Binoche. Os cenários e a música são dois outros quesitos que merecem elogios.

Em suma, “Os Amantes de Pont Neuf” é um filme que deve ser visto por todos aqueles que amam a sétima arte.

CAA