Filmes por gênero

O EXÉRCITO DAS SOMBRAS (1969)

L'armée des ombres
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: L'armata degli eroi (Itália)
El ejército de las sombras (Espanha, Argentina)
Army of shadows (USA, UK)
Armee im schatten (Alemanha)
Skuggornas armé (Suécia)
Armia cieni (Polônia)
Pais: França, Itália
Gênero: Drama, 2ª Guerra Mundial
Direção: Jean-Pierre Melville
Roteiro: Jean-Pierre Melville
Produção: Jacques Dorfmann
Design Produção: Théobald Meurisse
Música Original: Éric Demarsan
Fotografia: Pierre Lhomme, Walter Wottitz
Edição: Françoise Bonnot
Figurino: Colette Baudot
Maquiagem: Maud Begon
Efeitos Sonoros: Alex Pront, Jean Nény, Jacques Carrère, V. Revelli
Efeitos Especiais: Walter Wottitz
Efeitos Visuais: Georges Tornero
Nota: 9.4
Filme Assistido em: 2014

Elenco

Lino Ventura Philippe Gerbier
Paul Meurisse Luc Jardie
Simone Signoret Mathilde
Jean-Pierre Cassel Jean-François Jardie
Claude Mann Claude Ullmann, "Le Masque"
Paul Crauchet Felix Lepercq
Christian Barbier Guillaume Vermersch, "Le Bison"
Serge Reggiani Cabeleireiro
André Dewavrin Coronel Passy
Alain Dekok Legrain
Alain Mottet Comandante do Campo
Alain Libolt Paul Dounat
Jean-Marie Robain Barão de Ferte Talloire
Denis Sadier Médico da Gestapo
Georges Sellier Coronel Jarret du Plessis
Marco Perrin Octave Bonnafous
Hubert de Lapparent Aubert, farmacêutico
Anthony Stuart Major da RAF
Jacques Marbeuf Oficial interrogador da S.S.
Nathalie Delon Amiga de Jean-François
Adrien Cayla-Legrand General De Gaulle
Marcel Bernier Ajudante aduaneiro
Gaston Meunier Controlador de bagagens

Prêmios

Associação de Críticos de Cinema de Los Angeles, EUA

Citação Especial (Jean-Pierre Melville)

Círculo dos Críticos de Cinema de Nova York, EUA

Prêmio de Melhor Filme Estrangeiro

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Em junho de 1942, na França ocupada, Philippe Gerbier, um engenheiro suspeito de "pensamentos Gaullistas", é detido pela polícia e levado para um campo de prisioneiros. Ele contrasta com os demais prisioneiros por ter uma força de caráter incomum.

Poucos dias depois, as autoridades francesas o entregam à Gestapo, a polícia secreta nazista, que o transfere para Paris, a fim de ser interrogado no Hotel Majestic. No entanto, ele consegue escapar com a ajuda de um lutador da resistência e um cabeleireiro, e retorna à Marselha, onde a rede que ele está liderando está baseada.

Uma vez lá, o braço direito de Gerbier, Félix Lepercq, consegue identificar um certo Paul como o traidor que denunciou seu líder.  Com a ajuda de Guillaume Vermersch, conhecido como "Le Bison", um colosso de lealdade absoluta e ex-membro da Legião, Félix e Gerbier conduzem Paul até uma casa desabitada em Marselha, para lá ser executado.

Ao chegarem lá, eles encontram Claude Ullmann, conhecido como "A Máscara", um jovem membro da resistência, ansioso por provar seu valor em uma difícil missão. No entanto, a execução planejada de Paul com uma pistola acabou sendo impossível, pois uma família havia se mudado para a casa vizinha no dia anterior e, com certeza, ouviria o tiro. Gerbier, então, ordena que seus homens estrangulem o prisioneiro. A Máscara recua diante do modo de execução, mas Gerbier o repreende duramente e confidencia que é também a primeira vez para ele. A Máscara volta atrás e os três homens realizam sua sinistra tarefa.

Marcado pela execução, Félix chega a um bar e se depara com um ex-companheiro de esquadrão, Jean-François Jardie, um homem atraente e atlético, amante do risco, mas discreto e confiável.  Este último aceita a oferta de Félix de se juntar à Resistência, tanto por tédio, quanto por gosto pela aventura. Durante sua primeira viagem à Paris, Jean-François conhece Mathilde que, disfarçada de dona de casa, é na verdade uma peça central da rede de Gerbier, sem o conhecimento de seu marido e de sua filha. Com a missão cumprida, Jean-François faz uma visita surpresa a seu irmão mais velho, Luc, a quem apelida de "Saint-Luc", um renomado filósofo que leva a vida erudita e contemplativa em uma mansão localizada no 16º arrondissement.

Enquanto isso, Gerbier, que se radicou em Lyon, prepara com Félix uma viagem à sede da França Livre, em Londres.  Eles devem embarcar à noite em um submarino britânico, na enseada de Marselha, com um grupo de aviadores abatidos. Jean-François e Le Bison garantirão a segurança da operação. No último momento, Gerbier informa a Félix que o Grande Patrono, o líder do grupo, cuja identidade é um segredo zelosamente guardado, também estará na viagem. Depois que todos os outros embarcam, Jean-François conduz o Grande Patrono até o submarino, na escuridão total e retorna à terra sem nunca ver seu passageiro. Só quando está a bordo é que a luz incide sobre o Grande Patrono, que não é outro senão o seu irmão Luc Jardie.

Em Londres, Gerbier recebeu apoio logístico reforçado para sua rede e Luc Jardie foi nomeado Companheiro de Libertação pelo próprio Charles de Gaulle. Gerbier, no entanto, encurta sua estada ao saber da prisão de Félix pela Gestapo. Na ausência de Gerbier, Mathilde assumiu e está provando ser uma líder excepcional. Ao saber que Félix está sendo mantido em guarda reforçada pela Gestapo, em Lyon, ela desenvolve um ousado plano de fuga. A bordo de uma falsa ambulância, ela alegará ter sido enviada para levar Félix de volta à Paris. Jean-François, que assistiu todas as discussões em silêncio, resolve escrever uma carta de demissão á Gerbier e se denuncia à Gestapo através de uma carta anônima, na esperança de ser preso com seu ex-companheiro de regimento. Após interrogatório e espancamento, ele é efetivamente colocado na mesma cela que Félix, que se acha em estado crítico após a tortura a que foi submetido. Mathilde, ignorando o gesto de Jean-François, ainda assim convence Gerbier a colocar o plano em ação, com a condição de que ele não participe da operação.

imagem

Comentários

Escrito e dirigido pelo cineasta Jean-Pierre Melville, "O Exército das Sombras" é um filme franco-italiano produzido em 1969 pelas empresas "Les Films Corona" e "Fono Roma".  Sua trama se passa na época em que a França se achava sob o domínio da Alemanha de Hitler.
 
Na direção, Melville realiza um excelente trabalho, no que é ajudado por uma bela fotografia, a cargo de Pierre Lhomme e Walter Wottitz. No elenco, Lino Ventura brilha no papel de Philippe Gerbier, seguido pelas ótimas atuações de Simone Signoret, Paul Meurisse, Claude Mann, Jean-Pierre Cassel, dentre outros.
 
Enfim, "O Exército das Sombras" é um filme que recomendo fortemente.
 
CAA