Filmes por gênero

ÂNSIA DE AMAR (1971)

Carnal knowledge
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Iniciação carnal (Portugal)
Ce plaisir qu'on dit charnel (França)
Conoscenza carnale (Itália)
Conocimiento carnal (Espanha, Argentina, Peru)
Die Kunst zu lieben (Alemanha)
Köttets lust (Suécia)
Testi kapcsolatok (Hungria)
Kødets lyst (Dinamarca)
Познание плоти (União Soviética)
Pais: Estados Unidos
Gênero: Drama
Direção: Mike Nichols
Roteiro: Jules Feiffer
Produção: Mike Nichols, Clive Reed
Design Produção: Richard Sylbert
Fotografia: Giuseppe Rotunno
Edição: Sam O'Steen
Direção de Arte: Robert Luthardt
Figurino: Anthea Sylbert
Maquiagem: Charles H. Schram
Efeitos Sonoros: Larry Jost, Richard Portman
Nota: 8.3
Filme Assistido em: 1972

Elenco

Jack Nicholson Jonathan Fuerst
Ann-Margret Bobbie
Art Garfunkel Sandy
Candice Bergen Susan
Rita Moreno Louise
Cynthia O'Neal Cindy
Carol Kane Jennifer

Prêmios

Prêmios Globo de Ouro, EUA

Prêmio de Melhor Atriz Coadjuvante (Ann-Margret)

Prêmios Sant Jordi de Barcelona

Prêmio de Melhor Ator Estrangeiro (Jack Nicholson)

Indicações

Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood, EUA

Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante (Ann-Margret)

Prêmios Globo de Ouro, EUA

Prêmio de Melhor Ator em um Drama (Jack Nicholson)

Prêmio de Melhor Ator Coadjuvante (Art Garfunkel)

Círculo dos Críticos de Cinema de Nova York, EUA

Prêmio de Melhor Atriz Coadjuvante (Ann-Margret)

Grêmio dos Roteiristas da América

Prêmio de Melhor Comédia Escrita Diretamente Para O Cinema (Jules Feiffer)

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

No final dos anos 1940, o inteligente e sensível Sandy frequenta a mesma faculdade de seu melhor amigo, o atlético e rude Jonathan, com quem divide um quarto. Ambos ainda são virgens e discutem o tipo de mulher com quem gostariam de perder a virgindade.

Quando os dois conhecem a bela e também inteligente Susan, Sandy a convida para sair e, em pouco tempo, os dois iniciam um namoro. Jonathan também se interessa pela jovem, mas resolve deixá-la para o amigo. Com o passar dos dias, Sandy começa a desejar que o namoro avance nas carícias e Sandy termina cedendo aos seus avanços, embora pareça gostar mais de conversar com ele.

Ao comentar com Jonathan o ocorrido, este fica obcecado e resolve marcar um encontro clandestino com Susan, principalmente depois que o amigo comentou que ela o achara sexy. Susan aceita se encontrar com Jonathan, mas não tem coragem de contar para Sandy que se tornara amante de seu amigo. Apaixonado por Susan, Jonathan se desespera ao verificar que a jovem se nega a comentar o caso com Sandy por pena. Tal fato faz com que ele não veja outra opção a não ser terminar seu relacionamento com a jovem.

Vinte anos depois de seus tempos de faculdade, os amigos de meia-idade ainda se mostram longe de entenderem o amor em um relacionamento sério. Jonathan, agora um homem rico, reclama dos pagamentos de pensão alimentícia que se vê obrigado a pagar para sua agora ex-esposa Bobbie, e seu filho, enquanto Sandy, desesperado para recuperar sua juventude, marca um encontro com Jennifer, uma recatada jovem de dezoito anos.

Certo dia, quando Sandy e Jennifer visitam Jonathan, este apresenta uma série de slides mostrando todas as amantes que tivera ao longo de sua vida, incluindo Susan, referindo-se a todas como “gatinhas gulosas”, o que deixa Sandy e Jennifer bastante aborrecidos. Mais tarde, ele confessa a Sandy que, ao longo da vida, ele apenas vislumbrou a natureza ilusória do amor, através de breves encontros sexuais, enquanto Sandy lamenta que, ao se apaixonar e assumir um compromisso com uma mulher, seu interesse sexual por ela morre. Enfim, a conversa dos dois deixa transparecer suas frustrações, seus casos mal resolvidos.

imagem

Comentários

Realizado pelo cineasta Mike Nichols, a partir de um roteiro escrito por Jules Feiffer, “Ânsia de Amar” é um filme norte-americano produzido pela Embassy Pictures em 1971. Sua trama aborda a relação entre dois amigos cuja amizade fundamenta-se e prospera através do compartilhamento de relatos sobre suas experiências amorosas.

Embora não seja excepcional, a direção de Mike Nichols é de muito boa qualidade, o mesmo ocorrendo com a fotografia a cargo de Giuseppe Rotunno. Merece, igualmente, registro, sua bela trilha sonora com músicas interpretadas por Frank Sinatra e pelas orquestras de Glenn Miller e Tommy Dorsey.

No elenco, Jack Nicholson e Ann-Margret brilham em seus respectivos papéis, seguidos pelas ótimas atuações de Art Garfunkel e Candice Bergen.

CAA