Filmes por gênero

ADA (1961)

Ada
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Le troisième homme était une femme (França)
Ada Dallas (Itália, Alemanha)
El tercer hombre era mujer (Espanha)
Sanningen om Ada (Suécia)
Totuus Adasta (Finlândia)
Pais: Estados Unidos
Gênero: Drama
Direção: Daniel Mann
Roteiro: Arthur Sheekman, William Driskill
Produção: Lawrence Weingarten
Música Original: Bronislau Kaper
Direção Musical: Robert Armbruster
Fotografia: Joseph Ruttenberg
Edição: Ralph E. Winters
Direção de Arte: George W. Davis, Edward C. Carfagno
Figurino: Helen Rose
Guarda-Roupa: Robert Fuca
Maquiagem: William Tuttle
Efeitos Sonoros: Franklin Milton, Conrad Kahn
Efeitos Visuais: Lee LeBlanc
Nota: 8.1
Filme Assistido em: 1988

Elenco

Susan Hayward Ada Gillis
Dean Martin Bo Gillis
Wilfrid Hyde-White Sylvester Marin
Ralph Meeker Coronel Yancey
Martin Balsam Steve Jackson
Frank Maxwell Ronnie Hallerton
Connie Sawyer Alice Sweet
Charles Watts Al Winslow
Larry Gates Joe Adams
Robert S. Simon Warren Hatfield
Bill Zuckert Harry Davers
Kathryn Card Sra. Betty Mae Dunston
Helen Kleeb Sra. Smith
Helen Brown Kathleen, secretária do Governador
J. Edward McKinley Robert Keely
Ralph Brooks Fotógrafo
Margaret Bert Enfermeira de Sylvester
Nesdon Booth Walter Dow
Rodney Bell Repórter
Ellen Atterbury Sra. Carlton
Joe Bassett Sam Kinney
Helen Beverly Sra. Stauton
Amy Douglass Sra. Bradville
Robert O'Connor Noivo
Joan Dupuis Noiva
Bart Conrad Fotógrafo
Fred Coby Reporter
Robert Haines Reporter
Ted Dudomaine Político
Harvey B. Dunn Político
Terry Frost Político

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Enquanto fazia campanha pelo governo de um estado do sul, Bo Gilles, um político dado a discursos folclóricos e ao violão, se apaixona e se casa com Ada, uma prostituta reformada. Os antecedentes duvidosos da jovem alarmam o leal agente de imprensa de Bo, Steve Jackson, e seu consultor político Sylvester Marin.
 
Com o passar dos dias, Ada prova ser uma ativista ansiosa e cheia de recursos. Durante o período em que Bo se encontra no cargo, ela tenta convencê-lo de que o educado Sylvester Marin é um oportunista implacável, que apoia Bo apenas por ser adequado a seus próprios interesses.  Embora Marin chantageie cruelmente o honesto governador, este se recusa a vê-lo como ele realmente é. 
 
Pouco tempo depois, Bo fica gravemente ferido em uma explosão de automóvel, resultado direto de sua falha ao concordar com todas as sugestões de Marin. No entanto, Bo acusa Ada de tomar o partido de Marin, levando-a a decidir provar que ele está redondamente enganado. Depois de assumir o cargo de governadora em exercício, por causa da incapacidade de Bo, ela desafia abertamente Marin, ao apoiar uma série de projetos de reformas apresentados por Bo. 
 
Marin, assistido por seu chefe de polícia corrupto, coronel Yancey, retalia ao ameaçar tornar pública uma gravação que poderia destruir sua reputação. No entanto, Bo é liberado do hospital a tempo de defender sua esposa. Enfim, após seu discurso na capital do Estado, a legislação da reforma é finalmente aprovada.

imagem

Comentários

Realizado pelo cineasta Daniel Mann, a partir de um roteiro escrito por Arthur Sheekman e William Driskill, ""Ada" é um filme norte-americano produzido em 1961 pelas empresas Chalmar Inc. e Avon Productions. 
 
Na direção, Mann realiza um bom trabalho. O filme conta, ainda, com uma boa fotografia, a cargo de Joseph Ruttenberg. No elenco, o maior destaque é Wilfrid Hyde-White, no papel de Sylvester Marin, seguido pelas ótimas atuações de Susan Hayward e Dean Martin.
 
CAA