Filmes por gênero

NOITE APÓS NOITE (1949)

Night unto night
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Almas en tinieblas (Espanha)
Sempre più notte (Itália)
Mens orkanen rasede (Dinamarca)
Yön tullen (Finlândia)
När natten faller på (Suécia)
Iz noci u noc (Iugoslávia)
Pais: Estados Unidos
Gênero: Drama, Romance
Direção: Don Siegel
Roteiro: Kathryn Scola
Produção: Owen Crump
Música Original: Franz Waxman
Direção Musical: Leo F. Forbstein
Fotografia: J. Peverell Marley
Edição: Thomas Reilly
Direção de Arte: Hugh Reticker
Figurino: Leah Rhodes
Guarda-Roupa: Joan Joseff
Maquiagem: Perc Westmore
Efeitos Sonoros: Oliver S. Garretson
Efeitos Especiais: Harry Barndollar, Edwin B. DuPar
Nota: 7.9
Filme Assistido em: 1952

Elenco

Ronald Reagan John Galen
Viveca Lindfors Ann Gracy
Broderick Crawford C.L. Shawn
Rosemary DeCamp Thalia Shawn
Osa Massen Lisa
Art Baker Dr. Poole
Craig Stevens Tony Maddox
Erskine Sanford Dr. Gallen Altheim
Ann Burr Willa Shawn
Johnny McGovern Willie Shawn
Lillian Yarbo Josephine
Almira Sessions Empregada do Hotel
Lois Austin Sra. Rose
Joe Devlin Joe
William Haade Guy Morell, homem no Museu de Arte
Irving Bacon Corretor de imóveis
Philo McCullough Steven, motorista de ônibus
Lottie Williams Mulher no ônibus

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Enquanto procurava um lugar para alugar na costa leste da Flórida, o cientista John Galen encontra a viúva Ann Gracy do lado de fora de sua casa. Como ela se mostra profundamente perturbada por alguma coisa, ele se oferece para levá-la até a cidade, onde a deixa na casa de amigos, o artista C. L. Shawn e sua esposa, Thalia. Eles convidam John para entrar e, na conversa que se segue, Ann revela que enquanto embalava os bens de seu falecido marido, ela ouviu sua voz. John se mostra cético, mas Shawn professa sua crença na vida após a morte.

Mais tarde, naquela noite, John sofre um ataque epilético no hotel em que se acha hospedado e, no dia seguinte, visita um médico, que explica que sua condição de saúde está se deteriorando. Depois que John aluga a casa de Ann, sua graciosa irmã, Lisa, lhe faz uma visita. Na oportunidade, ele lhe pergunta sobre Ann, descobrindo que o marido dela foi morto durante a guerra. Ao invés de deixar a cidade, como aconselhava sua irmã, Ann prefere assumir um trabalho perto de sua casa. Dias depois, John volta a encontrá-la na praia, ocasião em que ela comenta que voltou a ouvir a voz do marido. Pouco depois, ao se encontrar com Shawn, este questiona suas crenças sobre a morte. Tendo escondido de seus novos amigos seu problema de saúde, durante uma exposição dos trabalhos de Shawn, este acidentalmente descobre a verdade sobre John.

Lisa continua a visitá-lo, mas quando ela o beija, ele recusa seus avanços. Certa vez, enquanto John se acha com Shawn e sua família, Ann vai até sua antiga casa e novamente ouve a voz do Bill, desta vez aconselhando-a a não viver em sua memória. Ela ainda se encontra na casa quando John retorna e a conforta. Pouco tempo depois, os dois se apaixonam. Certa noite, John volta a sofrer um ataque epilético, desta vez mais forte, causando forte apreensão. Ele pensa em se suicidar, mas é interrompido com a chegada do Dr. Poole, que o tratou em Chicago. O médico explica que John lhe telefonara durante a noite, enquanto ainda sofria os efeitos do ataque epilético.

Ao tomar conhecimento do amor de John por Ann, o Dr. Poole o aconselha a contar a verdade sobre sua condição, mas John prefere romper seu relacionamento com ela. No dia seguinte, o Dr. Poole e Shawn têm uma discussão filosófica, e durante seu curso, o médico revela que John está piorando. Quando Shawn, mais tarde, percebe que Ann se encontra profundamente apaixonada por John, ele resolve lhe contar tudo o que sabe a respeito da doença do amigo.

Durante um jantar oferecido por John em homenagem ao Dr. Poole, quando um furacão se aproxima, completamente embriagada Lisa começa a atacar verbalmente Ann. Depois que a tempestade desaparece, quando John e Ann procuram por lâmpadas, esta comenta que sabe sobre sua condição de saúde e que isso não faz qualquer diferença. Lisa ouve a conversa e zomba de John, que deixa o local. Ann o segue e o encontra com uma arma disposto a tirar sua própria vida. Apaixonada, ela descreve a eterna natureza do amor e proclama sua crença de que toda felicidade deve ser abraçada, mesmo que seja por um curto período de tempo. Persuadido a aceitar o amor incondicional de Ann, John decide não cometer suicídio.

imagem

Comentários

Realizado pelo cineasta Don Siegel, a partir de um roteiro escrito por Kathryn Scola, “Noite Após Noite” é um interessante filme norte-americano produzido pela Warner Brothers em 1949. Sua trama, baseada num livro de Philip Wylie, é bastante melodramática e marcada por um ritmo vagaroso. No final, o clímax se dá no meio de um furacão, proporcionando um pouco mais de ação.

A direção de Siegel é consistentemente boa, no que é ajudado pela deslumbrante fotografia assinada por J. Peverell Marley

No elenco, embora não se mostrem em seus melhores momentos, Broderick Crawford e Ronald Reagan se saem bem, seguidos pelas boas atuações da sueca Viveca Lindfors e da dinamarquesa Osa Massen.

CAA