Filmes por gênero

NOSTALGIA (1983)

Nostalghia
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Nostalghia (França, Alemanha)
Nostalgia (Finlândia, México)
Ностальгия (União Soviética)
Pais: Itália, União Soviética
Gênero: Drama
Direção: Andrei Tarkovsky
Roteiro: Andrei Tarkovsky, Tonino Guerra
Produção: Manolo Bolognini, Renzo Rossellini
Design Produção: Andrea Crisanti
Direção Musical: Gino Peguri
Fotografia: Giuseppe Lanci
Edição: Erminia Marani, Amedeo Salfa
Figurino: Lina Nerli Taviani
Maquiagem: Giulio Mastrantonio, Iole Cecchini
Efeitos Sonoros: Luciano Anzellotti, Massimo Anzellotti, Remo Ugolinelli
Efeitos Especiais: Paolo Ricci
Nota: 9.6
Filme Assistido em: 1987

Elenco

Oleg Yankovskiy Andrei Gorchakov
Erland Josephson Domenico
Domiziana Giordano Eugenia
Patrizia Terreno Esposa de Andrei
Laura De Marchi Camareira
Delia Boccardo Esposa de Domenico
Milena Vukotic Funcionária Pública
Raffaele Di Mario .
Rate Furlan .
Livio Galassi .
Elena Magoia .
Piero Vida .
Alberto Canepa .
Omero Capanna .
Vittorio Mezzogiorno .

Prêmios

Festival Internacional de Cannes, França

Prêmio de Melhor Direção (Andrei Tarkovsky)

Prêmio FIPRESCI (Andrei Tarkovsky)

Prêmio do Júri Ecumênico (Andrei Tarkovsky)

Prêmio Palma de Ouro (Andrei Tarkovsky)

Sinopse

Andrei Gortchakov, um famoso escritor russo, está escrevendo a biografia de Pavel Sosnovsky, um compositor russo que duzentos anos antes havia vivido na Itália, onde seu talento fora reconhecido. Não tolerando a nostalgia pela terra natal, retornara para a Rússia, voltando a ocupar a humilde posição social que tinha antes, caindo inicialmente no alcoolismo e depois no suicídio. Colhendo dados para seu livro, Gortchakov viaja pela Toscana, visitando os lugares por onde Sosnovsky passara.
 
A bela guia tradutora que o acompanha tenta seduzi-lo, mas Gortchakov não corresponde à suas investidas. Na verdade, nada o interessa, como vemos nas cenas iniciais, nas quais ele diz que a paisagem da Toscana se confunde com a névoa russa, e sua língua materna se mistura com a italiana. Gortchakov se recusa à sair do carro e ver a "Madona del Parto", de Piero della Francesca, apesar de ter percorrido uma longa distância com esse objetivo. Preso que está de uma incontrolável nostalgia, diz estar farto de tudo e que nada mais quer ver.
 
Prosseguindo a viagem, o casal chega à Bagno Vignoni, a antiga cidade com termas medicinais, que no correr da história, abrigou muitos hóspedes ilustres, entre eles Santa Catarina de Siena. Na cidade, encontram Domenico, um homem tido como louco por ter passado sete anos trancado em casa com sua família, movido por um inexplicável medo. O escritor imediatamente se identifica com Domenico. Entende seu desespero, sua descrença na convivência humana, sua falta de perspectivas. Ele procura se aproximar dele, o que consegue depois de vencer uma resistência inicial. Eles se tornam amigos e Domenico delega à Gortchakov uma missão simbólica: atravessar a piscina de águas termais com uma vela acesa.
 
Já em Roma, para embarcar para a União Soviética, toma conhecimento de que Domenico está ali e, naquele momento, prega no Campidoglio seu discurso moralizante e apocalíptico. Gortchakov se dirige para aquele local e presencia o momento em que Domenico encharca seu corpo com um líquido inflamável e ateia fogo em seguida. Gortchakov suspende o retorno para casa e volta à Bagno Vignoni, onde finalmente cumpre a promessa feita ao amigo.

imagem

Comentários

Realizado pelo cineasta Andrei Tarkovsky, a partir de um roteiro escrito por ele escrito, juntamente com Tonino Guerra, "Nostalgia" é um filme produzido em 1983 pelas empresas Rete 2 TV RAI e Sovinfilm. 

Na direção, Tarkovsky realiza um excelente trabalho, o qual lhe rendeu algumas premiações. O filme conta ainda com uma ótima trilha sonora, onde se destaca a Sinfonia nº 9 de Ludwig Van Beethoven. No elenco, o maior destaque é, sem nenhuma dúvida, Oleg Yankovskiy, com uma excelente atuação. 

CAA