Filmes por gênero

INDISCRIÇÃO (1945)

Christmas in Connecticut
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Il sergente e la signora (Itália)
Cena de Navidad (Espanha)
Weihnachten nach Maß (Alemanha)
Under falsk flagg (Suécia)
Swieta w Connecticut (Polônia)
Karácsony Connecticutban (Hungria)
Naisreportteri rakastuu (Finlândia)
Рождество в Коннектикуте (União Soviética)
Pais: Estados Unidos
Gênero: Comédia, Romance
Direção: Peter Godfrey
Roteiro: Lionel Houser, Adele Comandini
Produção: William Jacobs
Música Original: Friedrich Hollaender
Direção Musical: Leo F. Forbstein
Fotografia: Carl Guthrie
Edição: Frank Magee
Direção de Arte: Stanley Fleischer
Figurino: Milo Anderson
Guarda-Roupa: Edith Head
Maquiagem: Perc Westmore
Efeitos Sonoros: Everett Alton Brown
Efeitos Especiais: William C. McGann
Efeitos Visuais: Willard Van Enger
Nota: 8.4
Filme Assistido em: 1951

Elenco

Barbara Stanwyck Elizabeth Lane
Dennis Morgan Jefferson Jones
Sydney Greenstreet Alexander Yardley
Reginald Gardiner John Sloan
S.Z. Sakall Felix Bassenak
Robert Shayne Dudley Beecham
Una O'Connor Norah
Frank Jenks Sinkewicz
Joyce Compton Mary Lee
Dick Elliott Juiz Crowthers
Betty Alexander Enfermeira Smith
Walter Baldwin Xerife Potter
Marie Blake Sra. Wright
Lillian Bronson Srta. Scott
Jody Gilbert Sra. Gerseg
Allen Fox Carteiro
Pat Lane Repórter
Charles Marsh Repórter
Olaf Hytten Elkins
Emmett Smith Sam
Charles Sherlock Barman
Fred Kelsey Harper

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Elizabeth Lane vive sozinha em um apartamento de Nova York. Ela é responsável pela publicação de uma coluna, “Diário de Uma Dona de Casa”, em um conceituado meio de comunicação da cidade. Embora não seja casada nem saiba cozinhar, seus artigos falam de sua fictícia vida em uma fazenda de Connecticut, em companhia do marido e de um filho, e de receitas que assina como suas, mas que na verdade lhe são fornecidas pelo amigo e chef de cozinha, Felix Bassenak. Sua coluna é admirada por donas de casa de todo o país.

Seu editor, Alexander Yardley, desconhecendo a realidade, insiste para que ela ofereça um jantar de Natal em homenagem a um herói de guerra, Jefferson Jones, que se recupera de ferimentos em um hospital e que, segundo sua enfermeira, não perde um só artigo por ela publicado.

Desesperada com a possibilidade de um escândalo vir a marcar o fim de carreira para ela e para seu redator, Dudley Beecham, Elizabeth concorda em se casar com seu amigo e arquiteto, John Sloan, proprietário de uma fazenda em Connecticut, embora não o ame.

Na véspera do Natal, na pitoresca fazenda de Sloan, Elizabeth conhece a empregada, Norah, e o bebê de um vizinho que eles vão fingir ser deles. Ela e John pretendem se casar imediatamente, na presença do juiz Crowthers, mas a cerimônia é interrompida com a chegada de Jefferson. É amor à primeira vista. Ao contrário de Elizabeth, o herói de guerra sabe lidar com bebês, dar banho, etc, graças ao convívio que teve junto aos filhos de sua irmã. Após o jantar, os dois passam um bom tempo no celeiro. Apaixonado, Jefferson se contém por acreditar que Elizabeth é casada e tem um filho.

Na manhã seguinte, dia de Natal, o juiz retorna para a cerimônia, mas esta é novamente adiada por conta da presença de um bebê diferente daquele que se achava na véspera. Felix consegue contornar a situação até que a mãe da criança chega para levá-la. Yardley, que assistiu à cena, assume que alguém seqüestrou o bebê e decide chamar a polícia e os jornais.

Elizabeth e Jefferson passam a noite na cadeia, acusados erroneamente de roubarem o cavalo e um trenó do vizinho, retornando à fazenda na manhã seguinte. Ao vê-la, Yardley a acusa de abandonar o filho. Não suportando mais a situação, ela decide contar toda a verdade a ele que, furioso, a demite.  

Mary Lee, noiva de Jefferson, chega inesperadamente à fazenda. Abatida, Elizabeth se retira para embalar seus pertences e voltar para Nova York. Felix, no entanto, descobre que Mary Lee já é casada com outra pessoa. Em seguida, atraindo Yardley até a cozinha, ele inventa uma história segundo a qual uma revista concorrente estaria tentando contratar Elizabeth. Preocupado, o editor decide readmiti-la com o dobro do salário anterior.  

Por outro lado, o chefe de cozinha procura Jefferson para dizer-lhe que ele está livre para cortejar Elizabeth. Esta, depois de ser informada sobre sua readmissão, é procurada por Jefferson, que lhe confessa seu amor. Depois de se beijarem, o casal faz planos para o casamento.

imagem

Comentários

Realizada pelo cineasta Peter Godfrey, “Indiscrição”, embora não se trate de uma obra-prima, é sem nenhuma dúvida, uma agradável e deliciosa comédia romântica que merece ser vista.

Além de contar com um roteiro bem construído e a eficaz direção de Godfrey, o filme tem, em seu elenco, um de seus pontos mais fortes. No papel principal, Barbara Stanwyck está magnífica ao lado de Dennis Morgan, com quem mantém uma ótima química. Adicionalmente, entre os atores coadjuvantes, encontram-se nomes como os de Sydney Greenstreet e S.Z. Sakall.

CAA