Filmes por gênero

VEM DANÇAR COMIGO (1992)

Strictly Ballroom
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Strictly Ballroom - Vem dançar! (Portugal)
Ballroom dancing (França)
Ballroom - Gara di ballo (Itália)
El amor está en el aire (Espanha)
Strictly Ballroom - Die gegen die Regeln tanzen (Alemanha)
Strictly Ballroom - De förbjudna stegen (Suécia)
Strictly Ballroom - de forbudte trin (Dinamarca)
Танцы без правил (Rússia)
Pais: Austrália
Gênero: Comédia, Drama, Romance
Direção: Baz Luhrmann
Roteiro: Baz Luhrmann, Craig Pearce
Produção: Tristram Miall
Design Produção: Catherine Martin
Música Original: David Hirschfelder
Coreografia: John O'Connell
Fotografia: Steve Mason
Edição: Jill Bilcock
Direção de Arte: Martin Brown
Figurino: Angus Strathie
Guarda-Roupa: Peter Bevan, Nola Lowe, Kym Barrett e outros
Maquiagem: Lesley Vanderwalt, Rebecca Simons
Efeitos Sonoros: Ben Osmo, Bruce Brown, Roger Savage e outros
Efeitos Visuais: Roger Cowland
Nota: 8.6
Filme Assistido em: 1993

Elenco

Paul Mercurio Scott Hastings
Tara Morice Fran
Bill Hunter Barry Fife
Pat Thomson Shirley Hastings
Gia Carides Liz Holt
Peter Whitford Les Kendall
Barry Otto Doug Hastings
John Hannan Ken Railings
Sonia Kruger Tina Sparkle
Kris McQuade Charm Leachman
Pip Mushin Wayne Burns
Leonie Page Vanessa Cronin
Antonio Vargas Rico
Jack Webster Terry
Lauren Hewett Kylie Hastings
Steve Grace Luke
Lara Mulcahy Natalie
Brian M. Logan Clarey
Todd McKenney Nathan Starkey
Kerry Shrimpton Pam Short
Michael Burgess Merv
Di Emery Garçonete
Paul Bertram .

Prêmios

Academia Britânica de Cinema e Televisão, Inglaterra

Prêmio de Melhor Figurino (Angus Strathie, Catherine Martin)

Prêmio de Melhor Trilha Sonora (David Hirschfelder)

Prêmio de Melhor Design de Produção (Catherine Martin)

Festival Internacional de Cannes, França

Prêmio da Juventude (Baz Luhrmann)

Festival Internacional de Toronto, Canadá

Prêmio Escolha do Povo (Baz Luhrmann)

Instituto Australiano de Cinema

Prêmio de Melhor Filme (Tristram Miall)

Prêmio de Melhor Ator Coadjuvante (Barry Otto)

Prêmio de Melhor Direção (Baz Luhrmann)

Prêmio de Melhor Design de Produção (Catherine Martin )

Prêmio de Melhor Figurino (Angus Strathie )

Prêmio de Melhor Edição (Jill Bilcock)

Prêmio de Melhor Roteiro Adaptado (Baz Luhrmann, Craig Pearce)

Prêmio de Melhor Atriz Coadjuvante (Pat Thomson)

Festival Internacional de Cinema de Chicago

Prêmio Silver Hugo de Melhor Primeiro Filme (Baz Luhrmann)

Círculo de Críticos de Cinema de Londres, Inglaterra

Prêmio de Melhor Revelação do Ano (Baz Luhrmann)

Festival Robert de Copenhague, Dinamarca

Robert de Melhor Filme Estrangeiro (Baz Luhrmann)

Festival Internacional de Vancouver, Canadá

Prêmio do Filme Mais Popular (Baz Luhrmann)

Indicações

Academia Britânica de Cinema e Televisão, Inglaterra

Prêmio de Melhor Atriz (Tara Morice)

Prêmio de Melhor Edição (Jill Bilcock )

Prêmio de Melhor Roteiro Adaptado (Baz Luhrmann, Craig Pearce)

Prêmio de Melhor Filme (Tristram Miall, Baz Luhrmann)

Prêmio de Melhores Efeitos Sonoros (Antony Gray, Ben Osmo, Roger Savage, Ian McLoughlin, Phil Judd)

Prêmios Globo de Ouro, EUA

Prêmio de Melhor Filme - Musical ou Comédia

Instituto Australiano de Cinema

Prêmio de Melhor Ator (Paul Mercurio)

Prêmio de Melhor Fotografia (Steve Mason )

Prêmio de Melhor Som (Bruce Brown, Ben Osmo, Roger Savage )

Prêmio de Melhor Atriz (Tara Morice)

Prêmio de Melhor Atriz Coadjuvante (Gia Carides)

Festival de Cinema de Bogotá, Colômbia

Prêmio de Melhor Filme (Baz Luhrmann)

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Scott Hastings e Liz Holt haviam se preparado a vida toda para serem campeões do Pan-Pacífico, a maior prova do circuito de danças de salão da Austrália.  Os pais de Scott foram uns dos maiores dançarinos do passado.

Num dos torneios preparatórios, a dupla é bloqueada propositadamente por seus maiores rivais, Ken Railings e Pam Short, ficando encurralados.  Com uma enorme habilidade para improvisos, Scott consegue sair da situação, é delirantemente aplaudido pela platéia, mas perde o torneio, já que as regras proíbem a improvisação.

Inconformada, Liz diz que não vai mais dançar com ele.  Quando Pam quebra a perna num acidente automobilístico, ela passa a fazer par com Ken.  Shirley, mãe de Scott, fica arrasada.  É quando surge Fran, uma modesta empregada da Academia, que nunca se apresentara num torneio, e que se oferece para fazer par com ele.  

Em princípio, Scott reluta mas, ela insiste em que lhe seja dada a oportunidade de um teste.  Para sua surpresa, ele vê que a moça tem futuro como dançarina.  Os dois passam a treinar escondidos, já que os que acompanham sua carreira, principalmente sua mãe, querem que ele passe a dançar com a campeã, Tina Sparkle.  Contrariando as expectativas da mãe, Scott passa a dedicar todo o seu tempo aos ensaios com Fran, por quem se apaixona.

Às vésperas do famoso Pan-Pacífico, ele é pressionado e basicamente chantageado por Barry Fife, para que assuma Tina Sparkle, como sua parceira, ao contar-lhe um episódio ocorrido com seu pai no passado.

Assim, pelo pai, Scott se compromete a concorrer ao título de campeão do Pan-Pacífico, tendo Tina como sua parceira, para desgosto e desespero de Fran.

Na hora de entrar no salão, entretanto, ele descobre, através do próprio pai, que a história que lhe haviam contado não era verdadeira.  Sentindo-se aliviado e, para surpresa de todos, ele entra ao lado de Fran.  Os dois são ovacionadíssimos pela platéia.  Barry Fife, presidente do júri, ordena que parem com a música e anuncia a desclassificação do casal.  A platéia reage e, marcando o compasso com as mãos, faz com que Scott e Fran continuem sua apresentação, enquanto os demais concorrentes assistem passivamente ao grande show apresentado pela dupla.

imagem

Comentários

"Vem Dançar Comigo" é um ótimo filme australiano sobre o mundo da dança de salão.  Realizado pelo cineasta Baz Luhrmann, que também co-assina o roteiro, o filme mostra-se cheio de energia e cores.

Os números de dança são esplendidamente coreografados e a trilha sonora é vibrante e variada.  Os elementos românticos, embora sejam mostrados, são relegados a um segundo plano.

Os principais personagens são bons atores e excelentes dançarinos, principalmente Tara Morice.  Além de talento, ela tem um grande carisma.  Não são utilizados dublês.

"Vem Dançar Comigo" apresenta, ainda, um bem cuidado figurino e ótimas interpretações do elenco coadjuvante.

Enfim, trata-se de um filme imperdível e para não ser esquecido.

 CAA