Filmes por gênero

A VIÚVA NEGRA (1954)

Black Widow
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: La veuve noire (França, Bélgica)
L'amante sconosciuto (Itália)
La viuda negra (Espanha)
Die Spinne (Austria, Alemanha)
Svarta änkan (Suécia)
I løgnens net (Dinamarca)
Hämähäkin verkossa (Finlândia)
Черная вдова (União Soviética)
Pais: Estados Unidos
Gênero: Drama, Filme Noir, Mistério
Direção: Nunnally Johnson
Roteiro: Nunnally Johnson
Produção: Nunnally Johnson
Música Original: Leigh Harline
Direção Musical: Lionel Newman
Fotografia: Charles G. Clarke
Edição: Dorothy Spencer
Direção de Arte: Lyle R. Wheeler, Maurice Ransford
Figurino: Travilla
Guarda-Roupa: Charles Le Maire
Maquiagem: Ben Nye
Efeitos Sonoros: Eugene Grossman, Roger Heman Sr.
Efeitos Visuais: Ray Kellogg
Nota: 8.2
Filme Assistido em: 1967

Elenco

Ginger Rogers Carlotta 'Lottie' Marin
Van Heflin Peter Denver
Gene Tierney Iris Denver
George Raft Detetive C.A. Bruce
Peggy Ann Garner Nancy 'Nanny' Ordway
Reginald Gardiner Brian Mullen
Virginia Leith Claire Amberly
Otto Kruger Gordon Ling
Cathleen Nesbitt Lucia Colletti
Skip Homeier John Amberly
Hilda Simms Anne
James Stone Fritz
Mabel Albertson Sylvia
Frank Wilcox Zachary Paige
Bea Benaderet Sra. Franklin Walsh
Harry Carter Sargento Welch da Polícia
Richard H. Cutting Sargento Owens da Polícia
Virginia Maples Modelo
Aaron Spelling Sr. Oliver
Geraldine Wall Gwen Mills

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

No dia 6 de junho, quando o produtor da Broadway, Peter Denver, está se despedindo de sua esposa, Iris, que vai visitar sua mãe, ela o lembra para não faltar a um coquetel que estará sendo oferecido pela estrela de seu atual show, Carlotta Marin. Embora Carlotta e seu marido, Brian Mullen, vivam no mesmo prédio dos Denvers, Peter não quer ir, por não gostar de seu jeito autoritário.

No entanto, em atenção ao pedido de sua esposa, ele termina comparecendo ao coquetel, onde conhece Nancy Ordway, uma jovem escritora de vinte anos, que se encontra entre os muitos não convidados. Querendo fugir do barulho, ele convida Nancy para jantar e lhe assegura que suas intenções são estritamente platônicas. Mais tarde, naquela noite, ao conversar com sua esposa por telefone, ele lhe fala sobre a jovem e Iris, sorrindo, assume que Nancy pedirá ajuda a Peter para conseguir um emprego.

Três meses antes, no dia 6 de março, Nancy havia chegado à Nova York, onde procurou inesperadamente seu tio Gordon Ling, que é um dos atores coadjuvantes da peça de Peter. Uma semana depois, ela conseguiu um emprego de garçonete no Sylvia’s Café, onde conheceu a artista socialmente proeminente, Claire Amberly, e seu irmão John, um estudante de direito que se sentiu imediatamente atraído por ela. Na ocasião, Claire a convida para morarem juntas e, pouco tempo depois, Nancy e John começam a namorar.

No início de maio, Nancy visita o teatro onde Gordon está trabalhando e, não o encontrando, ela termina se encontrando com Peter que, após o jantar, a leva ao luxuoso apartamento dele e de Iris, onde Nancy declara sua intenção de se tornar uma importante autora. Na ocasião, ela afirma que poderia escrever melhor em um ambiente tão maravilhoso, e Peter, sempre disposto a ajudar um iniciante, permite que ela trabalhe em seu apartamento durante o dia, enquanto ele encontra-se fora. Duas semanas depois, Peter pega Iris no aeroporto e, ao chegarem em casa, eles encontram Nancy enforcada no banheiro.

O detetive Bruce, designado para investigar o caso, logo descobre que esse aparente suicídio foi de fato um homicídio e suspeita que Peter possa ser o criminoso após ter tido um caso com a jovem. Quando Carlotta chega ao apartamento de Peter, com o marido, ela diz claramente a Bruce que ele não deveria suspeitar de Peter.

No dia seguinte, em depoimento à polícia, Claire afirma na frente de Peter e Iris, que Nancy lhe dissera que ela e Peter estavam apaixonados, e quando ele a confronta, ela revela que Nancy havia recusado a proposta de casamento de John por causa de seu suposto relacionamento com Peter. Ao deixar a delegacia e passar em seu escritório, Peter retorna para casa, onde encontra Carlotta dando força à Iris para que ela o abandone. Furioso, ele a expulsa e, na saída, Brian comenta que a autópsia descobriu que Nancy se encontrava grávida.

Desesperado, Peter volta ao apartamento de Claire, que reafirma o que dissera na polícia e, no final, comenta que Nancy lhe contara sobre um relacionamento dela com um homem casado, no dia 2 de junho, data em que ele ainda não a conhecia. Em seguida, ele questiona uma garçonete, que trabalhara com ela, tomando conhecimento de que, na época, Nancy estava hospedada na casa de um tio em Greenwich Village. Assim, ele chega a Gordon Ling, que reafirma o fato de que sua sobrinha comentara que tinha um amante casado com uma atriz super famosa.

À noite, ao chegar em seu apartamento, Peter fica aliviado ao verificar que Iris, percebendo que ele não poderia ser um assassino, tinha voltado para casa. Na ocasião, ele afirma que não poderia ser o amante de Nancy porque Claire havia lhe falado de um encontro de Nancy com seu amante no dia 2 de junho, uma vez que ele só a conhecera quatro dias depois.

Suspeitando que Brian possa ser o tal amante de Nancy, já que ele é casado com uma atriz super famosa, Peter pede que Iris marque um encontro com Carlotta, fora de casa, a fim de que ele possa ter uma conversa séria com Brian. Ao se encontrarem, Brian admite seu envolvimento com Nancy, confessando como era bom se sentir amado depois de ter sido ofuscado por Carlotta. Ele revela ainda que, no dia da morte de Nancy, ela lhe falou sobre sua gravidez e de seu plano para chantagear Peter para que eles tivessem dinheiro suficiente para começarem uma vida nova. Ele insiste que não matou Nancy, acreditando que Peter o fez pelo fato de ter sido chantageado pela jovem.

A história de Brian é interrompida com a súbita aparição de Carlotta, furiosa por saber de seu adultério. Ela é seguida por Bruce, que plantara um microfone no apartamento. Quando o delegado a confronta, Carlotta afirma que, no dia da morte de Nancy, ela chegou mais cedo em casa e ouviu Peter e Nancy discutindo violentamente. No entanto, a essa altura, Bruce já dispunha de um álibi de Peter, que comprovava que, na tarde do assassinato de Nancy, ele se encontrava bem longe do local.

Em seguida, o delegado apresenta sua própria teoria sobre o crime: Carlotta, tendo chegado em casa sem o conhecimento de Brian, escutou a conversa telefônica entre ele e Nancy e, em seguida, foi ao apartamento de Peter e Iris para exigir que ela fosse embora de Nova York. Quando a jovem gritou que Brian a desprezava, Carlotta, dominada pela raiva, a estrangulou.

Mais tarde, quando Iris pergunta ao marido o que acontecerá com Carlotta, Peter afirma que o fato dela ser uma atriz tão famosa, certamente irá persuadir os jurados a inocentá-la.

imagem

Comentários

Escrito e dirigido pelo cineasta Nunnally Johnson, “A Viúva Negra” é um filme norte-americano produzido pela Twentieth Century Fox  em 1954. Sua trama, baseada num romance de Hugh Wheeler, conta a história de uma jovem escritora de vinte anos, interpretada por Peggy Ann Garner, que chega à Nova York com a intenção de se tornar famosa.

Embora não se trate de uma obra premiada, a direção de Nunnally Johnson é de primeira linha, assim como a bela fotografia em CinemaScope, assinada por Charles G. Clarke. No elenco, Ginger Rogers e Van Heflin estão ótimos em seus respectivos papéis, seguidos pelas boas atuações de George Raft, Peggy Ann Garner e Reginald Gardiner. Gene Tierney, como sempre, uma grande atriz, basicamente não tem um papel relevante que me permita fazer um julgamento.

CAA